Críticas

O Corte da Navalha (1984)

Um monstruoso javali aterroriza a Austrália, matando, devorando e destruindo tudo o que vê pela frente nesse clássico dos anos 80!

Razorback (1984)

O Corte da Navalha
Original:Razorback
Ano:1984•País:Austrália
Direção:Russell Mulcahy
Roteiro:Peter Brennan, Everett De Roche
Produção:Hal McElroy
Elenco:Gregory Harrison, Arkie Whiteley, Bill Kerr, Chris Haywood, David Argue, Judy Morris, John Howard, John Ewart, Don Smith, Mervyn Drake, Redmond Phillips

Razorback é uma pérola australiana de 1984, baseado no romance de Peter Brennan. Foi escrito por Everett De Roche, e dirigido por Russell Mulcahy (que viria a fazer os dois primeiros da trilogia Highlander). A trama gira em torno das aventuras de um monstruoso javali aterrorizando o interior da Austrália, matando, devorando e destruindo tudo o que via pela frente.

Dois anos depois de uma criança local ser atacada pelo monstro, Beth Winters, uma repórter da vida selvagem, viaja ao interior do país para documentar a caça ilegal de animais selvagens na Austrália com o intuito de serem processados e usados como ração, mas é atacada por dois caçadores que a deixam para ser morta pela besta. Com o desaparecimento repentino da repórter, seu marido Carl parte em busca de respostas e nem todos os pesadelos do mundo poderiam lhe alertar sobre o perigo (humano e animal) que o aguarda…

Razorback (1984) (2)

Sobre a Produção

No início da década de 80 o australiano Russell Mulchay havia se estabelecido como um dos principais diretores de videoclipes do mundo. Ele queria partir para outros horizontes, mas naquele momento só tinha sido oferecido musicais – uma sequência de Flashdance (que nunca foi realizada!) e Space Riders (que ele não queria fazer). Em agosto de 1982 foi-lhe oferecido um esquema para participar das gravações de Razorback e aceitou o trabalho. Mulcahy disse que o produtor Hal McElroy ofereceu-lhe a chance de dirigi-lo depois de ver o seu desempenho como diretor no vídeo da música “Hungry Like The Wolf“, da banda Duran Duran e de certa forma o talento “videoclipístico” de Mulcahy pode ser amplamente visível nas primeiras cenas que antecedem o título de abertura do filme. Curioso? Então clique aqui para tirar suas conclusões…

Uma outra curiosidade sobre a produção. Um modelo animatrônico do javali gigante, em tamanho real, foi construído a um custo de US $250.000 e visto por apenas alguns segundos no decorrer do filme.

Razorback (1984) (1)

Razorback foi filmado principalmente nas imediações de Broken Hill e arrecadou $801,000 nas bilheterias da Austrália. O filme foi lançado (na Austrália) pela Umbrella Entertainment em 21 de setembro de 2005 e foi apresentado em 2.40:1 Widescreen, incluindo uma trilha sonora Dolby Digital 5.1 e a trilha sonora original 2.0. Algumas das características especiais incluem um featurette de 70 minutos intitulado “Jaws On Trotters“, uma entrevista em áudio com o ator Gregory Harrison, quatro cenas deletadas da versão VHS com muito sangue extra, uma galeria de fotos e um trailer original, além de dois trailers extras para Roadgames e The Chain Reaction.

Razorback também recebeu um lançamento limitado nos cinemas dos EUA pela Warner Bros, em novembro de 1984 e arrecadou 150.140 dólares em bilheteria. Mais tarde foi lançado nos Estados Unidos pela Warner Home Video em 2009, como parte da Warner Archive Collection.

Razorback (1984) (4)

Leia também:

8 Comentários

  1. marQS

    Semana passada vi ele ia passar as 03:30 da manha

  2. O filme está finalmente disponível em DVD no Brasil pela Brookfilm. Apesar da qualidade gráfica excelente, a imagem não é das melhores e temos apenas o trailer e algumas imagens como extras.

  3. Luiz Henrique

    Pra quem quiser ver esse filme é só ficar de olho no TCM que passa ele de madrugada praticamente todas as semanas.

  4. Não o assisti , mais acho muito estranho o javali aparecer em apenas alguns segundos sendo que ele é o tema principal do filme .

  5. vanessa vasconcelos

    fiquei interessada.

  6. Cristina

    Um achado australiano, eu gostei!

  7. Morcego

    Um filme muito divertido, assustador e sangrento, do jeito que todo Filme B deve ser.
    Muito bem recomendado.

  8. É estranho como o javali gigante aparece tão pouco, mas é divertido, vale a pena dar uma conferida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *