Críticas

Demônios – A Batalha das Almas (2013)

Um filme horrivelmente desajeitado, formado por produtores que apenas possuem uma câmera HD e um programa iMovie!

The Cloth (2013)

Demônios - A Batalha das Almas
Original:The Cloth
Ano:2013•País:EUA
Direção: Justin Price
Roteiro: Justin Price
Produção:Justin Price
Elenco:Danny Trejo, Perla Rodríguez, Eric Roberts, Rachele Brooke Smith, Justin Price, Robert Miano, Lassiter Holmes, Kyler Willett, Cameron White, Steven Brand

The Cloth é um filme de terror/suspense americano de 2013, escrito e dirigido por Justin Price, que baseou sua história num livro homônimo. No elenco encontram-se algumas figuras conhecidas como Danny Trejo e Eric Roberts além de Rachele Brooke Smith, Kyler Williett, e Steven Brand.

A trama é centrada em uma organização secreta formada pela Igreja Católica para combater os casos crescentes de possessão demoníaca em todo o país. Com a chegada do demônio Kasdeya na terra, os membros do The Cloth tem apenas sete dias para impedir a passagem do mal absoluto em nosso reino. Para interromper a chegada de Belzebu, sua missão depende de Jason (Kyler Willett), um jovem descrente e amargurado pela morte prematura de seus pais, para liderar a próxima geração de sacerdotes-guerreiros antes que o Diabo e seus exércitos façam sua moradia na Terra.

The Cloth (2013) (2)

Eu só posso descrever The Cloth como um filme horrivelmente desajeitado, formado por produtores de cinema independentes desprovidos de qualquer cunho religioso real, que apenas possuem uma câmera HD e um programa iMovie.

Imaginem um filme da Asylum (conhecida por pérolas vagabundas como Mega Shark vs Giant Octopus ou o mais recente, Sharknado) completamente desprovido de humor e dinamismo. Seus personagens são ocos e sem sentido como extras do Malhação. Por incrível que pareça, The Cloth se leva a sério por todo o processo até os créditos finais. Como botar fé (desculpem a piada!) numa história onde padres vestidos com batinas feitas de couro lutam para manter o Mal fora da Terra com armas que explodem demônios como milhares de pixels? Por mais difícil que seja de acreditar, o CGI deste filme é pior do que qualquer coisa que você já viu em algum filme da Asylum ou do SyFy Channel. Posso até arriscar minha integridade como fã de filmes de horror ao assumir que as cenas de possessão demoníaca no início do filme (que não foram desordenadas com o CGI meia-boca) me passaram um bom aspecto. Quem fez a maquiagem merece alguns aplausos, pois a cena de exorcismo no início e a caracterização do demônio Nybass apresentaram uma promessa que o resto do filme não conseguiu cumprir.

The Cloth (2013) (1)

Para os fãs de Danny Trejo, um aviso. Ele é destaque na capa do DVD, como se ele aparecesse em todo o filme. Esteja ciente de que este não é o caso. Sua participação equivale a cerca de 5 minutos do tempo de execução de 89 minutos do filme. Eric Roberts também é apontado como um dos principais atores. Ele interpreta um padre traíra e também figura em talvez 5 minutos de tempo de tela também. Algo como cerejas verdadeiras num cupcake de loja de 1 Real…

E se você que não pode ficar pior… O DVD oficial de The Cloth ainda vem recheado de extras. Eu tenho certeza que ninguém vai se importar com isso depois de assistir esta tranqueira, mas vamos lá. Há dois featurettes intitulados “Making of ‘The Cloth” e “As Armas de The Cloth“. Takes excluídos e cenas alternativas também são encontradas e por final somos abençoados com um vídeo musical para a canção “Hell and Back” também. Um prato cheio para os fiéis que se amarram nesta onda de sofrimento e punição.

Finalizando, The Cloth não tem absolutamente nenhuma qualidade redentora. É uma tentativa aleatória de combinar os elementos de filmes como Constantine e Fim dos Dias com efeitos decadentes, atuações precárias e tatuagens de chicletes. Espero (com a ajuda de Deus) que Danny Trejo e Eric Roberts tenham sido bem pagos para justificar a perda de seu tempo e talento nessa tentativa “Playstation 1” de se realizar um filme de ação cristão.

The Cloth foi lançado diretamente para vídeo em 2 de julho de 2013. AMÉM!!!

Leia também:

3 Comentários

  1. jefferson

    meu deus, que filme é esse, que perca de tempo, não desejo nem pro meu pior inimigo ele ver este filme, eu vejo filme desde meus 5 anos de idade e esse com certeza esta entre os 5 piores que eu ja assisti, vc foi muito generoso nos seus comentarios, esse filme não tem nada de bom, minha nota de zero a 10 é nota 2, e acho que estou dando muito ainda.

  2. vanessa vasconcelos

    deve ser uma desgraça,valeu por avisar hahaha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *