Conheça o curta nacional independente Cercados pela Morte

cercados-pela-morte-2016-dO diretor e roteirista João Vitor Ferian apresenta o curta independente brasileiro Cercados pela Morte. Descrito como um drama com elementos de terror e ação, o projeto é ambientado em um mundo tomado por zumbis.

Em um Brasil devastado por um suposto vírus que traz as pessoas de volta a vida, um grupo de sobreviventes está confinado em uma casa, passando fome, enfrentando os mortos… e os vivos.

Atualmente em fase de pós-produção e previsto para ficar pronto no final de outubro ou começo de novembro, Cercados pela Morte traz no elenco Cristiane Tellini, Danilo Lopes, Du Nascimento, Ismael Pereira, Rodrigo Alves e Tiago Freitas. A produção fica por conta de Ferian e Taís Vidotto.

Confira algumas imagens do curta:

Além de Cercados pela Morte, a Black Horse Filmes, produtora de Ferian, lançou neste ano outro curta, Covil dos Condenados, que já está disponível online e pode ser assistido mais abaixo. O diretor deu uma entrevista a um programa de Curitiba em que falou sobre Covil e Cercados, além de ter exibido um pequeno trecho de Cercados pela Morte. Confira aqui.

E os fãs podem aguardar por mais novidades em breve, pois a Black Horse está envolvida em outras produções: Hoje Jesus Não Vem, curta que trata da violência infantil e já tem um teaser; Automat, um vídeo arte; e Comida, mais um projeto com temática pós-apocalíptica. Estes dois últimos foram produzidos em parceria com a Mephisto Filmes. Além destes, a produtora já tem pronto um roteiro envolvendo vampiros e outro sobre um sociopata, adaptado de um conto de Leandro Valentim.

(Visited 33 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Um comentário em “Conheça o curta nacional independente Cercados pela Morte

  • 08/06/2018 em 11:39
    Permalink

    Pra quem reclama tanto que o cinema brasileiro de terror é ruim, amador, “escr*t*”, e tudo isso, duvido a pessoa olhar esse curta “covil dos condenados” e descobrir que é brasileiro (no sentido que eu não concordo de ser ruim, ou mal feito). Pelo contrario, pela qualidade da maquiagem, e do som, eu tenho certeza que esses minutinhos de filme, muito bem feitos por sinal, foram bem caros, tanto que achei estranho estar assim no Youtube ‘de graçis’.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien