Temple of the Vampire: Vampirismo como Religião

Temple of the Vampire

Até que ponto a realidade e ficção se confundem? O pensamento do mundo ocidental parte do suposto de que os vampiros não existem, apesar de várias lendas vindas de inúmeros povos apresentarem-nos como entidades vivas. Mas algumas pessoas realmente acreditam no vampirismo como realidade e, mais ainda, como religião. É o caso do chamado Temple of the Vampire, uma organização que pratica a religião do vampirismo.

A base religiosa desta organização baseia-se numa antiga religião que mudou de nome várias vezes no decorrer dos tempos: Ordem do Dragão, Templo do Dragão e o Templo do Dragão Vampiro Deusa Tiamat (antiga Suméria). O moderno templo procura localizar pessoas que poderiam ter o mesmo sangue, ou seja, pessoas ligadas com a Escuridão da Noite, predadoras, que sabem da existência de algo a mais para a vida e que desejam possuí-lo.

Os vampiros, para os defensores desta crença, são predadores de humanos, surgindo da própria humanidade como um estágio da evolução da mesma. Para estes religiosos, foram os vampiros os criadores das religiões do mundo para assegurar a docilidade do ser humano.

Temple of the Vampire (1)

Uma parte expressiva da sua “filosofia” pode ser resumida no chamado “credo do vampiro”:

“Eu sou um vampiro.
Eu adoro meu ego e eu adoro minha vida, pois eu sou o único Deus que existe.
Eu tenho orgulho de ser um animal predador e honro meus instintos animais.
Eu exalto minha mente racional e não acredito que isso seja um desafio da razão.
Eu reconheço a diferença entre o mundo real e a fantasia.
Eu reconheço o fato de que a sobrevivência é a lei mais alta.
Eu reconheço que os Poderes da Escuridão escondem leis naturais através das quais eu posso fazer minha magia.
Eu sei que as minhas crenças no Ritual são uma fantasia, mas a magia é real e eu respeito e reconheço os resultados da minha magia.
Eu percebo que não há céu como não há inferno e vejo a morte como o destruidor da vida.
Portanto tirarei o máximo proveito da vida aqui e agora.
Eu sou um vampiro.
Curve-se diante de mim.”

Ainda de acordo com esta organização, os vampiros de hoje existem numa realidade dualista: o eu Diurno é o cético materialista que não acredita na superstição; e o eu Noturno acredita, praticando atos e rituais de magia. O fortalecimento do eu Noturno leva a mudanças no mundo Diurno.

Os rituais vampíricos permitem contato com os Deuses Morto-Vivos e levam ao sagrado o ato da comunhão vampírica. Técnicas são ensinadas no templo para o vampiro aprender a se movimentar no mundo mágico da fantasia, percebendo as forças tradicionais do vampiro – poder hipnótico, imortalidade, etc.

A hierarquia da organização é formada por vários níveis. Existe o Membro Vitalício – aquele que tomou o primeiro passo no contato e fez uma doação material ao templo – , que, ao solicitar sua participação e de ser aceito no templo, torna-se Membro Ativo. Depois do desenvolvimento de alguns poderes vampíricos, chega-se no nível de Vampiro Predador e a entrada para o Segundo Círculo do Templo Exterior. Em caso de progresso, o membro pode transformar-se em Sacerdote/Sacerdotisa Vampiro, dando acesso aos níveis mais elevados do templo – que são os ensinamentos escondidos.

O Temple of the Vampire publica um manual de mágica fundamental para os membros vitalícios, The Vampire Bible. Também publica dois periódicos: o bienal Bloodlines: The Vampire Temple Journal e o mensal Lifeforce: The International Vampire Forum.

(Visited 205 times, 1 visits today)
Orivaldo Leme Biagi

Orivaldo Leme Biagi

É mestre e doutor em História pela UNICAMP e pós-doutor em Relações Públicas pela USP. Atualmente é professor e Coordenador do curso de Direito da FAAT.

10 comentários em “Temple of the Vampire: Vampirismo como Religião

  • 16/09/2017 em 02:04
    Permalink

    eu nome e cleiton quero me torna vampiro alguem poder metranformar ou me ajunda de vdd ja tente de tudo mais nao vir menun resultado meu whats só chama 85987475623

    Resposta
  • 22/04/2017 em 13:24
    Permalink

    Apesar do meu ceticismo total com relação a qualquer crença, achei extremamente interessante a filosofia seguida, parecida com as minhas sem com que tivessem quaisquer tipos de relação com a religiao, chamou muito minha atenção.
    Gostaria de aprofundar sobre! Caso haja disponibilidade e não seja mais um adolescente fã de crepúsculo, ficaria grata em trocar contato.
    ATT. JANAÍNA

    Resposta
  • 20/09/2016 em 22:47
    Permalink

    meu nome e thales quero cer vampiro c alguem poder me tranformar meu whats só chama 034 997622268

    Resposta
  • 21/07/2016 em 20:34
    Permalink

    Neu whats 85 997403464
    Acho dificil ne tornar vampiro em Baturite-Ce mais nao custa tentar!

    Resposta
  • 19/07/2016 em 23:21
    Permalink

    Eu quero ter o vampirismo como religião, quero ser um vampiro. Alguém poderia me ajudar? face douglas vicente

    Resposta
  • 02/06/2016 em 20:19
    Permalink

    Quem quiser participar do ritual so me chama no whats 04187999503145

    Resposta
  • 18/01/2016 em 00:06
    Permalink

    Eu quero ter o vampirismo como religião, quero ser um vampiro. Alguém poderia me ajudar?

    Meu whatsapp eh 021 975356666

    Resposta
  • 18/01/2016 em 00:04
    Permalink

    Eu quero ter o vampirismo como religião, quero ser um vampiro. Alguém poderia me ajudar?

    Tenho whatsapp

    Resposta
  • 17/09/2015 em 11:37
    Permalink

    eu quero saber mais podia alquem da religiao falar cmg

    Resposta
  • 19/10/2014 em 17:17
    Permalink

    Se alguem soube como eu possa me transformara em uma vampira por favor me ajude nao aguento mais essa porra de vida ridicula,eu sei que se vampira nao é conto de fadas mais msm assim quero me tranforma
    Me add no whatsapp quem pode me ajuda 79 91341161

    mata e tal
    Me ajudem pode me add no whatsapp quem quiser

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien