Ben & Mickey Contra os Mortos (2012)

The Battery (2012)

[Filme poster=”http://bocadoinferno.com.br/wp-content/uploads/2014/04/The-Battery-2012-3.jpg” nacional=”Ben & Mickey Contra os Mortos” ano=”2012″ original=”The Battery” pais=”EUA” diretor=”Jeremy Gardner” roteiro=”Jeremy Gardner” produtora=”Adam Cronheim, Jeremy Gardner” elenco=”Jeremy Gardner, Adam Cronheim, Niels Bolle, Alana O’Brien, Jamie Pantanella, Larry Fessenden, Kelly McQuade, Eric Simon, Ben Pryzby, Sarah Allen, Nichole Kinnett, Lyles Williams IV, Olivia Bonilla”]

[Avaliação nota=”3-5″]

Existe uma enxurrada de filmes independentes que abordam o universo dos mortos-vivos – é um tema bem aceito pelo público, e bem financeiramente viável de se realizar, além de econômico pelos efeitos e locações – mas a questão é: será que ainda é possível inovar dentro deste tema? É o que o diretor Jeremy Gardner tenta realizar em The Battery.

O filme se passa em um cenário devastado pelos zumbis, onde Ben (Jeremy Gardner) e Mickey (Adam Cronheim) andam sem rumo, procurando suprimentos em casas abandonadas, e passam o tempo treinando lançamentos de beisebol, escutando músicas e fumando. Mickey busca outras pessoas, um lugar para ficar e sobreviver, enquanto Ben, prefere ficar por conta própria, e sempre em movimento, já que tem certeza que, nesta situação, ficar estagnado e assinar sua sentença de morte.

The Battery (2012) (1)

O filme passa boa parte do tempo mostrando belos planos, onde Ben e Mickey caminham por locais desertos, casas abandonadas, campos, estradas, praias – belas imagens acompanhadas de belas canções Indie Rock. O foco do roteiro está no relacionamento de amizade entre Ben e Mickey – jogadores de beisebol, que, segundo Mickey, mal se conheciam, e estão fadados a sobreviver juntos. Os zumbis servem meramente como pano de fundo, tanto que a produção nem se preocupou com a caracterização – além das roupas rasgadas, a maquiagem não passa de manchas de sangue pelos rostos. Jeremy Gardner e Adam Cronheim são carismáticos e estão bem em seus papéis; ambos têm uma sintonia boa que funciona bem. Gardner é o belo exemplo do cineasta independente – além de assinar na produção, o roteiro e a direção, assumiu o papel de um dos protagonistas do filme.

The Battery é um filme até agradável de ver, tem todo um estilo alternativo, típico de filmes independentes, sendo ainda belamente fotografado e bem dirigido, embora tenha faltado um enredo mais inspirado, ser mais instigante e talvez mais ousado. É o tipo de produção fadada a exibições em festivais de cinema do gênero, mas que vale uma conferida.

Leia também:

Ivo Costa

Ivo Costa

Estudante de Cinema, fez parte do Juri Popular do Cinefantasy em 2011. Além de crítico do Boca do Inferno, atua como diretor e roteirista de curtas-metragens. Contato: ivocosta@bocadoinferno.com.br

2 comentários em “Ben & Mickey Contra os Mortos (2012)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien