A Mansão do Diabo (1896)

A Mansão do Diabo (1896)

A Mansão do Diabo
Original:Le manoir du diable
Ano:1896•País:França
Direção:Georges Méliès
Roteiro:Georges Méliès
Produção:Georges Méliès
Elenco:Jeanne d'Alcy, Georges Méliès

Você que é fã de filmes de terror, já se perguntou qual foi a primeira obra do gênero do cinema? Antes da sua resposta, uma primeira observação é que diferente de outras manifestações artísticas e culturais, como teatro e literatura, o cinema possui uma data de nascimento. Desta forma, se não é possível falar de um primeiro livro de terror ou peça teatral, para o cinema esta resposta é possível.

Muitos podem pensar que o cinema de terror nasceu com a exibição de A Chegada do Trem à Estação. Trata-se de um curta francês gravado em 1895 pelos irmãos Auguste e Louis Lumiére. O filme em questão tem duração de 50 segundos e mostra em um único plano os passageiros na estação La Ciotat esperando por um trem. Quando este chega, graças a perspectiva da câmera, a impressão que se tem é que a locomotiva vai sair pela tela. Por este motivo, é comum ler relatos que afirmam que as pessoas que acompanharam esta primeira exibição gritaram de pânico e se esconderam debaixo das cadeiras por acharem que um trem de verdade entraria no local onde estavam assistindo ao filme. Por este motivo, costuma-se dizer que o cinema já nasceu assustando as suas plateias. Mas isto não significa que A Chegada do Trem à Estação seja um filme de terror. Longe disso.

O que é um filme de terror? Um dos principais pesquisadores do gênero, Noel Carrol afirma, de forma bem resumida e generalista, que podemos pensar em filmes de terror como aquelas produções que tenham como objetivo provocar medo em seus públicos. No entanto, segundo Carrol, este medo deve ser gerado através de algum elemento que represente um mal como um assassino, um monstro, uma assombração. Ele ainda destaca que este monstro deve ser feio, nojento e asqueroso.

A Mansão do Diabo (1896) (2)

É claro que dentro de um gênero tão amplo, a lista do que pode ser este agente causador de medo pode ser infinitamente variada. No caso de A Chegada do Trem à Estação, temos uma plateia que ficou assustada mas aqui não é possível dizer que trata-se de um filme de terror pois este não possui os elementos comuns ao gênero. Então de volta para a pergunta inicial deste texto, qual foi o primeiro filme de terror da história?

Trata-se do curta A Mansão do Diabo, de 1896 e com direção de Georges Méliès. Para quem nunca escutou falar neste nome, trata-se do pai dos efeitos especiais do cinema tendo sido responsável por mais de 500 filmes. Antes de qualquer outro diretor, foi Méliès, que trabalhava como ilusionista, quem apresentou filmes com mundos desconhecidos e criaturas nunca antes vistas além dos primeiros efeitos especiais e de maquiagem do cinema. Um de suas produções mais conhecidas dele foi A Viagem à Lua, de 1902, em que Méliès usou técnicas de dupla exposição do filme para obter efeitos especiais inovadores para a época, além de ter sido o primeiro filme a levar o espectador ao espaço.

A Mansão do Diabo traz Méliès como Mefistófeles, personagem satânico da Idade Média, conhecida como uma das encarnações do mal. A ação se passa dentro de um castelo onde este vilão utiliza seus poderes sobrenaturais para criar fantasmas e esqueletos que vão assustar uma dupla de cavaleiros que chega ao lugar. Com força sobrenatural, Mefistófeles consegue desaparecer e se transformar em um morcego e vai assombrar os humanos.

É claro que apesar destes elementos, A Mansão do Diabo funciona muito mais como entretenimento do que para assustar. No entanto, indiscutivelmente a obra traz os pilares que seriam e continuam sendo explorados dentro do gênero. Temos como exemplo o ser do mal que se transforma em um morcego ou a figura de fantasmas e esqueletos. Ao final, um dos personagens pega uma cruz para se defender de Mefistófeles.

A Mansão do Diabo (1896) (3)

Ficou curioso? Confira então A Mansão do Diabo. Você não vai ficar com medo, mas perceba a importância desta primeira tentativa de trazer fantasmas, vampiros e esqueletos para o cinema. Nesta eterna luta do bem contra o mal que reverbera em enredos de filmes contemporâneos, o confronto no cinema de um personagem do bem contra um do mal nasceu no momento em que o cavaleiro pega a cruz para enfrentar Mefistófeles. Esta luta segue até hoje.

(Visited 270 times, 1 visits today)
Filipe Falcão

Filipe Falcão

Jornalista com Mestrando em Comunicação. Fã de Cinema, mas com gosto especial para filmes de Terror. Para ele, o gênero vai muito além de sangue e morte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien