Epidemia mata milhares de coreanos em Gamgi

Longa é dirigido por Kim Sung-su.
Longa é dirigido por Kim Sung-su.

O longa sul-coreano Gamgi (Flu, na tradução americana) teve divulgados um trailer e um clipe. O filme, que mostra uma epidemia causada por um vírus desconhecido que causa a morte de milhões de pessoas, tem direção de Kim Sung-su e é estrelado por Jang Hyuk e Soo-Ae.

A pior epidemia já vista está se alastrando por Bundang, subúrbio de Seul. Depois de trazer imigrantes ilegais ao país, Byung-woo morre de um vírus desconhecido. Logo depois, os mesmos sintomas passam a afetar vários residentes de Bundang. As pessoas ficam sem ajuda contra a doença transmitida pelo ar, e o número de infectados cresce rapidamente, espalhando o caos. Como precaução, a cidade de meio milhão de habitantes, a apenas 19 quilômetros de Seul, está prestes a ser selada. O governo ordena um fechamento completo. Enquanto isso, a especialista em doenças infecciosas Kim In-hae e o membro da equipe de resgate Kang Ji-koo entram na cidade para procurar a amostra de sangue do primeiro paciente, parte crucial para o desenvolvimento de uma vacina.

Confira o trailer da produção abaixo e o clipe através deste link.

(Visited 42 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

2 comentários em “Epidemia mata milhares de coreanos em Gamgi

  • 20/03/2014 em 12:13
    Permalink

    Scy-fy de horror em formato “disaster-movie” esta produção coreana q, tal qual o foderoso “The Tower” e o ótimo “Deranged”, não faz feio diante blockbusters ianques. É td q “Contagio”, “Epidemia” e “WWZ” (sem zumbis, claro!) quis ser e não foi.. Virus destruidor surge do nada e provoca destruição generalizada, cabendo as autoridades (e milicos) dar jeito de controlar a pandemia, cada um a seu jeito. O filme tem varias facetas (e ritmo) bem definidos, desde cru e visceral até generosas doses de ternura e humor q funcionam a perfeição. Sem atores de renome, o elenco convence bem e o destaque vai pra fofucha Min-ah Park. Fora a previsibilidade e patriotada final (hilário ver como demonizam os vilões americanos com atores ocidentais canastrões!) é uma pelicula q te mantem grudado até o final. 9/10

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien