Premonição 3 (2006)

Premonição 3 (2006)
Era melhor ter ido no Castelo Mal Assombrado!
Premonição 3
Original:Final Destination 3
Ano:2006•País:EUA, Alemanha, Canadá
Direção:James Wong
Roteiro:James Wong, Glen Morgan, Jeffrey Reddick
Produção:Glen Morgan, Craig Perry, James Wong, Warren Zide
Elenco:Mary Elizabeth Winstead, Ryan Merriman, Kris Lemche, Alexz Johnson, Sam Easton, Jesse Moss, Gina Holden, Texas Battle, Chelan Simmons, Crystal Lowe, Amanda Crew, Maggie Ma, Ecstasia Sanders, Jody Racicot, Patrick Gallagher

Antes de falarmos sobre Premonição 3 (Final Destination 3, 2006), precisamos fazer uma importante diferença entre duas categorias bem antagônicas de filmes de terror. A primeira responde pelas produções do gênero que são consideradas sérias e possuem histórias sustentadas por um bom roteiro, argumento sólido e direção competente. Tais trabalhos geralmente costumam provocar o que podemos chamar de medo real, além de render boas críticas para a produção. Uma segunda categoria de projetos de terror é representada por trabalhos feitos mais para entreter do que para assustar. Estas tramas costumam possuir roteiros mais simples e previsíveis, exagerar na violência e no sangue, além de conter situações que são consideradas clichês.

Feita essa divisão, vamos lançar uma pergunta importante: qual destas duas características oferece os melhores filmes de terror? Tal resposta não poderá ser dada aqui, pois vai ser diferente para cada pessoa. Isso acontece pois existe um número de fãs do gênero que prefere trabalhos mais sérios e macabros, enquanto outros, igualmente apreciadores, gostam mais de histórias leves e simples. É por isso que é tão comum ver pessoas apaixonadas por O Chamado (Ringu, 1998), mas que odeiam Pânico (Scream, 1996) e vive-versa. A verdade é que ambas as características podem gerar filmes bons como também, diversos trabalhos ruins.

Podemos então classificar Premonição 3 na categoria das produções de terror feitas como forma de entreter e provocar apenas sustos. O filme é ruim por isso? Não necessariamente, uma vez que, para o que se propôs a ser, este novo Premonição oferece exatamente o que o público fã deste gênero quer ver: diversas cenas mirabolantes de morte, muitos momentos que provocam susto fácil, bons efeitos especiais, mulheres bonitas e que aparecem nuas, além de sequências de adrenalina, como a de abertura e a de encerramento. O filme possui falhas? Sim, algumas bem graves, como a total falta de originalidade do roteiro, que faz a história parecer uma refilmagem da produção original.

Premonição 3 (2006) (2)

O filme começa com a já tradicional cena da premonição que desta vez acontece antes de um grupo de amigos embarcar em um passeio de montanha russa. A mocinha da vez responde pelo nome de Wendy (Mary Elizabeth Winstead, O Chamado 2, 2005) e que, após a terrível visão, consegue deixar o brinquedo. Porém alguns amigos da garota não tiveram a mesma sorte e logo a terrível premonição se concretiza num fatal acidente. Dias depois, os sobreviventes da tragédia começam a morrer de formas violentas e misteriosas, o que leva Wendy a crer que a morte, representada como uma força da natureza, voltou para terminar o trabalho inconcluso no parque de diversões, trucidando quem escapou do acidente na montanha russa.

Com essa sinopse feita acima, já é possível perceber que o roteiro assinado por Glen Morgan e James Wong mais parece uma refilmagem do primeiro Premonição (Final Destination, 2000) do que uma sequência. Tal coincidência não acontece por acaso, pois a trama do filme original foi também assinada pela dupla, que na ocasião, conseguiu chamar a atenção de público e crítica pela originalidade da história, o que, definitivamente, não acontece nesse terceiro capítulo. Além do mais, Premonição 3 tem toda espécie de clichê possível na forma como a história é desenvolvida, além de apresentar os personagens mais chatos dos últimos anos. São os típicos pós-adolescentes norte-americanos: as patricinhas fúteis, o fortão sem cérebro, o que só pensa em sexo, o gótico malvado, entre tantos outros já conhecidos. E o que falar do elenco? Não faz nada além do trivial.

O que realmente atrai então os admiradores do gênero em Premonição 3? As diversas sequências de morte, que são excelentes, além do ritmo rápido para narrar a história, que não perde tempo com explicações banais ou criação de um suspense que, para este terceiro filme, apenas atrasaria a ação. Crédito do diretor James Wong, que, se não apresentou nenhuma novidade, ao menos não tornou a história tediosa. E com o orçamento de US$ 34 milhões, Premonição 3 ganhou algumas ótimas cenas visuais, como a da própria tragédia da montanha russa, que não fica atrás das “premonições” vistas nos filmes 1 e 2..

Premonição 3 (2006) (3)

Premonição 3 teve uma produção difícil de ser realizada. Originalmente, o filme deveria ter sido lançado no final de 2004, quando ficou pronto, mas após uma exibição teste, o diretor resolveu mudar o final da trama, acrescentando a sequência do metrô, além de refazer toda a parte inicial do filme, passada no parque de diversões. Tal sacrifício valeu a pena, pois o Premonição 3 tem nestas cenas seus momentos mais interessantes do quesito terror, entretenimento e estética visual. No entanto, a decisão de refazer essas partes importantes da película atrasou a conclusão do filme em quase um ano, que só ficou pronto no final de 2005 e teve seu lançamento apenas no começo de 2006.

Sucesso nos EUA, a produção arrecadou no primeiro mês de exibição a quantia de US$ 49 milhões, excelente valor principalmente referente a uma sequência de um trabalho de terror. Talvez a dúvida que esteja passando pela sua cabeça agora é se Premonição 3 vai lhe agradar ou não. Se você é fã de trabalhos simples, com mortes criativas, sangue e sustos previsíveis, provavelmente você vai gostar da produção. Analisando dessa forma, Premonição 3 pode ser visto como um passeio de montanha russa, com bons momentos, mas que não vai influenciar sua vida ou fazer você perder o sono. Aproveite então este passeio enquanto ele durar e bom filme..

Mortes criativas:

O grande êxito de Premonição 3, assim como dos dois filmes anteriores, é o de acompanhar a capacidade dos roteiristas em criarem as mais estranhas, curiosas, bizarras e agressivas mortes já vistas no cinema. E neste novo filme, o grande chamariz da produção é adivinhar a forma como o próximo coadjuvante vai ser trucidado. O primeiro destaque em Premonição 3 é o triste fim que duas amigas, as patricinhas da trama, vão ter. Com a intenção de dar um trato no visual, a dupla vai para uma clínica de estética fazer bronzeamento artificial. E vai ser neste lugar que o filme vai apresentar uma ótima sequência, que além de chocar pelo teor agressivo, com certeza vai chamar a atenção de pessoas claustrofóbicas que vão se contorcer nas poltronas dos cinemas durante a cena.

Uma outra morte que é no mínimo curiosa acontece dentro de uma academia de ginástica. A primeira observação que deve ser feita com relação a este local é a forma como ele foi representado no filme: com alguns caras fortões, que treinam aos gritos, além de fazerem caras de maus e com um urso empalhado (!!!) que é espancado por esses “atletas”. Esta academia de Premonição 3 é surreal, assim como o personagem que está nela pronto para receber um fim mirabolante. A cena, assim como o contexto da academia, é tão exagerada que muitas pessoas começarão a rir quando ela finalmente acabar. Pobre do urso….

Em um outro momento interessante da trama, os sobreviventes estão em uma espécie de armazém até que o inesperado acontece… literalmente quando uma máquina liga sozinha, começa a andar, atropela alguns tubos de detergentes, bate em uma prateleira, derruba estacas e por aí vai. Mesmo com todo esse passo a passo, a conclusão (morte) desta cena é uma das melhores do filme.

Curiosidades:

Premonição 3 é uma história sem ligação com os filmes anteriores. No entanto as ações das tramas passadas são mencionadas, quando o casal principal do novo episódio está buscando explicações para os estranhos acontecimentos. O mocinho vai encontrar na internet informações referentes à tragédia do vôo 180, do primeiro filme, enquanto a mocinha vai descobrir em um jornal antigo uma reportagem sobre o terrível acidente na auto-estrada 180, de Premonição 2 (Final Destination 2, 2003).

Premonição 3 (2006) (4)

– Uma das primeiras notícias referentes ao Premonição 3 informava que o filme seria em 3D, mas essa informação logo foi desmentida.

Tony Todd, que fez o agente funerário nos dois primeiros filmes, chegou a estar cotado para repetir o papel no novo Premonição, mas seu personagem acabou sendo retirado da trama. No entanto, o ator emprestou sua voz para dublar o diabo que fica na entrada da montanha russa. Ele também foi o locutor do metrô anunciando “Esse é o final da linha”.

– A canção tocada no funeral de Ashley e Ashlyn é a mesma utilizada durante as homenagens às vítimas do vôo 180 no primeiro filme.

– O processo de pré-produção foi marcado por falsas notícias, como a qual o ator Tony Todd informou que o acidente, do começo do filme, seria passado em um navio, ou ainda quando o nome da cantora Kelly Osbourne esteve ligado como possível envolvida no filme. Seria interessante vê-la morrer em cena…

(Visited 209 times, 1 visits today)
Filipe Falcão

Filipe Falcão

Jornalista com Mestrando em Comunicação. Fã de Cinema, mas com gosto especial para filmes de Terror. Para ele, o gênero vai muito além de sangue e morte.

5 comentários em “Premonição 3 (2006)

  • 16/09/2015 em 23:06
    Permalink

    É, eu sei disso. Só joguei a última frase pra saber quem seria o(a) primeiro(a) idiota que ia mandar uma dessas. Tendo a vã idéia de que pode me esculachar!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 27/01/2015 em 20:31
    Permalink

    desencana dessa de que premonicao tem q seguir sequencia dos outros filmes. o charme dessa franquia é q cada filme é unico. unica historia personagens por ai vai

    Resposta
  • 19/07/2013 em 11:55
    Permalink

    O filme é interessante. Mas até hoje fico chocado e triste com as mortes de Ashlyn e Ashley! Nem a versão alternativa salvou pelo menos uma delas!!!!!! O produtor desse filmes é gay ou misógeno??? A mensagem implícita na franquia é sempre a mesma: um descuido com um detalhe insignificante sempre gera um efeito dominó que causa uma morte horrenda. Um enfermeiro cuidando de um idoso no hospital deixa a bica da banheira aberta e mata o paciente no andar de baixo (4). Água escorrendo de um copo de refresco aliada a uma puxada numa cantoneira da estante de cds cuja tábua cai certinho entre as tampas das câmaras de bronzeamento e prende as duas vítimas que queimam até a morte graças ao curto circuito das máquinas (3)! Um copo de água em cima de um bebedouro que cai na tomada graças à bolha do garrafão e provoca um curto no laser cirúrgico lesionando os olhos da vítima que, presa na máquina, não alcança o botão de desligar e logo depois tropeça no olho de um urso de pelúcia e cai do prédio (5). Num treino de ginástica artística a coisa começa com água escorrendo para um fio desencapado cuja vítima se salva graças a uma toalha, não satisfeita a morte inventa de fazer cair um parafuso de um ventilador no aparelho e outra pisa no mesmo caindo e desviando o ventilador que atira pó de magnésio na vítima que salta de mau jeito quebrando braços, pernas e pescoço (5)! Enfim, preciso saber com o pessoal do Boca como posso me corresponder com as atrizes Crystal Lowe e Chelan Simmons. Obrigado pela atenção.

    Resposta
    • 01/09/2013 em 21:16
      Permalink

      HAHAHAHAHAHAHAHAHA,como assim amiguinho? é mais fácil cair dinheiro do céu do que vc,um mero desconhecido,conseguir qualquer tipo de contato com essas atrizes, é a mesma coisa de eu querer me corresponder com algum ator gringo. volte para o mundo real agora meu melho,não se iluda querido.

      Resposta
  • 31/03/2013 em 23:04
    Permalink

    tbm adoro esse,sou babona mesmo dessa franquia.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien