Conheça a ficção científica independente Invasão

Invasão já está participando de alguns festivais brasileiros
Invasão já está participando de alguns festivais brasileiros

O diretor e roteirista Helio Martins Jr. apresenta seu primeiro longa-metragem, a ficção científica Invasão. O filme, que acompanha um grupo de amigos isolado em meio a um ataque alienígena, foi realizado de forma independente, com um orçamento de R$ 15.000,00.

“O filme explora o tema da ufologia e também mostra os dramas humanos diante de uma situação nunca enfrentada”, explica Martins. “O que acontece com um grupo de pessoas quando expostas a uma situação tão extrema? Como ficarão as relações humanas quando o que está em jogo é a própria vida? Como tomar decisões frente a uma ameaça tão assustadora?”.

Invasão traz no elenco Matheus Prestes, Alexia Annes, Wendell Jales, Nicole Granado, Aislan Merice, Paloma Diniz, Marcelo Mazo, Wendell Amorim, Flávia Nucci, Edde Cardoso e Marcos De Pietro. O filme foi exibido na Cinemateca Brasileira no dia 2 de novembro e está participando de alguns festivais no Brasil.

Um grupo de amigos decide passar o feriado de carnaval em uma afastada chácara no interior. O que eles não esperavam é que aterrorizantes acontecimentos seriam testemunhados nas principais cidades do mundo. Isolados e sem comunicação, o grupo precisa decidir como sobreviver a esta ameaça.

Para mais informações, não deixe de visitar o site do projeto e de acompanhar a página de Invasão no Facebook.

(Visited 322 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Um comentário em “Conheça a ficção científica independente Invasão

  • 21/12/2017 em 21:05
    Permalink

    Caralho, eu quero ser tolerante com o cinema brasileiro, mas esse filme é uma bosta! Atuações sofríveis, roteiro capenga, resolução pífia… Puta merda, custava escrever um roteirozinho melhor?? A guria da cena na sala do circuito fechado, a loira, que péssima!! O carinha de camiseta camuflada, outro pavoroso! Mas ninguém tá tão mal nessa porcaria como o policial! Parece até que a produção escalou um PM de verdade, tamanha canastrice e interpretação (na falta de um nome melhor!) estereotipada!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien