O Lago dos Zumbis (1981)

O Lago dos Zumbis (1981)
Os Zumbis verdes de Jean Rollin e Jesus Franco
O Lago dos Zumbis
Original:Le lac des morts vivants
Ano:1981•País:França, Espanha
Direção:Jean Rollin
Roteiro:Julián Esteban, Jesús Franco
Produção:Marius Lesoeur, Daniel White
Elenco:Howard Vernon, Pierre-Marie Escourrou, Anouchka, Antonio Mayans, Nadine Pascal, Youri Radionow, Bertrand Altmann, Gilda Arancio, Marcia SharifYvonne Dany

Durante a Segunda Guerra Mundial, alguns soldados alemães são surpreendidos e mortos numa emboscada feita por um grupo de resistência formado por moradores de uma pequena cidade francesa. Sem tempo para enterrar os corpos, eles são abandonados e jogados num lago. Alguns anos mais tarde, a cidade e seu prefeito (Howard Vernon) têm que enfrentar o mistério envolvendo brutais assassinatos que estão acontecendo na região, e a suposta ligação dessas ocorrências com zumbis que estão à espreita nas profundezas do lago.

Numa co-produção entre França e Espanha através da Eurociné, O Lago dos Zumbis (Zombie Lake / Le Lac des Morts Vivants, 1981) é dirigido pelo francês Jean Rollin (1938 / 2010), sob o pseudônimo de J. A. Laser, e escrito pelo espanhol Jesus Franco (creditado como A. L. Mariaux), em parceria com Julián Esteban. O filme é uma daquelas tranqueiras repletas de cenas absurdas, atores péssimos (exceto pelo veterano Howard Vernon, de O Terrível Dr. Orloff e A Queda da Casa de Usher, entre outros), efeitos fuleiros com maquiagens toscas, erros colossais de continuidade e excesso de furos no roteiro, numa história com ideia central até que interessante, mas muito mal explorada.

O Lago dos Zumbis é extremamente ruim, filmado às pressas e sem interesse em manter alguma coerência nas ações e eventos, mas a falta de qualidade parece também ser resultado em parte devido ao orçamento minúsculo disponível para a produção. Porém, a somatória desses fatores, juntamente com as várias cenas de mulheres nuas servindo de vítimas para os zumbis, confere ao filme uma atmosfera de curiosidade, chamando a atenção e sendo recomendado para os apreciadores de filmes ruins e do cinema de horror bagaceiro.

O Lago dos Zumbis (1981) (2)

Entre a imensa quantidade de situações ridículas, podemos citar a maquiagem verde dos zumbis; a incrivelmente patética e fora de contexto relação de amor familiar entre um zumbi e sua filha Helena (Anouchka, filha do produtor Daniel Lesoeur), que é uma das piores atrizes crianças de todos os tempos; a bisonha briga de faca entre dois mortos-vivos; a procissão de moradores do vilarejo carregando uma mulher morta até a casa do prefeito, com a reação fria e hilária do pai da vítima; as cenas aquáticas de ataque dos zumbis, que deveriam ser num lago e são nitidamente filmadas numa piscina; a inexistência de polícia na vila, e ainda quando surgem dois policiais (um deles é interpretado pelo próprio diretor Jean Rollin e o outro é feito pelo experiente Antonio Mayans), a imensa incompetência não permite mantê-los em cena além de poucos minutos, virando comida dos zumbis; etc…

O filme foi lançado em DVD no Brasil pela Vinny Filmes, na coleção Clássicos do Terror.

(Visited 212 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien