Macabre (2009)

Macabre (2009)

Macabre
Original:Macabre
Ano:2009•País:Cingapura, Indonésia
Direção:Kimo Stamboel, Timo Tjahjanto
Roteiro:Kimo Stamboel, Timo Tjahjanto
Produção:Greg Chew, Gary Goh, Delon Tio, Timo Tjahjanto, James Toh, Freddie Yeo
Elenco:Shareefa Daanish, Julie Estelle, Ario Bayu, Sigi Wimala, Arifin Putra, Daniel Mananta, Dendy Subangil, Imelda Therinne, Mike Muliadro, Ruly Lubis, Felicia A. Sumarauw, Risdo Alaro Martondang, Ikhsan Samiaji

Um grupo de amigos fazendo uma viagem de carro: checado. Uma bela mulher na estrada pedindo carona depois de ter sido assaltada: checado. Um convite para jantar feito pela mãe suspeitosamente jovem da caroneira: checado. O já esperado banho de sangue que se segue: checado. Macabre tem todos os clichês de um filme de terror simples e não traz surpresas ao fã do horror já acostumado com a receita convencional, porém, os Mo Brothers, dupla formada pelos indonésios Timo Tjahjanto e Kimo Stanboel, conseguem entregar um passatempo divertido.

Rumah Dara, no original, começa quando o casal Adjie (Ario Bayu) e Astrid (Sigi Wimala), grávida, estão sendo levados por amigos até o aeroporto para seguir para a Austrália, onde vão morar. No grupo, além de Jimmy (Daniel Mananta), Eko (Dendy Subangil) e Alam (Mike Muliadro), está Ladya (Julie Estelle), a irmã afastada de Adjie. Na estrada, eles se deparam com a bela Maya (Imelda Therinne), pedindo carona após ser assaltada. É claro que o grupo a leva até sua casa, onde, como agradecimento, são convidados para jantar pela mãe de Maya, Dara (Shareefa Daanish), que aparenta ter a mesma idade que a filha. Lá, nossos protagonistas conhecem os outros membros da família: o quieto Adam (Afrin Putra) e o grandalhão Armand (Ruly Lubis). O que o grupo não sabe é que a refeição foi temperada com sedativos, e que seu destino está diretamente ligado à juventude prolongada de Dara.

Macabre (2009) (1)

A partir daí, Macabre presenteia o espectador com cabeças decepadas, canibalismo, personagens que aparecem apenas para morrer, uma grávida prestes a dar à luz, uma luta envolvendo uma serra elétrica e um bastão e o visual sempre impecável de Dara, tudo sempre acompanhado de litros e litros de sangue. Ainda que siga as regras básicas dos slashers, tendo sido até mesmo comparado ao Massacre da Serra Elétrica, Macabre é diversão garantida, e talvez um forte motivo para tal é o fato de ter personagens com quem simpatizamos, em lugar de pessoas que esperamos que morram da pior forma possível, o quanto antes.

Macabre (2009) (3)

Macabre é baseado no curta Dara, também dirigido pelo Mo Brothers, parte da compilação Takut: Faces of Fear, lançada em 2009. O longa passou por diversos festivais em 2009 e chegou aos cinemas indonésios no ano seguinte, depois de ter algumas cenas alteradas: a decapitação, por exemplo, não é mostrada. E não foi apenas em seu país de origem que o filme sofreu com a censura. Em Singapura, todas as cenas em que uma lâmina entra em contato com a pele foram removidas; na Malásia, Macabre foi o primeiro filme indonésio a ser banido por excesso de violência.

Macabre (2009) (4)

(Visited 145 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

2 comentários em “Macabre (2009)

  • 08/01/2015 em 18:25
    Permalink

    Tenho ele, e GARANTO: é um dos melhores que tenho! Super divertido e indicado…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien