Mr. Vampire (1985)

Mr. Vampire (1985)

Mr. Vampire
Original:Geung si sin sang
Ano:1985•País:Hong Kong
Direção:Ricky Lau
Roteiro:Ricky Lau, Cheuk-Hon Szeto, Barry Wong, Ying Wong
Produção:Mun-kai Ko
Elenco:Ching-Ying Lam, Siu-Ho Chin, Ricky Hui, Moon Lee, Billy Lau, Siu Fong Wong, Wah Yuen, Ha Huang, Anthony Chan, Kai Man Tin

Pare tudo que está fazendo, abra a janela da sua casa e grite bem alto: “Ricky Lau é o cara!”. Isso! Grite sem medo! O quê? Você não tem a mínima ideia de quem seja Ricky Lau? Nem eu tinha, até conhecer sua obra seminal, o filme chinês Mr. Vampire, de 1985. E quando terminei de assistir, a vontade foi essa mesma de sair gritando aos quatro cantos o quanto o filme é genial e divertido!

Mr. Vampire começa mostrando o dia-a-dia de um templo chinês onde o monge taoista, Mestre Kau (Lam Ching Ying, que praticamente alcançou o estrelato e reprisou o personagem nas continuações e em diversos filmes) está tentando desfazer uma confusão causada pelos seus alunos: Man Choi (o hilário Ricky Hui, que iria flertar com o sobrenatural novamente em A Farra do Demônio de John Woo!) e Chou (o talentoso Chin Siu Ho). Pois os energúmenos conseguiram acordar um bando de vampiros/zumbis chineses que estavam dormentes e arrumam uma confusão no templo.

Mr Vampire (1985) (1)

Antes de prosseguir, apague todas as referências de vampiros e zumbis que você tem! Nada de zumbis antropófagos que se movem lentamente como os dos filmes de George Romero ou aqueles vampiros aristocratas dos livros de Anne Rice. Os vampiros/zumbis chineses usam roupas da dinastia Manchu, têm a pele pálida e se movimentam com os braços esticados e dando saltinhos! Mas nem por isso deixam de ser perigosos! E olha que eles são bem fortes! E lutam kung fu! Na China eles não são chamados de vampiros ou zumbis e sim de Jiang Shi. Esses tais vampiros/zumbis têm uma aparência monstruosa, e transformam em Jiang Shi qualquer pessoa que matem seja através de suas longas unhas azuis ou por mordidas. E detalhe interessantíssimo é que não enxergam, mas conseguem encontrar os humanos seguindo a respiração destes (o que gera diversas gags engraçadíssimas durante o filme)

Após a crise do templo estar solucionada, mestre Kau é contratado por um figurão local, o Sr. Yam (Ha Huang) para realizar um re-enterro de seu pai, pois há uns vinte anos um vidente disse ao tal figurão que o pai deste deveria ser enterrado num caixão em pé, pois isso iria trazer grande sorte e prosperidade na vida e nos negócios da família. Mas como aparentemente a dica do vidente não deu certo, e com sua família indo à falência, Sr. Yam contrata o Mestre pra fazer o tal ritual para desfazer assim o “mal olhado”. Mas ao abrirem a sepultura do falecido, todos se assustam ao constatar que o morto estava semi-transformado em vampiro com unhas grandes e com o rosto pouco deteriorado apesar dos vinte anos de sua morte. Mestre Kau decide levar o corpo para o templo pra tentar “exorcizá-lo” do mal. Só que em como todo bom filme fantástico o tal vampiro escapa e arruma um escarcéu durante todo o filme!

Mr Vampire (1985) (2)

O tal vampiro então vai atrás de seu “filho”, Sr. Yam e o mata. Devido a uma série de mal entendidos quem acaba sendo preso é o mestre Kau e na cadeia, prepare-se para a criativa e hilária sequência de ação e comédia protagonizada pelo mestre Ko, seu discípulo Chou, e do incompetente delegado (o engraçadíssimo Billy Lau) ao se depararem com o cadáver renascido do Sr. Yam. Essa sequência deveria figurar em uma das mais engraçadas, criativas e originais do Cinema!

Após darem cabo do ressurecto Sr. Yam (o único jeito de matar jiang shis é os queimando, lembrem disso caso encontrem algum por aí…) , e com o mal entendido resolvido e o mestre Kau solto, os humanos decidem caçar o tal vampiro e o acham na casa da filha do Sr. Yam, Ting-Ting (a gatinha Moon Lee que se tornaria estrela dos filmes de pancadaria e aqui está novinha e fazendo um papel sem ação). Quem está lá “protegendo” a filha do Sr. Yam e por tabela “neta” do tal vampirão assassino é o não menos incompetente Man Choi. Após uma breve luta com o vampiro, Mestre Kau e Chou o acabam derrotando fazendo-o fugir para a floresta, mas Man Choi foi mordido e em breve poderá se tornar um jiang shi!

Mr Vampire (1985) (3)

No dia seguinte o delegado decide formar um força-tarefa e caçar o vampiro pela mata enquanto Mestre Kau , Chou e Ting-Ting cuidam de Man Choi para que ele não se torne vampiro. Para isso serram seus caninos e o colocam deitado numa porção de arroz (que segundo as lendas chinesas “suga” o mal impedindo-o de se tornar um ser das trevas).

Paralelamente a isso há uma subtrama de uma fantasma (a bela Pauline Wong) que durante uma noite decide atormentar Chou e o acaba enfeitiçando para que ele a ame. A apresentação da fantasma no filme é memorável! Ela está viajando naquelas “arcas” sendo carregada por quatro espíritos de rosto branco e bochechas vermelhas que cantam uma canção ótima que gruda na cabeça que é uma beleza (inclusive a tal canção foi indicada ao “Oscar” chinês de melhor canção na época). A bela Fantasma aos poucos vai enfeitiçando Chou, até que mestre Kau percebe e decide por um fim nisto, já que a fantasma estava drenando energia do rapaz aos poucos. É aí que Mr. Vampire traz mais uma sequência memorável: a luta da fantasma e de mestre Kau! E não exagero,é uma verdadeira AULA de Cinema! Uma sequência inteira com efeitos especiais feitos em sua maioria por cortes de câmera, e novamente do jeito mais louco que poderíamos imaginar. Em tempos de cineastas preguiçosos que usam CGI a torto e a direito até pra fazer uma folha de papel voar, ver essa sequência como a de Mr. Vampire feita de modo artesanal (e com resultado perfeito) é de fazer abrir um sorriso no rosto.

Mr Vampire (1985) (4)

Mas o tal vampirão não está morto! Ele estava descansando numa caverna escura, se alimentando de ratos e ficando cada vez mais poderoso. O clímax do filme se passa na clínica do mestre Kau em mais uma sequência de luta espetacular! Será que mestre Kau e seus discípulos conseguirão derrotar o vampiro? Será que Man Choi se transformará em um sanguessuga? As respostas a essas e outras perguntas você terá ao assistir esse excepcional filme de Ricky Lau.

Mr Vampire (1985) (7)

Mr. Vampire é um daqueles filmes que, pelo menos pra mim, me deixam feliz durante uma semana e me fazem sempre colocá-los no DVD pra rever as melhores cenas. Mesmo que não seja o primeiro filme chinês a misturar terror, comédia e artes marciais, Mr. Vampire foi um dos mais populares. Foi produzido por Sammo Hung, que cinco anos antes tinha estrelado o também clássico Encounters of Spooky Kind (ou Spooky Encounters) que também trazia feitiçaria, zumbis e fantasmas, mas nada tão louco e anárquico como em Mr. Vampire. Mas em termos de comparação Mr. Vampire foi muito mais bem sucedido nas bilheterias do que Spooky Encounters, tanto que gerou 4 continuações e vários filmes “bastardos”, ou seja, continuações não-oficiais que surgiram pra abocanhar essa fatia do mercado que adorou a mistureba de artes marciais e fantasmas. O ator Lam Ching Ying (infelizmente falecido em 1997, de câncer no fígado) inclusive atuou nas sequências e em vários desses filmes bastardos, sendo que quase sempre como o mesmo tipo de personagem. Os produtores trocavam o nome do personagem mas a caracterização era a mesma. Cabelos grisalhos, “monocelha” e vários apetrechos para caçar fantasmas e rituais dos mais bizarros possíveis. Essa é uma das coisas mais legais de Mr. Vampire, os diversos rituais e “mandingas” do mestre Kau para acabar com os fantasmas e vampiros. São rituais curiosíssimos e muito criativos que só deixam o filme mais legal. Por exemplo para combatê-los pode ser com feitiços escritos com sangue de galinha numa folha de papel ou ainda com uma espada feita de moedas e “energizada” com a luz da lua, ou ainda com o baguá (aquele espelho taoista), dentre outros feitiços. E se vocês estão cansados das regras para derrotar os fantasmas e vampiros ocidentais, Mr. Vampire será uma surpresa pois apresenta a riquíssima mitologia chinesa.

Mr Vampire (1985) (5)

Há ainda vários momentos engraçados que se valem mais da comédia física o que torna o filme mais acessível às plateias internacionais. Repare na sequência onde Chou e Man Choi fazem vodu com o delegado Wai ou na qual Chou pensa que Ting-Ting é uma prostituta! Pouquíssimas são as piadas que só os chineses entendem, o que talvez seja o segredo do sucesso internacional do filme. Talvez a única bola fora seja a mesma da maioria dos filmes chineses do período, o seu encerramento abrupto onde não ficamos sabendo do destino de alguns personagens. No clímax por exemplo, Man Choi é arremessado do segundo andar da clínica pelo vampiro e depois não aparece mais no filme o que nos leva a questionar o que aconteceu com o personagem. Mr. Vampire, assim como vários filmes do período se contentavam somente em congelar a última cena e após isso rodar os créditos finais não explicando o destino dos personagens. Mas nada disso tira o brilho de Mr. Vampire.

O diretor Ricky Lau não se livrou do estigma de kung fu+fantasmas e a maioria de sua filmografia é de filmes nesse estilo (o que me deu vontade de colecionar toda a filmografia do sujeito). Além das sequências de Mr. Vampire ainda tem a segunda parte de Spooky Encounters. A excepcional coreografia de lutas ficou a cargo do ator Lam Ching Ying e do veterano Yuen Wah (para a nova geração ele pode ser visto como o dono da vila em “Kung FuSão” de Stephen Chow), que inclusive interpreta o vampiro.

Mr Vampire (1985) (6)

Não preciso dizer que essa maravilha nem sequer deu as caras no Brasil. O único jeito de conseguir é importanto o DVD que está até bem barato, uma média de 9 dólares nos sites internacionais do ramo. Mas, se tiver paciência pode ver o filme completo pelo Youtube dividido em diversas partes. Então não perca tempo, se quiser passar uma hora e meia se divertindo com um dos mais memoráveis, criativos e loucos filmes fantásticos chineses arrume agora Mr. Vampire! E não se esqueça de dar aquele gritão da janela após assisti-lo.

(Visited 223 times, 1 visits today)
Bruno C. Martino

Bruno C. Martino

É escritor e ator. E tem uma predileção por filmes de vampiros saltitantes chineses.

2 comentários em “Mr. Vampire (1985)

  • 30/07/2015 em 17:46
    Permalink

    Sempre bom deixar uma porta aberta pra mais gente conhecer esse tipo de filme (Do qual eu incluiria esse, Chinese Ghost Story, Revenge of the Corpse, Spooky Encounters). Só discordo totalmente do que você disse sobre ‘Spooky…’. É MUITO mais louco e anárquico que Mr. Vampire. Pro bem ou pro mal. Gosto muito de ambos. As sequências de Mr. Vampire, com exceção do II, valem a pena. Especialmente Vampire Vs. Vampire e Magic Cop.

    Resposta
  • 22/08/2014 em 20:22
    Permalink

    Boa! Quando assisti o filme Rigor Mortis me lembrei da infância quando assisti este filme e seus vampiros chineses!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien