O Maquiavélico William Hart (1948)

O Maquiavélico William Hart (1948)
Tod Slaughter como “ladrão de cadáveres”
O Maquiavélico William Hart
Original:The Greed of William Hart
Ano:1948•País:UK
Direção:Oswald Mitchell
Roteiro:John Gilling
Produção:Gilbert Church
Elenco:Tod Slaughter, Henry Oscar, Jenny Lynn, Winifred Melville, Aubrey Woods, Patrick Addison, Arnold Bell, Mary Love, Ann Trego, Edward Malin

Uma dupla de criminosos vagabundos, William Hart (Tod Slaughter) e Moore (Henry Oscar), ganham a vida roubando cadáveres nos cemitérios ou assassinando pessoas inocentes e vendendo seus corpos para estudos de dissecação do médico Dr. Cox (Arnold Bell), em Edinburgo, Inglaterra, no século XIX. Porém, após o desaparecimento de uma jovem mulher que estava alcoolizada durante uma noite, seu amigo o aristocrata Sr. Hugh Alston (Patrick Addison), decide investigar por conta própria o misterioso sumiço e desconfia da participação criminosa de Hart e Moore no caso, que também tem a cumplicidade da esposa de Moore (interpretada por Jenny Lynn).

Lançado em DVD junto com Crimes na Mansão Sombria (1940), O Maquiavélico William Hart (The Greed of William Hart, 1948) traz no elenco o ator inglês Tod Slaughter (1885 / 1956), especialista em cinema de horror, numa história que trata do caso verídico dos ladrões de cadáveres Burke e Hare, e cuja história inspirou além desse filme, vários outros como o clássico O Túmulo Vazio (The Bodysnatcher, 1945), dirigido por Robert Wise e com Boris Karloff e Bela Lugosi, e A Carne e o Diabo (The Flesh and the Fiends, 1959), que também se chamou no Brasil O Monstro da Morgue Sinistra, dirigido por John Gilling e com Peter Cushing e Donald Pleasence. Aliás, o inglês John Gilling (1912 / 1984), que foi o roteirista de O Maquiavélico William Hart, dirigiu outros filmes divertidos dentro do gênero para a cultuada produtora inglesa Hammer como Epidemia de Zumbis (1966), A Serpente (1966) e A Mortalha da Múmia (1967).

O Maquiavélico William Hart (1948) (2)

Produzido em preto e branco, a duração original é de 80 minutos, mas a versão americana em DVD com o título Horror Maniacs tem apenas 53 minutos (a mesma lançada no Brasil). Dessa forma, com o imenso corte, o filme é rápido demais e a trama gira basicamente em torno da dupla Hart e Moore tendo seus planos maquiavélicos descobertos. A censura na época de lançamento proibiu que os nomes dos personagens fossem os mesmos do caso real, então William Burke foi substituído por William Hart e William Hare passou a ser Moore, com o médico receptador dos cadáveres tendo o nome real Dr. Knox trocado por Dr. Cox.

(Visited 48 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien