Niku daruma (1998)

Niku Daruma (1998)

Tumbling Doll of Flesh
Original:Niku Daruma
Ano:1998•País:Japão
Direção:Tamakichi Anaru
Roteiro:Tamakichi Anaru
Produção:Aroma Kikaku
Elenco:Kikurin, Yuuji Kitano, Kanako Ooba, Tamakichi Anaru

Escrito e dirigido por Tamakichi (Anal) Anaru, Niku Daruma (cuja tradução seria algo como “boneca de carne”) é um dos mais doentios filmes que já tive o “prazer” de assistir. Lançado em vídeo no ano de 1998 com o nome estadunidense de Tumbling Doll of Flesh, o filme é mostrado quase inteiramente através de uma câmera estacionária e uma handcam, bastante utilizada em filmagens caseiras. Na trama conhecemos uma mulher chamada Kana (Kanako Ooba) e um homem chamado Kiku (Kikurin), ambos contratados para estrelar um filme pornô amador para a indústria de entretenimento adulto em vídeo. Tudo vai às mil maravilhas nas filmagens, mas enquanto o pornô progride o diretor (Tamakichi Anaru) e o cameraman (Yuuji Kitano) decidem incorporar elementos de BDSM, como bandagem nos seios, penetrações múltiplas com consolos, cera quente, flagelação e até um enema. Desconfortável com a forma em que o filme caminha a atriz decide abandonar as filmagens, o que leva a equipe a imobilizar a garota, dopando-a e a amarrando na cama. O que vem a seguir é um carrossel de violência misógina brutal e explícita…

Niku Daruma (1998) (2)

Enquanto Kiku estupra a garota semiconsciente, o diretor amputa a perna esquerda de Kana com um cutelo, enquanto mutila sua língua com uma faca, um descascador de batatas e uma tesoura para fazê-la parar de gritar. Quando Kana finalmente desmaia de dor os “produtores” ainda injetam drogas para acordá-la e mantê-la consciente durante o resto das filmagens. Então ela tem seus membros amputados em pleno ato sexual enquanto Kiku é direcionado pelo diretor a ter relações sexuais com as feridas e entranhas da vítima. Atormentado pela cena dantesca, Kiku acelera os movimentos em sua “performance” e ejacula um jato de sêmen carregado de sangue nos seios da garota. Quando menos se espera é golpeado com um cutelo na cabeça pelo diretor e, após ser castrado recebe alguns closes do cinegrafista que continua a filmar os corpos mutilados de suas duas estrelas enquanto o diretor telefona para os “clientes” sobre como e onde será a entrega do material.

Niku Daruma (1998) (3)

Apesar de alguns erros básicos (que ocorrem normalmente nas produções underground em geral), Niku Daruma foi referido como “um dos materiais cinematográficos mais doentes já filmados” pela The Movies Made Me Do It, o que lhe deu um nove em cada dez, apenas criticando alguns dos efeitos especiais. A Severed Cinema disse que “a maior parte deste filme é muito chato, mas ao mesmo tempo em que se faltava enredo e conteúdo com certeza compensavam seu valor em choque e sangue“.

Niku Daruma (1998) (4)

Em suma, Niku Daruma é, sem dúvida, a mais perturbadora e enjoada experiência de cinema extremo que você terá. Sem blá-blá-blá e confetes não têm quaisquer características redentoras discerníveis que sejam. Cru, violento e claustrofóbico, não possui nenhuma pretensão de ser nada além do que ele é; um deleite obsceno para os espíritos inquietos.

(Visited 265 times, 2 visits today)
Iam Godoy

Iam Godoy

Editor-chefe do site Gore Boulevard e um dos membros fundadores do grupo Ravens House Brasil. Assina também as colunas Sangue Tôsko e Sangria.

7 comentários em “Niku daruma (1998)

  • 27/08/2017 em 12:43
    Permalink

    Até começar as cenas de violência, o filme é assistível, embora BDSM não seja minha praia. A partir do momento que começa a violência contra a atriz, o filme vai ladeira abaixo como Mmicron2003 disse em seu post.

    Resposta
  • 22/12/2015 em 14:43
    Permalink

    Possíveis spoilers!

    A partir do momento que o cara acerta a cabeça da atriz com um taco de beisebol, e retira os tênis dela, os quais ela havia calçado para ir embora, para levá-la de volta para o quarto, fica impossível de levar a sério esse filme.

    Sem contar que os são efeitos apenas razoáveis e além do filme conter cenas risíveis como a cena final entre o ator/atriz porno.

    Resposta
  • 20/06/2014 em 22:42
    Permalink

    Qual a satisfação em assistir a uma porcaria dessas?

    Resposta
  • 19/06/2014 em 21:23
    Permalink

    Com certeza é um dos filmes mais doentios já feitos e por isso é um dos meus favoritos , é um dos melhores pra mim !
    É o filme que pra nós ” Iam Godoy ” que somos Gorehound’s é orgulho ter essa raridade do cinema extremo em nossas pratileiras . Pois eu tenho certeza absoluta que não vai ter mais ninguém além de nós que daria 4 ou 5 caveiras e que tem o prazer de assistir e ter essa pérola na coleção os que acompanham o site .
    ” Tumbling Doll Of Flesh ” assim é como eu sou acostumado a chamar por esse nome , ” orgulhosamente ” tenho o previlégio de tê-lo em DVD original importado na minha enorme coleção de filmes extremo !

    Resposta
  • 18/06/2014 em 09:50
    Permalink

    odiei esse troço, é doentio demais,fiquei muito perturbada pois as imagens parecem muito real,espero mesmo que seja ficção essa porra.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien