Mundos que se Chocam (1954)

Mundos que se Chocam (1954)
tranqueira com alienígenas de olhos esbugalhados
Mundos que se Chocam
Original:Killers from Space
Ano:1954•País:EUA
Direção:W. Lee Wilder
Roteiro:William Raynor, Myles Wilder
Produção:W. Lee Wilder
Elenco:Peter Graves, James Seay, Steve Pendleton, Frank Gerstle, John Frederick, Barbara Bestar, Shepard Menken, Jack Daly, Ron Gans, Ben Welden, Burt Wenland, Lester Dorr, Robert Roark, Ruth Bennett, Mark Scott

Mundos Que Se Chocam (Killers From Space, 1954) é outra tranqueira de ficção científica dos anos 50, lançada em DVD pela extinta Works junto com Fantasma do Espaço (1953). Em comum com esse filme, temos os mesmos diretor W. Lee Wilder, roteirista William Raynor e autor da história, Myles Wilder. Também com fotografia em preto e branco e um pouco menos bagaceiro num contexto geral, que seu antecessor.

Um cientista e piloto de avião, Dr. Douglas Martin (Peter Graves), participa de um teste de lançamento de uma bomba atômica, mas seu avião sofre um misterioso acidente e o companheiro de voo morre na queda. Ele, porém, após dado como desaparecido, surge de forma estranha e com um lapso de memória. Uma vez hipnotizado, ele revela que foi retirado dos escombros por alienígenas que fizeram uma cirurgia em seu coração e que tinham como objetivo manipulá-lo para obter informações secretas dos testes de bombas para auxiliá-los num plano maquiavélico de invasão do planeta, utilizando insetos mutantes gigantescos e carnívoros para devastar a humanidade (seu planeta natal estava morrendo e eles precisavam de um outro mundo para viver). Cabe a sua bela esposa Ellen (Barbara Bestar), ao Coronel Banks (James Seay), ao agente do FBI Briggs (Steve Pendleton) e ao cientista Dr. Curt Kruger (Frank Gerstel), a função de entender o que está acontecendo e tentar ajudá-lo, evitando o sucesso do plano dos alienígenas hostis.

Mundos que se Chocam (1954) (2)

Peter Graves (aqui ainda jovem) é mais conhecido por sua participação fixa na série de TV Missão: Impossível (1967/73). O roteiro investe numa analogia da paranoia de invasão comunista, tema muito recorrente na época da guerra fria, principalmente após a Segunda Guerra Mundial. Os alienígenas poderiam servir como uma referência de espionagem nos Estados Unidos e uma ameaça incômoda na ideia de uma invasão. Os efeitos são toscos e hilários, tendo seu ápice nos alienígenas de olhos esbugalhados (literalmente duas bolas de ping-pong colocadas nas órbitas), nas imagens de suas cidades (maquetes bagaceiras), no laboratório no interior de uma caverna, e nos insetos gigantes criados para atacar a Terra.

(Visited 40 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien