Forças do Mal (2006)

Forças do Mal (2006)

Forças do Mal
Original:Creepshow 3
Ano:2006•País:EUA
Direção:Ana Clavell, James Dudelson
Roteiro:Ana Clavell, James Dudelson, Scott Frazelle, Pablo C. Pappano, Alex Ugelow
Produção:Ana Clavell, James Dudelson
Elenco:Stephanie Pettee, Roy Abramsohn, Simon Burzynski, AJ Bowen, Elina Madison, Karen Agnes, Ryan Carty, Eileen Dietz, Emmet Mcguire, Bo Kresic, Ben Pronsky

Creepshow 3 (Creepshow 3, 2006) pode ser considerado, antes de qualquer crítica, como um verdadeiro teste de resistência. A missão do infernauta é conseguir assistir as cinco péssimas pequenas tramas que fazem parte da produção sem adiantar nenhuma cena. E para aumentar a dificuldade, o filme pode ser utilizado como exemplo de película na qual nada consegue ser aproveitado. Pronto para o desafio?

Antes de começarmos, vamos olhar para trás na saudosa década de 1980. Mais exatamente no ano de 1982, quando o Creepshow original foi lançado. A produção é lembrada com carinho pelos fãs em razão das boas tramas assinadas pelo mestre Stephen King e pela direção do igualmente ilustre George Romero. Cinco anos depois, um Creepshow 2 (Creepshow 2) foi lançado e também trouxe bons enredos para os fãs.

O segredo do sucesso dos dois primeiros filmes se deu basicamente pela forma como as tramas eram mostradas. Com duração de cerca de 20 minutos, os roteiristas podiam utilizar, de forma criativa, temas aparentemente simples e que não precisavam ter necessariamente uma lógica ou conclusão. O objetivo era mostrar histórias que provocassem medo sem muita profundidade e os resultados eram positivos. Quem não se lembra do azarado fazendeiro Jordy Varril (interpretado pelo próprio Stephen King) do primeiro filme ou da balsa na “parte 2”. Ideias simples, mas extremamente funcionais.

Forças do Mal (2006) (3)

DESAFIOS

Voltemos então ao século 21 e ao desafio proposto neste texto. A primeira etapa é batizada de Alice. Interpretada pela desconhecida Stephanie Pettee, a tal da Alice é uma adolescente chata e que não gosta de nada e de ninguém. Um belo dia, ao chegar em casa, ela descobre que o pai comprou um controle remoto universal, mas que o aparelho não funciona. Ou não da forma como deveria. Um clique e a ações acontecem na vida de Alice.

Se você passou por esta fase, parabéns. Vamos seguir para o próximo segmento, O Rádio, no qual conhecemos Jerry (AJ Bowen), um verdadeiro fracassado que tem um emprego igualmente sem perspectiva. Uma noite, o rádio do rapaz quebra e ele compra um de segunda mão que literalmente começa a conversar com ele. Assustado no começo, o jovem começa a escutar os conselhos do novo “amigo”, o que vai levá-lo a ações extremas.

Forças do Mal (2006) (2)

Essa segunda trama até tentou construir algo de interessante, principalmente por utilizar o elemento rádio, que sempre pode provocar medo já que trata-se de um aparelho que pode captar ondas, o que significa que pode receber diversos tipos de sinai, etc e tal. Mas o resultado aqui deixa a desejar.

Muito bem. Você passou pelas duas primeiras fases, o que já deixa você na metade do desafio. Será que você aguenta mais uma? Vamos em frente e chegamos ao segmento Garota por Telefone. Camille Lacey vive a prostituta Rachel, uma moça que está sendo procurada pela polícia por ter assassinado 10 clientes. Um dia, ao atender o chamado de um rapaz, ela mal pode imaginar que o próximo óbito pode ser o dela.

O PIOR VEM SEMPRE POR ÚLTIMO

Você é um herói e chegou à quarta fase do jogo. Parabéns, mas fique certo de que os maiores desafios serão esses próximos. A Esposa do Professor é o título do episódio da vez. Aqui, dois estudantes acreditam que a futura mulher de um amigo é na verdade um andróide. Para provar isso, a dupla decide encontrar o botão de desligar da máquina. Verdade seja dita, esse episódio é até engraçadinho, mas em um filme que deveria ser de terror, isso não conta como ponto positivo.

Atenção. Você conseguiu passar pelas primeiras quatro etapas e deve ser condecorado por isso. Mas esteja preparado, pois a quinta etapa consegue ser pior do que as demais partes juntas. O título Cachorro Quente Assombrado já adianta o que veremos aqui, quando conhecemos um médico que acaba sendo responsável pela morte de um mendigo ao dar para o mesmo um hot dog estragado. A partir deste acontecimento, o doutor passa a ser assombrado pelo fantasma do morto. Aqui temos uma tentativa de reproduzir o episódio do Caroneiro, presente no Creepshow 2, mas o resultado é mais do que sofrível.

Forças do Mal (2006) (5)

CONSIDERAÇÕES:

É interessante observar que tudo é tão mal encaixado em Creepshow 3 que fica difícil encontrar um “culpado” para tal resultado. A direção de Ana Clavell e James Glenn Dude (responsáveis por Dia dos Mortos 2, 2005) pode ser apontada como um dos grandes problemas da trama, mas o roteiro, também assinado pela dupla, não oferece boas possibilidades para nenhum diretor. Claro que comparar os novos segmentos com as obras de Stephen King seria injusto, mas o resultado apresentado em Creepshow 3 é ruim gratuitamente.

As tramas dos dois primeiros Creepshows foram inspiradas nas histórias em quadrinhos da E.C. Comics, da década de 50, que abordavam temas sobrenaturais. Creepshow 3 parece não seguir nenhuma fonte de inspiração.

Além da falta de criatividade entre os segmentos, a dupla dinâmica de roteiristas ainda teve a ideia de construir ligações entre as tramas, o que não acrescentou nada ao resultado final. Outra mudança entre os filmes anteriores e este novo é referente à animação, que nas partes 1 e 2, era semelhante a desenhos que faziam alusão à revista Creepshow, de onde as tramas eram narradas. Neste capítulo 3, temos animação computadorizada e em nenhum momento vemos alguma menção à revista.

E como tudo que é ruim sempre pode piorar, está sendo anunciada uma parte 4 para a agora franquia. Nenhuma informação oficial sobre o novo filme foi divulgada, mas o famoso site IMDB traz a informação que Stephen King estaria envolvido como roteirista dos segmentos. Vamos esperar por este próximo desafio e torcer para que seja verdade a participação do mestre.

(Visited 188 times, 1 visits today)
Filipe Falcão

Filipe Falcão

Jornalista com Mestrando em Comunicação. Fã de Cinema, mas com gosto especial para filmes de Terror. Para ele, o gênero vai muito além de sangue e morte.

2 comentários em “Forças do Mal (2006)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien