Nailbiter (2013)

Nailbiter (2013)
Depois da tempestade…vem o desespero!
Nailbiter
Original:Nailbiter
Ano:2013•País:EUA
Direção:Patrick Rea
Roteiro:Patrick Rea, Kendal Sinn
Produção:Hanuman Brown-Eagle, Ryan S. Jones, Aaron Laue, Patrick Rea, Kendal Sinn
Elenco:Joicie Appell, Emily Boresow, Jason Coffman, Tom Conroy, Anita Cordell, Michelle Davidson, Aaron Laue, Zane Martin

Para uma produção independente, com orçamento limitado e sem rostos conhecidos no elenco, até que Nailbiter se saiu muito bem. Apesar das críticas negativas e da baixa nota do site IMDB, resolvi dar uma chance para o trabalho de Patrick Rea, a quem eu já havia tido um contato através do criativo The Empty Acre. Entre uma vastidão de produções iguais, remakes e continuações, a tentativa de produzir uma história inédita e claustrofóbica deve ser enaltecida, ainda que algumas falhas fiquem evidentes. Sem passagem pelos cinemas e apenas com distribuição em DVD nos EUA, fiquei imaginando o que outros diretores fariam com um argumento tão curioso como este.

Uma forte tempestade de aproxima. Os noticiários informam que algumas regiões serão afetadas com tornados, recomendando que as pessoas evitem sair de casa. Mesmo com os inúmeros avisos, uma mãe decide cruzar a estrada com suas três filhas para resgatar seu marido, um militar, no aeroporto. Janet Maguire (Erin McGrane, de Amor sem Escalas) é a doida que resolveu levar as filhas Jennifer (Meg Saricks), Alice (Emily Boresow) e Sally (Sally Spurgeon) para a aventura, mas foi surpreendida por um tornado no caminho. Não tendo outra opção de abrigo, elas são obrigadas a invadir o porão de um casa próxima, esperando a passagem do fenômeno. No entanto, teria sido melhor enfrentar o temporal ao perigo que irão encontrar ali, pois uma árvore acaba caindo sobre a porta, e criaturas estranhas parecem estar dispostas a se alimentar de suas carnes frágeis.

O argumento é esse. Elas passarão o filme inteiro tentando encontrar meios de sair do local e enfrentar os terríveis monstros, além da necessidade de agir rapidamente antes que os inimigos resolvam invadir para uma refeição – isso se já não estiverem ali embaixo! Usando uma arma de atirar pregos e outros utensílios encontrados por lá, elas percebem que as pessoas que moram na residência parecem estar relacionadas com o Mal, não havendo opções para confiar, nem ninguém para pedir socorro. Claustrofobia, medo, morte irão acompanhá-las nessa noite trágica!

Nailbiter (2013) (2)

Patrick Rea nem se preocupa se as vítimas são garotas adolescentes, com grau de nerdice ou ingenuidade. Ele as sangra, arranha, devora…e mata-as sem piedade, provando para o espectador que a ousadia permite um bom resultado. Faz uso de uma maquiagem básica, sem apelar para efeitos especiais mirabolantes, o que muitos outros cineastas não pensariam duas vezes. Os monstros são bem caracterizados, parecendo criação de Lovecraft ou Clive Barker, embora os poucos recursos evitem que sejam expostos em demasia, por completo ou em movimento. Nada que a imaginação não seja capaz de suprir, bastando apenas uma boa vontade do espectador.

Ainda assim, o argumento talvez funcionasse melhor num curta, já que não há muito para contar ou mostrar. Se o filme tivesse uns trinta minutos a menos, provavelmente seria mais satisfatório, principalmente para um cineasta especializado em contar histórias em tempo limitado. Nailbiter jamais será um grande clássico do horror, mas pelo menos cumpriu seu papel pessimista dentro de um gênero já saturado! Esqueça as críticas injustas e dê uma chance à produção!

(Visited 71 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

5 comentários em “Nailbiter (2013)

  • 23/07/2013 em 17:19
    Permalink

    Porcara de filme. A historia é boa, mas mal aproveitada. Atores canastrões, isso por si só, já desanima. Não gostei. Esperava mais! Vale os efeitos especiais do tornado. E, só!

    Resposta
  • 14/04/2013 em 18:06
    Permalink

    Vi faz uns 5 meses, achei um filme regular, tem uma história interessante, mas os atores e o som são horríveis. É um bom divertimento, mas ñ espere um classico…

    Resposta
  • 03/04/2013 em 20:41
    Permalink

    Interessante…, esse aqui vou procurar e ver…, ou baixar…

    Resposta
  • 03/04/2013 em 14:07
    Permalink

    Parece ser bom ,ja tem pra download?????

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien