O Horror Vem do Espaço (1958)

O Horror Vem do Espaço (1958)

O Horror Vem do Espaço
Original:Fiend Without a Face
Ano:1958•País:UK
Direção:Arthur Crabtree
Roteiro:Herbert J. Leder, Amelia Reynolds Long
Produção:John Croydon
Elenco:Marshall Thompson, Kynaston Reeves, Kim Parker, Stanley Maxted, Terry Kilburn, James Dyrenforth, Robert MacKenzie, Peter Madden, Gil Winfield

Produção inglesa com fotografia em preto e branco, dirigida por Arthur Crabtree e com roteiro baseado na história The Thought Monster, de Amelia Reynolds Long.

Filme curto (apenas 75 minutos) da década de 1950 do século passado, com história absurdamente divertida, e com dois títulos nacionais. O primeiro e mais coerente pela tradução literal, Monstro Sem Face (conforme o livro Ficção Científica, de Gilberto Schoereder, 1986), e o outro pessimamente escolhido quando lançado em DVD, O Horror Vem do Espaço, pois a história não tem relação com algo vindo do espaço.

O Horror Vem do Espaço (1958) (2)

As ações se passam numa base militar americana e canadense, que trabalha com pesquisas com energia nuclear para o desenvolvimento de um potente radar atômico que possibilitaria espionar atividades suspeitas na antiga União Soviética, durante o conturbado período da guerra fria. Porém, soldados e moradores de uma pequena cidade próxima, aparecem mortos e estampando o horror em suas faces desesperadas. O Major Cummings (Marshall Thompson) é destinado para investigar os misteriosos assassinatos e em paralelo, tenta defender a mocinha Barbara Griselle (Kim Parker), irmã de uma das vítimas dos demônios invisíveis. Ele descobre relações entre as bizarras experiências de um cientista, Prof. Walgate (Kynaston Reeves), com a materialização de pensamentos e a influência destrutiva da energia radiativa dos reatores atômicos da base militar, criando monstros inicialmente sem rostos e depois visíveis na forma grotesca de um cérebro com espinha dorsal.

Percebemos aqui uma influência e relações com a ideia central do clássico de FC Planeta Proibido (1956), onde um terrível monstro invisível, criado pela mente perturbada de um cientista, ataca um grupo de astronautas que chegam num planeta colonizado por humanos.

O Horror Vem do Espaço (1958) (1)

Com efeitos especiais de stop motion complexos para a época, ao mostrar os monstros e seus movimentos de ataque, e situado dentro do ambiente que retrata a paranoia da guerra fria e o medo dos efeitos nocivos da energia nuclear, o filme O Horror Vem do Espaço (na verdade, que vem do pensamento), é mais uma garantia de diversão para quem aprecia essas preciosas tranqueiras do cinema bagaceiro antigo de FC & Horror.

(Visited 122 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

2 comentários em “O Horror Vem do Espaço (1958)

  • 06/07/2013 em 09:32
    Permalink

    que doidera velho,lembrei de invasores de corpos vendo isso aí.

    Resposta
  • 06/07/2013 em 01:46
    Permalink

    E, fazendo uma análise mais profunda, está um ponto acima da pura escatologia entregue por produções aparentemente similares que buscam o choque pelo choque, pois o body horror também existe para discutir aspectos do comportamento irracional de indivíduos em uma sociedade caracterizada por padrões estéticos e morais pré-definidos, onde as anomalias genéticas representadas nos filmes que geram estas manifestações físicas servem para graficamente apresentar e extrapolar extremos psicológicos pré-existentes no núcleo do comportamento humano, como ambição pelo poder a qualquer custo, desejo sexual incontrolável, obsessões inexplicáveis, egoísmo e egocentrismo, entre outros.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien