Editorial 2017 #12: Como foi o Festival Boca do Inferno IV

Foi tétrico! O maior festival de cinema fantástico de SP, o Boca do Inferno, aconteceu no último final de semana e teve uma movimentação surpreendente! A Oficina Cultural Oswald de Andrade se transformou na entrada do Inferno para monstros assustadores, filmes aterrorizantes, contato com espíritos e exposição do medo! Vamos contar ao pé de uma fogueira, em um acampamento sinistro…

As portas se abriram às 10 horas da manhã com o escatológico Pazucus – A Ilha do Desarrego, de Gurcius Gewdner, provocando reações interessantes no público. Enquanto preparávamos a Sessão Mórbida, criaturas bizarras começavam a tomar conta do Bom Retiro. Integrantes do grupo Psycho Dark (como a silenciosa palhaça assassina Akantha e o arrepiante Mephisto Stringz) com seus gritos e performances constantes, traziam calafrios aos curiosos durante todo o dia para participar do concurso de Cosplay de terror, para a avaliação de Daniel Vardi e Toninho do Diabo.

Sem pausa para respirar, os infernautas já encaravam a terceira sessão, a chamada Sobrenatural. Com filmes de Recife, São Paulo, Canadá, Rio de Janeiro, Vitória e Espanha, era o momento de encarar assombrações e monstros, e ainda contatar os mortos na sala 7, onde uma trilha macabra, a boneca Annabelle e uma tábua Ouija aguardavam os incautos. Promovido pelo canal Lenda Urbana, nas mãos gélidas de Daniel Pires, aqueles que experimentavam a sessão saíam com uma expressão de horror, como se algo fosse acompanhá-los a partir dali.

No final da tarde de sábado – sim, estamos ainda no primeiro dia -, aconteceu a Sessão Degola, uma homenagem que o site fez ao aniversário do cineasta Joel Caetano, e o debate com os autores na Mesa Literária, com a presença incrível de César Bravo, Aislan Coulter e Marcos DeBrito. Não tinha como iniciar a noite de maneira menos divertida…mas ainda havia um domingo inteiro pela frente, com mais sessões e muito medo!

A diversão foi logo cedo, com a comédia O Crime da Cabra, de Ariane Porto e Teresa Aguiar. Ela foi seguida pelo impressionante longa Astaroth, abrindo as portas para os Mal Enterrados. Mortos caminhavam em seus passos lentos e ameaçadores para alcançar A Floresta das Almas Perdidas. Mais uma vez, integrantes do Psycho Dark assustavam os presentes, enquanto Patty Fang trazia o melhor do terror na exposição e venda de produtos de primeira linha.

A cada sessão, como a sangrenta Heresia e a Universo Paralelo, havia um momento de bate-papo com os cineastas presentes, com o público fazendo muitos questionamentos. E também, é claro, havia os famosos sorteios do Festival Boca do Inferno! Esse ano tivemos a parceria da Darkside Books (que enviou livros como Coração Satânico e Hellraiser), da Editora ClockTower (mandou dois livros), da Paris Filmes (emprestou um display de Jogos Mortais: JigSaw, e cedeu diversos kits cheios de coisas do filme e ainda 40 ingressos), da Warner Bros. (que mandou muitos filmes, como Invocação do Mal 1 e 2, além de vários jogos como Outlast e o último Resident Evil), e da A2 Filmes (uma porrada
de DVDs). Assim, fizemos 11 sorteios e premiamos os vencedores do concurso de cosplay de terror, os da gangue Psycho Dark, com um caprichado kit.

Além de assistir a todos os 37 filmes gratuitamente e ter a oportunidade de discutir e saber o processo de criação, o público presente também ajudou na seleção dos melhores através do voto feito na hora. Receberam pequenos papéis com os nomes das produções e cinco caveiras para riscar e decidir a nota: quanto mais caveiras pintadas, maior seria a avaliação. Assim, chegamos ao seguinte TOP 10:

ESCOLHA DA AUDIÊNCIA

10. Mesa pra Dois: 3,78
9. Cinco Cálices: 3,80
8. Sol: 3,80
7. O Crime da Cabra: 3,857
6. Eternidade: 3,89
5. Autômatos: 4,04
4. Cercados pela Morte: 4,10
3. Casulos: 4,23
2. Astaroth (longa): 4,261
1. Apóstolos: 4,264

Além da votação do público, também houve a Escolha do Júri. Nesta edição, o jurado era composto por Ivo Costa (diretor de curtas e escritor do Boca do Inferno), pelo escritor Aislan Coulter e pela Danielle Brandão, uma das administradoras da página Terror, Horror e Suspense, do Facebook. Depois de assistir a todos os filmes e refletir bastante chegaram à seleção:

MELHOR FILME (entre curtas e longas, sem diferença)
Apóstolos

MELHOR DIREÇÃO
Casulos

MELHOR ROTEIRO
Apóstolos

MELHOR FOTOGRAFIA
Rosalita

PRÊMIO MONSTRO (criatura ou filme mais assustador)
Sol

MENÇÃO HONROSA
Bestia

É isso, Infernautas! Ano que vem teremos a quinta edição! Como estávamos trabalhando bastante no Festival, o mês de novembro teve menos resenhas do que de costume – embora, muitos filmes que fizeram parte do evento tiveram críticas.

Confira, então, o que cada colaborador contribuiu para o crescimento do site no mês de novembro:

Filipe Falcão: As 11 Falhas de Stranger Things 2, Zornit, produção nacional baseada em
conto de Stephen King. (Total no Ano: 18)

Gabriel Paixão: Patrick, ReTERRORspectiva Jogos Mortais, Frankenstein´s Castle of Freaks, Estranhas Metamorfoses. (Total no Ano: 52)

Glau Kemp: O Adversário. (Total no Ano: 06)

Ivo Costa: 1922. (Total no Ano: 09)

Juvenatrix: Os Mortos Falam, Superman and the Mole-Men, Ghoulies IV – Eles Estão Próximos!. (Total no Ano: 39)

Luana Caroline Damião: The Sinner, Eternidade, Enfim Sós, Coxinha. (Total no Ano: 16)

Marcelo Milici: Olhos Famintos 3, A Noiva. (Total no Ano: 123)

Marcus Augusto Lamim: Um Dia é da Vida, o Outro da Morte, Assombra, Lixo, #NotAlone. (Total no Ano: 18)

Samuel Bryan: Soma, 3 notícias (Total no ano: 83)

Quanto às notícias de novembro, entre cinema, literatura, quadrinhos e DVDs e Blu-Rays:

Bruna Alfama: Void Chair. (Total no ano: 87, 05 críticas)

Laura Dourado: 05 notícia. (Total no ano: 62)

Pat Mendes: 8 notícias. (Total no Ano: 62 notícias, 01 crítica, 1 artigo)

Silvana Perez: Bestia, 12 notícias. (Total no ano: 288 notícias, 05 críticas)

(Visited 97 times, 2 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

Um comentário em “Editorial 2017 #12: Como foi o Festival Boca do Inferno IV

  • 02/12/2017 em 15:12
    Permalink

    Incrível
    FBI crescendo cada vez mais a divulgação esse ano tambem estava muito boa pelo face
    infelizmente esse ano n consegui ir mas no proximo vou colar com certeza

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien