Críticas, Quadrinhos

Sasquatch – A Lenda do Pé Grande (2009)

O estilo do desenhista pode causar estranhamento nos leitores mais desavisados, mas o ritmo e as cenas desenvolvidas por ele são impecáveis!

Sasquatch - A Lenda do Pé Grande (2009)

Sasquatch: A Lenda do Pé Grande (2009)
Original:Big Foot
Ano:2005•País:EUA
Páginas:104• Autor:Editora: Devir

Poucas figuras mitológicas rendem tanto para a cultura pop quanto o lendário Pé Grande. A criatura meio homem, meio fera já foi super-herói, personagem de sitcom, um monstro que ronda na noite e, no caso da história em quadrinhos desta resenha, um assassino sanguinário.

Steve Niles (30 Dias de Noite) se junta a seu amigo roqueiro e cineasta Rob Zombie (Rejeitados pelo Diabo) e ao lendário desenhista Richard Corben (Banner, Hellblazer) para nos dar uma nova versão para a lenda do Sasquatch.

Na história, o jovem Billy volta ao local onde seus pais foram brutalmente assassinados por uma criatura misteriosa em 1973, para acertar as contas de uma vez por todas com o passado após uma nova onda de crimes bizarros no Parque Nacional da Montanha Blackwood.

Niles e Zombie apresentam uma história de vingança nos moldes dos clássicos slashers oitentistas onde famílias e campistas desavisados são exterminados pelas garras da fera assassina, ilustrados com maestria pelo traço underground de Corben.

Não faltam os clichês do gênero. A história inciando-se com um flashback que, obviamente, resulta em um trauma de infância que deverá ser expurgado, a morte durante o sexo, e é claro, o último susto.

A dupla de roteiristas trabalha bem juntos e fica difícil notar a marca de cada um, a não ser em duas cenas com “trilha sonora”, uma das marcas registradas e Rob Zombie (alguém lembrou de Love Hurts em Halloween?) e no cenário sujo hillbilly que o roqueiro adora.

O destaque da revista fica mesmo com Richard Corben. O estilo do desenhista pode causar estranhamento nos leitores mais desavisados mas o ritmo e as cenas desenvolvidos por ele são impecáveis. Sua luz e sombra e suas hachuras criam um clima perfeito para a história.

A Editora Devir lançou a minissérie original em um único encadernado que conta ainda com a galeria de capas, biografias dos autores e um pequeno artigo sobre o Sasquatch. Uma pena que o preço seja um tanto salgado, podendo afastar os eventuais leitores curiosos, atraindo mesmo aqueles que são fãs dos trabalhos dos autores ou das lendas envolvendo o Pé Grande.

Leia também:

Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *