Necronomicon – O Livro Proibido dos Mortos (1993)

Necronomicon (1993)

Necronomicon - O Livro Proibido dos Mortos
Original:Necronomicon
Ano:1993•País:EUA
Direção:Christophe Gans, Shûsuke Kaneko, Brian Yuzna
Roteiro:Brian Yuzna, Brent V. Friedman, Christophe Gans, Kazunori Itô, H.P. Lovecraft
Produção:Samuel Hadida, Brian Yuzna
Elenco:Jeffrey Combs, Tony Azito, Juan Fernández, Bruce Payne, Belinda Bauer, Richard Lynch, Denice D. Lewis, Vladimir Kulich, David Warner, Dennis Christopher, Millie Perkins, James Paradise, Don Calfa, Judith Drake

O escritor americano Howard Philips Lovecraft (1890-1937), um dos mais cultuados autores da literatura fantástica de todos os tempos, criador dos famosos Mitos de Cthulhu, sobre terríveis criaturas horrendas e indizíveis que habitavam nosso planeta em tempos imemoriais e que aguardam ocultas o ressurgimento de sua raça, teve inúmeras de suas histórias filmadas e adaptadas para as telas. Porém, assim como outro mestre do horror moderno, Stephen King, poucos foram os filmes que representaram honrosamente sua marcante obra literária.

Em 1993 foi lançado Necronomicon, o Livro Proibido dos Mortos (Necronomicon, EUA), disponível no mercado de vídeo VHS pela HVC, e que tentou novamente mostrar algo da ficção obscura de Lovecraft.

Necronomicon (1993) (1)

Com excelentes e impressionantes efeitos especiais dos conhecidos especialistas Tom Savini e Screaming Mad George, o filme mostra a trajetória do próprio Lovecraft (interpretado por Jeffrey Combs, de Reanimator) em busca do ancestral livro dos mortos, o Necronomicon, para pesquisar material para sua literatura.

Ao encontrá-lo, protegido e mantido num misterioso mosteiro por uma ordem clandestina de monges, ele tem acesso a três histórias macabras envolvendo o temido livro.

Necronomicon (1993) (3)

O primeiro episódio, The Drowned, fala da tragédia que se abateu sobre uma família sueca, De Lapoer, onde um homem (Richard Lynch) perdeu sua esposa e filho num naufrágio. Revoltado com a perda de sua família, no velório deles volta-se contra Deus e isola-se em sua mansão, localizada à beira de um enorme penhasco, com o mar a rodeá-lo. Recebe então a visita de uma estranha criatura que lhe entrega um livro maldito, o Necronomicon, que em uma de suas passagens descreve uma receita para trazer de volta os mortos. Não está morto o que em eterno jaz e o tempo até mesmo a morte desfaz. Em seu refúgio, Cthulhu espera, a sonhar, dizia o livro. Sua família revive, porém diferente, e possuídos pelo espírito de Cthulhu, o incita ao suicídio. Sessenta anos depois, um descendente dos De Lapoer (Bruce Payne), retorna à velha casa, e encontrando o Necronomicon, traz de volta à vida sua noiva, morta num acidente de carro e vítima de afogamento. Após descobrir o erro que cometeu, enfrenta o grande Cthulhu num confronto mortal.

Necronomicon (1993) (7)

Os grandes efeitos na concepção de Cthulhu, tentando descrever o imaginado por Lovecraft, e com elementos típicos do horror como o casarão gótico no alto da montanha e o ritual cabalístico em torno de um pentagrama demoníaco, garantem um bom entretenimento.

Necronomicon (1993) (4)

A história a seguir, The Cold, baseada no conto Cool Air (publicado em 1926), mostra um cientista em meio a experiências de prolongamento da vida. O Dr. Richard Madden (David Warner), ajudado pela sua assistente Lena (Millie Perkins), descobriu uma forma de enganar a morte, utilizando-se de um soro composto pelo líquido espinhal das pessoas. Mas para manter-se eterno, precisa viver enclausurado num apartamento com temperatura baixíssima, e coletando espécimes à força para a extração do líquido espinhal. Os problemas começaram a surgir quando uma jovem garota (Bess Meyer) conhece o cientista e inicia um relacionamento, chegando a engravidar. Após a morte (verdadeira) do Dr. Madden, numa cena de derretimento fantástica (lembrando os melhores momentos de O Incrível Homem que Derreteu / 1977), a garota continua as experiências de seu amante.

Necronomicon (1993) (8)

Uma grande história de Lovecraft, já filmada antes por Rod Serling num excelente episódio da série de televisão Galeria do Terror (1970/1972), porém sem a violência explícita e qualidade dos efeitos especiais vistos aqui.

Necronomicon (1993) (5)

Concluindo, o último episódio, Whispers, parece ser o mais insano de todos. Um casal de policiais sofre um acidente numa frenética perseguição de carros. Em meio às ferragens, o homem (Obba Babatunde) é retirado e misteriosamente levado ainda agonizando, para os porões de um velho prédio. A mulher (Signy Coleman) recupera-se do acidente e sai à procura do parceiro, seguindo seu rastro de sangue. Encontra um estranho casal de velhos (Don Calfa e Judith Drake) que a aprisiona levando-a aos subterrâneos secretos do prédio, refúgio de uma raça de seres ancestrais. Muito sangue, corpos desmembrados, mutilações e criaturas indizíveis que parecem emergir de um grande pesadelo.

Necronomicon (1993) (6)

H. P. Lovecraft começou a ser filmado em 1963, com O Castelo Assombrado de Roger Corman e estrelado por Vincent Price, e essa filmografia baseada em sua obra foi pequena até 1985, quando Stuart Gordon fez Reanimator com Jeffrey Combs e muito, muito sangue em profusão. A partir daí então, as produções inspiradas no mestre começaram a se multiplicar velozmente com inúmeras adaptações de seus contos como From Beyond,  The Lurking Fear, The Unnnamable, The Case of Charles Dexter Ward, At the Mountains of Madness, Dagon e outros, transformando o autor em um dos mais filmados, juntamente com Stephen King (o recordista), Edgar Allan Poe e Clive Barker.

(Visited 1.090 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

4 comentários em “Necronomicon – O Livro Proibido dos Mortos (1993)

  • 21/01/2017 em 16:26
    Permalink

    Eu já vi e tenho muitas antologias muito boas , mais NENHUMA se compara a essa !
    Eu aluguei essa pérola em VHS numa locadora que ficava perto da minha casa na minha adolescência e foi a unica vez que eu tinha visto , passou anos e anos , centenas e centenas de filmes que fui vendo e colecionando que acabei me esquecendo dessa antologia .
    Então um pouco antes dessa sexta-feira 13 que passou eu estava com dúvidas de que eu iria ver e fui caçar uns filmes antigos e ele me apareceu . Li as críticas e revi o trailer , e fui obrigado a baixar imediatamente .
    Então o revi nessa sexta-feira 13 , e como eu não lembrava de nada do filme , eu fiquei realmente muito impressionado ao rever essa obra-prima !
    ” NECRONOMICON – O Livro Proibido Dos Mortos ” é muito foda , é a minha antologia favorita , e agora pertence a minha enorme coleção !
    Extremamente OBRIGATÓRIO pro fã de Horror e colecionador !
    NOTA 10 .

    Resposta
    • 16/05/2015 em 21:36
      Permalink

      Melhor assistir de novo, então.
      Porque é um filme excelente!

      Resposta
  • 17/10/2014 em 21:52
    Permalink

    um dos melhores contos de terror que já assisti nota 10..

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien