Vingadores: Era de Ultron (2015)

Vingadores 2 (2015) (2)

Vingadores: Era de Ultron
Original:Avengers: Age of Ultron
Ano:2015•País:EUA
Direção:Joss Whedon
Roteiro:Joss Whedon, Stan Lee, Jack Kirby
Produção:Kevin Feige
Elenco:Robert Downey Jr., Chris Evans, Mark Ruffalo, Chris Hemsworth, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, James Spader, Samuel L. Jackson, Aaron Taylor-Johnson, Elizabeth Olsen, Paul Bettany, Cobie Smulders, Anthony Mackie

Vingadores – Era de Ultron já chega aos cinemas com uma difícil tarefa: superar o seu ótimo antecessor, Vingadores. Tarefa esta que todo o trabalho de marketing da Disney se esmera em convencer o telespectador que seria concluída com êxito, graças aos seus trailers milimetricamente editados e suas dezenas de vídeos e cenas inteiras espalhados ao longo do ano que antecede a estreia do filme nos cinemas para gerar uma crescente expectativa pelo filme.Mas Vingadores – Era de Ultron está à altura de toda a expectativa e o hype criados?

Sinto informa-los que não. Ou talvez sim, se você deixar de lado o seu espírito crítico e o seu discernimento e substituí-los pela boa vontade com toda e qualquer coisa que o Marvel Studios lançar e ir na onda da massa de “nerds” que comemoram e aplaudem qualquer piada deslocada que Robert Downey Jr. insistir em enfiar no filme. Aí sim, talvez você curta muito.

Vingadores 2 (2015) (1)

Na trama, Tony Stark se utiliza secretamente do cetro de Loki para criar uma força protetora da Terra que esteja preparada para enfrentar ameaças maiores, que ele acredita que nem os maiores heróis da Terra possam enfrentar. Destas experiências, feitas sem o conhecimento dos outros Vingadores, nasce Ultron, uma inteligência artificial auto-replicante que pretende eliminar a humanidade, que considera a verdadeira ameaça ao planeta. Estes fatos acabam gerando uma tensão interna na equipe que pode culminar com o vindouro Guerra Civil.

Vingadores – Era de Ultron pega tudo o que deu certo em Vingadores e extrapola à quinta potência na tentativa de criar um filme maior e melhor que supere seu antecessor e estabeleça novos paradigmas para os filmes de super-heróis. Cada cena em Vingadores – Era de Ultron é uma cópia anabolizada de tudo aquilo que vimos no excelente filme de 2012. A salvação da lavoura fica por conta de Joss Whedon, que novamente mostra que domina como poucos a arte de escrever e dirigir muitos personagens. Cada personagem tem seu tempo ideal em cena e suas histórias são contadas com detalhes sutis, sem recorrer a flashbacks e longos monólogos recordatórios. Vingadores não seria nada sem Whedon.

Vingadores 2 (2015) (3)

Porém, nem o diretor consegue salvar do marasmo um filme marqueteiro e focado no licenciamento que Vingadores – Era de Ultron é. São personagens extras inseridos apenas para vender bonecos, pois não possuem qualquer relevância ao desenrolar da trama (Hulk cinza?! Onde!?). São diferentes armaduras de Ultron, que evolui o filme todo sem que a sensação de ameaça se torne maior. Os tais novos Vingadores são apáticos e a Disney força suas presenças no filme preparando o terreno para quando os contratos bilionários de Robert Downey Jr. e Chris Evans se tornarem pesados demais para os estúdios.

Vingadores 2 (2015) (5)

Como pontos positivos, vale a pena citar o Visão, que está visualmente impecável e possui uma minúscula, mas marcante, presença no filme, e o delicioso “Chupa DC!” que o filme manda para a Warner e seu inconsequente Homem de Aço, com os Vingadores preocupados o tempo todo com as possíveis baixas de suas batalhas.

Vingadores 2 (2015) (4)

O sucesso garantido dos filmes de super-heróis e suas franquias infinitas tornaram os estúdios e os telespectadores preguiçosos. Replica-se a fórmula, acrescentam-se mais efeitos, mais explosões e amplia-se a escala. Com isso amplia-se a bilheteria. Até que um destes filmes fracasse miseravelmente nas bilheterias forçando os estúdios a deixarem sua zona de conforto e entreguem películas criativas e inovadoras e não mais do mesmo. No final das contas, Vingadores – Era de Ultron não passa disso: um filme divertido, mas que já vimos antes.

(Visited 74 times, 1 visits today)
Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

19 comentários em “Vingadores: Era de Ultron (2015)

  • 15/05/2015 em 11:49
    Permalink

    Ta parecendo algum fã da DC comics que esta comentando!
    Falar que as diversas armaduras são pra vender boneco ta de brincadeira né?
    Discordo de tudo que vc diz no comentario e na proxima tem cuidado com spoilers!

    Resposta
    • 15/05/2015 em 16:42
      Permalink

      Olá amigo,

      Não sou fã da DC. Pelo menos não sou fã SÓ da DC. Sou fã de boas histórias, e isso, Vingadores Era de Ultron, não me entrega.

      Fique atento, muitos elementos aparentemente aleatórios no filme, estão ali por questões de marketing. Ou você acha que aquela cena na Coréia, que poderia se passar em qualquer lugar, está ali por algum outro motivo que não seja aumentar a identificação do público oriental, cada vez maior, com o filme?

      O mesmo acontece com inúmeras armaduras e “versões” dos personagens. Principalmente do Homem-De-Ferro, o carro-chefe da Marvel nos cinemas.

      E, por último, mas não menos importante: Spoliers onde?!

      Abraços!

      Resposta
      • 15/05/2015 em 23:06
        Permalink

        Então se a batalha fosse no rio de janeiro, no cristo redentor, seria para aumentar identificação com o publico brasileiro?com relação a troca de armadura,temos isso desde a muito tempo nos quadrinhos,batman,superman entre outros!Com 28,2 bilhões arrecadados na coreia acho que eles não precisam se preocupar em gerar identificação com a coreia desde o 1 longa!Com relação ao spoiler me expressei mal pois eu queria dizer spoillers com os comentarios e não com o seu!
        abração de um grande fã do site e do bom cinema!

        Resposta
        • 18/05/2015 em 10:18
          Permalink

          Pois é. É justamente estes 28,2 milhões que eles querem manter com uma cena aleatória qualquer passada na Coréia. Não sou eu quem estou dizendo. É prática de mercado. Sério!

          Abração meu caro!

          Volte sempre!

          Resposta
  • 10/05/2015 em 12:48
    Permalink

    Vou ter que discordar, mas não achei esta porcaria, achei um pouco melhor que o 1º, que pessoalmente não gosto e acho uma trama rasa, sem graça e com um vilão que nem um pouco convence (O Loki é um excelente manipulador, mas na parte de invasão alienígena se mostrou pífio). Não que a Era de Ulton seja uma profundidade, mas ele convence um pouco mais que o primeiro. Tanto que a preocupação com os civis na batalha convence muito mais que em Vingadores, já que no primeiro filme quando salvam o civis mais parece roteirismo. Também não vejo a destruição como exagerada, mas tá mais condizente com o contexto, já que no primeiro, onde citando uma cena, uma nave alienígena gigante batia nos prédios, mas eles continuavam de pé como se nada tivesse ocorrido. E o segundo filme ainda procura uma profundidade entre os personagens, o que mostra uma tendencia de ira mais alem do Transformes que foi o primeiro.

    Considero que o filme superou em 0,5 o anterior. Por isso se o 2º é 2,5/5 o primeiro pra min é um 2/5.

    Resposta
    • 15/05/2015 em 22:26
      Permalink

      Onde eu disse que o filme é uma porcaria?

      Eu disse que o filme não atingiu as expectativas que a própria Marvel criou. É um filme divertido, mas construído demograficamente, com tudo posicionado milimetricamente para atender os clamores dos “novos nerds”.

      Não é isso que eu esperava dos estúdios que nos deram o primeiro filme e Soldado Invernal.

      Resposta
  • 08/05/2015 em 23:17
    Permalink

    Eu já vi o filme e também acho a mesma coisa, pra mim o primeiro e bem superior a esse.. Acho que o filme foi grandioso demais, cheio de cenas de ação do começo ao fim. Gostei dos novos personagens principalmente da Wanda , e do visão.. que pra mim até agora e a melhor tradução de uma personagem das hqs pra telonas.. da marvel. Eu achei legal, mas meio que descenessario o elenco da família do gavião, provavelmente foi porque o Jeremy pediu pro seu personagem ter mais espaço, mas eu achei que não necessitava disso. Gostei do ultron , apesar dele não ser temível como os trailers demonstravam eu achei que assim ficou mais bacana.. Porque afinal ele e o ”filho” de Tony Stark , e o Tony dos cinemas e engraçado , teatral .. O resto do elenco está foda, o capitão ( que eu ganhei uma caneca do cinemark ) , a viuva , o thor e o homem de ferro estão ok… mais o destaque do elenco mesmo e o Hulk, que nesse filme e ameaça. A cena do hulk contra a hulkbuster ficou foda.. Resumindo o filme e bom, mais inferior ao primeiro. O motivo creio eu que por causa do vilão, devido ao marketing talvez, e pelo primeiro ter mais cara de sessão da tarde , de hqs mesmo … sei lá..

    Ps: Achei legal o mercúrio, mais não gostei do que acontece com ele.. podia ter deixado pro próximo filme.. mais foda-se ninguém se importa.. agora resta sair o dvd/ blu-ray pra nós vermos a sua roupa.. 🙁

    Resposta
    • 11/05/2015 em 10:26
      Permalink

      E essa cena da Hulkbuster – uma das melhores do filme todo – já havia sido lançada semanas antes na internet, na íntegra. Aliás, quase todo o filme já havia sido lançado semanas antes da estreia. E aí perde impacto!

      Resposta
    • 12/05/2015 em 18:03
      Permalink

      E pelo visto o Blu-Ray virá com 40minutos de cenas a mais! Vamos ver se o resultado estendido é mais satisfatório!

      Resposta
  • 02/05/2015 em 02:30
    Permalink

    Acho q vale a pena citar também a tensão inicial criada na primeira cena com o Ultron. Fortes traços de terror com aquela coisa toda de “there are no strings on me” (claro, lembrando que é um terror dentro de um filme “pop”). Uma ótima cena.

    Resposta
  • 01/05/2015 em 20:25
    Permalink

    Não sei o que um review desse está fazendo num Site de filmes de horror, mas tudo bem

    Resposta
    • 02/05/2015 em 03:15
      Permalink

      Se ler a descrição do nosso site verá que somos o “O maior e mais completo site Brasileiro sobre Horror, Ficção Científica e FANTASIA”.

      E nada mais fantasia do que super-heróis! 😉

      Resposta
  • 01/05/2015 em 11:18
    Permalink

    Primeira crítica que realmente fala a verdade sobre o segundo filme de Os Vingadores. Concordo em 98% de tudo que foi dito, apenas discordo de duas coisas: do tal “Chupa DC” que o filme supostamente dá como ponto positivo, que dizer, claro que essa “preocupação” (nunca mencionada nos filmes anteriores) veio como um cutucão para a franquia concorrente e que realmente apresenta uma ameaça real a trupe dos Vingadores. Acredito que isso só serve para inflamar uma rivalidade que não deveria existir! Daqui a pouco essa “rixa” sem sentido vai ser como o PT e PSDB no Brasil… Ou você é um, ou é outro! O segundo ponto que discordo é o fato de O Homem de Aço ter classificado como inconsequente por não “se preocupar” com a destruição que o filme provocou. Ora, já foi dito que toda essa questão será abordada (será o ponto de partida) do vindouro Batman V Superman: A Origem da Justiça.

    Resposta
    • 01/05/2015 em 21:14
      Permalink

      O problema necessariamente não foi o Superman não se preocupar com a população, foi ele ter levado a briga para a cidade. (!!) Se o Zod o tivesse feito a metade da reclamação referente a isso não existiria.Quanto ao filme ainda não posso opinar já que sou pobre( eh,eh) e ainda não assisti, mas estou com fé, já que atualmente mantém uma boa nota no famigerado Rotten Tomatoes, uma bomba cinematográfica como Tartarugas ninjas tenho certeza que não é!

      Resposta
      • 02/05/2015 em 03:18
        Permalink

        Tartarugas Ninjas é ruim demais! Mas até aí, acho que todos os filmes dos quelônios são bem fraquinhos. 🙁

        Resposta
    • 02/05/2015 em 03:17
      Permalink

      O meu “Chupa DC” se refere ao cinema mesmo. Onde o maior herói de todos se tornou um sujeito violento, inconsequente e assassino.

      Ambas as editoras possuem boas histórias e bons autores. Quem perde tempo com rivalidades e escolhendo entre uma ou outra, está perdendo o que há de melhor nas duas!

      Resposta
  • 30/04/2015 em 10:29
    Permalink

    Eu achei o filme bom, mas o que mais decepcionou foi que não cumpriu o que foi prometido. Na verdade, em alguns quesitos, cumpriu mas ainda assim já tínhamos visto nos milhares de trailers e tv spots que foram liberados. Apesar de não terem liberado nada da batalha final, o início e a metade do filme conseguem ser mais empolgantes. Ultron ficou meio superficial e o todo aquele clima de destruição e obscuridade que nos foi prometido não nos foi dado. Havia piadas sem graça em cenas sérias e pareciam que tentaram minimizar toda a destruição. Falo isso no sentido em que deveriam haver, por exemplo, coisas que pudessem deixar Tony Stark culpado além de prédios destruídos e Mercúrio morto. É uma das falhas da Marvel – falha essa que eu acho que Capitão América 2 não teve. Se ela quer abraçar o lado sombrio de alguma história, ela tem que se preocupar mais com o lado emocional dos personagens, em algo que pudesse realmente abalá-los, que não seja efeitos especiais. Para mim, era isso que o filme deveria ter tido.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien