Patient Zero (2011)

Patient Zero (2011)
Quem disse que só Paul Anderson saber fazer Resident Evil?
Patient Zero
Original:Patient Zero
Ano:2011•País:EUA
Direção:Jerome Chagnon
Roteiro:Nabil Ayari, Jerome Chagnon, Julien Taillard
Produção:Ashley Doss
Elenco:Jean Bai, Philippe Debaty, Kabari Jackson, Joe Napoli Jr.

por Tiago Toy

Paul Anderson foi rápido ao perceber que o game Resident Evil seria uma valiosa fonte de dinhe… Quer dizer, de sucesso. O diretor não perdeu tempo e levou a adorada franquia zumbística às telonas. Resultado? Discutível.

Por mais que os fãs dos zumbis da Umbrella fiquem ansiosos pra assistir mais um filme de Alice Evil… Quer dizer, Resident Evil (como estou trocando as palavras hoje), no final é sempre a mesma coisa. Saímos do cinema atordoados com tanta ação e efeitos especiais 3D que não conseguimos expressar de imediato nossa verdadeira opinião. O sangue fervendo pela adrenalina e os olhos em estado de pane permanecem por algum tempo, até que a ficha cai. Foi um ótimo filme. De ação.

De modo decepcionante – mais precisamente no game Resident Evil 5 -, o terror foi deixado de lado sem explicações. Se nos anos dourados do PSONE tremíamos enquanto o loading mostrava as portas sendo lentamente abertas, prestes a revelar mais um corredor envolto pela penumbra, hoje chutamos os portões com força e descemos bala no próximo Ganado ou Licker superdesenvolvido que surgir. Há tensão, sim, mas pela ação. É tudo muito urgente. Antes vasculhávamos cada armário, cada porta, e temíamos quando precisávamos virar outro corredor.

Paul Anderson pareceu seguir a mesma linha. Levante a mão quem conseguiu sentir, de fato, medo ao assistir algum dos quatro filmes. Alguém? Acho que não. O mais próximo dos games foi Apocalypse, e nem assim convenceu completamente como um verdadeiro Resident Evil.

Já disse inúmeras vezes que adoro os filmes de Paul. Por quê? Porque desligo totalmente qualquer ligação com os games e curto mais um filme de ação alucinada. Simples assim. Funcionaria melhor se não tivessem envolvido os nomes UMBRELLA, Nemesis, Licker, Jill Valentine, e, o mais importante, Resident Evil. Essa série sim precisa de um reboot.

Como esse reboot está a anos luz de acontecer (pois Paul e Milla não o deixarão até espremer cada um dos trocentos personagens e monstros disponíveis), o que nos resta é continuar aguardando para ver os personagens em carne e osso, como Leon, Ada, Barry, e por aí vai. Ou podemos fazer nosso próprio filme. Não, não estou brincando.

Há nos EUA um projeto desenvolvido por fãs de RE, através do site Resident Evil Fan Films, comandado por Jerome Chagnon. Com a ajuda de atores poucos – ou nada – conhecidos, a equipe decidiu fazer seu próprio filme baseado na série. Na verdade é um curta, mas muito mais fiel do que qualquer trecho dos filmes de Paul Anderson. Duvida? Conheça então Patient Zero, legendado em português pela equipe do REVIL.

Reconheceu alguém? Ada Wong, Albert Wesker, Willian Birkin estão todos presentes. Podemos ignorar o detalhe de nenhum deles ser exatamente igual aos personagens, mas a história é fiel. E divertida. E tensa. As atuações não são dignas de Oscar, mas o que vale é a intenção. Eu, como fã, gostei muito e apoio a iniciativa.

Quem quiser, pode conferir abaixo o trailer de Resident Evil 1.5, também desenvolvido por eles.

(Visited 190 times, 1 visits today)
Autor Convidado

Autor Convidado

Um infernauta com talentos sobrenaturais convidado a ter seu texto publicado no Boca do Inferno!

2 comentários em “Patient Zero (2011)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien