Artigos

Nem tudo é ficção quando o assunto é tubarão

Dez fatos retratados nos filmes de tubarões que quase sempre são reais

1) Os grandes tubarões brancos realmente habitam a costa de Massachusetts.

A ideia de que os tubarões possam ser encontrados nas águas da costa leste dos Estados Unidos, próximo ao estado de Massachusetts, não é ficção. Os grandes tubarões brancos são frequentemente encontrados fora da costa de Cape Cod, não muito distante do local de filmagem do longa Tubarão (Jaws) de 1975, que ocorreu na ilha de Martha’s Vineyard. Os animais geralmente habitam esta região devido à concentração de populações de focas nas proximidades.

2) Os seres humanos jamais alcançariam um tubarão nadando!

No longa Do Fundo do Mar (Deep Blue Sea) de 1999, os biólogos afirmam que os seres humanos não podem nadar como os tubarões, isso é verdade pois mesmo o nadador humano mais rápido do mundo consegue alcançar somente 8km/h sem a assistência de barbatanas ou gadgets, enquanto um tubarão pode nadar de 35 a 74km/h.

3) A maioria dos ataques de tubarão ocorre a 5 metros da água ou menos.

Em Tubarão (Jaws), o xerife Brody pergunta a Hopper, o especialista em tubarões: “É verdade que a maioria dos ataques de tubarões ocorrem em menos de três metros de água?“, e Hopper diz que é verdade. Realmente a maioria dos ataques de tubarões em pessoas ocorre onde grande parte das pessoas está concentrada, ou seja, nas “águas rasas”. Consiste em um jogo de números, quanto mais seres humanos se juntarem em uma área criando comportamentos que se assemelham a uma presa, maior será a chance de alguém ser atacado por um tubarão.

4) Os tubarões podem sentir o cheiro de sangue na água.

Em Do Fundo do Mar (Deep Blue Sea), a atriz Saffron Burrows distrai um tubarão fazendo um corte em sua mão e derramando o sangue na água para atrair o animal. Os tubarões realmente possuem um sistema olfativo muito sensível e podem sentir o cheiro de sangue na água, no entanto, detectar uma gota de sangue em meio a um oceano inteiro é um absurdo! Os tubarões podem detectar pequenas quantidades de sangue no oceano em até 3km de distância. Sendo assim, esta estatística torna a distração da “isca viva” de Burrow mais plausível.

5) Os grandes tubarões brancos realmente são grandes.

Os grandes tubarões brancos são enormes, talvez não cheguem a medir quase 8 metros como no filme Tubarão (Jaws), mas ainda assim impressionam! O maior tubarão branco que já se teve registro na história foi capturado em 1988 na costa da Prince Edward Island, medindo 1,5 metros de largura por 6 metros de comprimento! Recentemente uma foto de um tubarão foi registrada por uma câmera em Guadalupe na Califórnia, e estima-se que tenha mais de 6 metros de comprimento!

6) Os tubarões capturam suas presas em meio a emboscadas.

Alex Kintner não viu o grande tubarão branco se aproximando em Tubarão (Jaws) enquanto estava navegando pelo oceano em sua jangada. Isso ocorre porque os tubarões são predadores de emboscadas. Eles atacam vindo por baixo com uma onda ascendente de poder e velocidade e têm uma excelente precisão ao agarrar sua presa na superfície e arrastá-la água abaixo. Mesmo que eles não consigam capturar suas presas usando as mandíbulas, o poderoso golpe irá atordoar o que quer que esteja em seu caminho, tornando a presa fraca e mais fácil de ser capturada. Não só as focas e os peixes são presas dessa tática, mas também os pássaros que estejam na superfície.

7) Os tubarões também espionam as suas presas.

Além de programarem uma emboscada a suas presas, os tubarões também são capazes de espioná-las, posição caracterizada pelo levantamento da cabeça acima da superfície da água para observar. Assim como em Tubarão (Jaws), quando Brody está tentando atrair o tubarão a bordo do barco Orca e o gigante dos mares levanta a cabeça acima da água, fazendo uma primeira aparição surpreendente. Nesta ocasião não se tratava de um ataque, na verdade o tubarão estava tentando olhar para os ocupantes do barco, os quais ele estava observando antes somente por debaixo d’água.

8) Os tubarões buscam vingança.

Apesar da trama das muitas sequências dos filmes de tubarões, em especial o próprio Tubarão 4 – A Vingança (Jaws 4: The Revenge), nos fazer acreditar que os animais realmente busquem vingança, os tubarões não guardam rancor nem procuram ou caçam motivados por vingança. É importante ressaltar também que os tubarões não matam por “esporte”, os tubarões matam apenas para se alimentar.

9) Geralmente o problema está nos pequenos.

Os filmes de tubarões assassinos (sejam eles geneticamente modificados, mutantes e/ou advindos de tornados) fazem você acreditar que o único tubarão capaz de morder um ser humano é o grande tubarão branco. Isso não é verdade, a maioria dos ataques de tubarões ocorre proveniente de animais pertencentes a espécies menores.

10) Como se livrar de um ataque?

Os especialistas em mergulho sugerem que, se você ficar frente a frente com um tubarão embaixo d’água, a melhor coisa a se fazer é manter contato visual com o animal, assim será menos provável que ele avance em você sabendo que você o observa.

Leia também:

Pat Mendes

Pat Mendes

Fã do gênero horror desde quando as sessões da tarde exibiam estes tipos de filmes. Além do amor pelo terror é uma médica veterinária apaixonada por criptozoologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *