Cinema, Variedades

John Carpenter está cansado das interpretações antissemitas de Eles Vivem

Há anos pessoas usam o clássico como plataforma para seus preconceitos, e o diretor decidiu esclarecer o assunto

Todos temos interpretações diferentes para cada filme que assistimos, e existem filmes que dão margem às mais diversas interpretações. Não é bem este o caso de Eles Vivem, clássico de John Carpenter que traz uma mensagem muito clara.

O filme acompanha um cara comum, interpretado por Roddy Piper, que encontra um bando de rebeldes que lutam contra uma espécie alienígena que se infiltrou na sociedade e leva milhões de pessoas ao consumismo. Os rebeldes conseguem enxergar a verdadeira natureza dos alienígenas através de óculos escuros, que revelam as mensagens dos invasores à humanidade.

Apesar de Eles Vivem ter sido lançado em 1988, a crítica social permanece bastante atual. Mas há pessoas que interpretam a mensagem de uma forma muito, muito errada. Não é de hoje que surgem comentários que tentam provar que o filme é antissemita, e estes comentários costumam vir justamente de… antissemitas! Para eles é uma boa forma de propagar o ódio, mas Carpenter precisou esclarecer as coisas através de seu Twitter.

“ELES VIVEM é sobre yuppies e capitalismo desenfreado. Não tem nada a ver com judeus controlando o mundo, o que é uma calúnia e uma mentira.”

Felizmente, boa parte das respostas ao comentário de Carpenter é de pessoas que também acharam ridícula a necessidade da explicação, mas ainda apareceram alguns perdidos usando a clássica resposta daqueles incapazes de argumentar: memes.

Leia também:

Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno. Contato: [email protected]

6 Comentários

  1. Luciano Bellon

    Mas capitalismo desenfreado é coisa de judeu.

  2. Henrique

    “Felizmente, boa parte das respostas ao comentário de Carpenter é de pessoas que também acharam ridícula a necessidade da explicação, mas ainda apareceram alguns perdidos usando a clássica resposta daqueles incapazes de argumentar: memes.”

    Boa cutucada no final, Silvana. Abraços.

  3. Fabio Alex

    É aquilo, né: quando um babaca quer ser babaca, ele arranja argumento na religião, na ciência, ou até mesmo na arte.

  4. Anselmo Luiz

    O filme é um classico,Carpenter não precisa ficar explicando o filme toda hora o argumento dele, assistam e entendam o filme ,eu não acho ele antissemita,ele fala realmemte consumimos desfreado da era Reagan ,como hoje o filme continua atual ,o mundo não mudou.. continua á mesma ,droga de sempre é que hoje em dia todo mundo virou expert em filmes assistem e fazem as suas analises e depois ficam pegando no pé de alguem ,quando esse faz um um filme genial com este.. eta ! mundo chato é esse deste maldito politicamente correto ,este planeta virou um inferno depois dessa praga.

    • Silvana Perez Silvana Perez

      Oxe, mas o que isso tem a ver com o politicamente correto, Anselmo?

      • Anselmo Luiz

        Cara,Silvana! Eu acho que um diretor não é obrigado falar toda hora de um filme que realizou há anos quem quiser tire as suas conclusões .
        Esse negocio que disse do politicamente correto é o por que os grandes estudios de Hollywood tem medo de fazer grandes filmes ,exemplo ” Apertem os cintos o piloto.. sumiu ! ” é um filme que jamais vão refilmar na epoca do seu lançamento ele foi criticado pelo o seu conteudo com um monte de gang´s visuais lembrado muita á Revista MAD da extinta Editora Vecchi & Editora Record,piadas de duplo sentido etc,etc,eu li o que o critico da Folha de S.Paulo escreveu sobre o filme descendo o pau no filme…hoje em dia o filme nem é mais exibido na TV Aberta,o tal de Zorra (antigo Zorra Total ) que tipo de piadas é aquele exibido nesse programa ,meu deus ! que lixo.. o tal de TÁ NO AR Á TV NA TV é pior programa humoristico satirizando á TV dos ultimos tempo ,o programa em si foi feito para agradar meia duzia de pessoas ( para não dizer, outra coisa ) que perdem o seu tempo em rede sociais e viram criticos do conteudo exibido nele… TV Pirata era mil vezes melhor,as piadas era pesadas e ousadas é daí ?
        Os filmes vão para o mesmo caminho e tanta comedia ruim tanto no Brasil ( vide Globo Filmes) quanto lá fora ,nenhuma com ousadia.. somente risos amarelos.. ou as vezes nem isso.
        Não gosto desta epoca que vivemos essa era do politicamente correto é uma droga ( para não falar ,outra coisa ) não tem mais ousadia,não dá para brincar com mais nada .. esse mundo esta mundo chato.
        Um Abraço para voce ,Silvana e um feliz ano de 2017 !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *