Críticas

Eu Estou Esperando por Você (1998)

Eu Estou Esperando por Você ficou bem distante de seus intentos, o que justifica sua obscuridade entre os fãs de slashers teen!

Eu Estou Esperando por Você (1998) (5)

Eu Estou Esperando por Você
Original:I've Been Waiting for You
Ano:1998•País:EUA
Direção:Christopher Leitch
Roteiro:Lois Duncan, Duane Poole
Produção:Gerald T. Olson
Elenco:Sarah Chalke, Soleil Moon Frye, Ben Foster, Christian Campbell, Maggie Lawson, Chad Cox, Tom Dugan, Markie Post, Gillian Barber

Dentre as produções feitas à sombra de Pânico, de Wes Craven, duas franquias se estabeleceram entre as mais adoradas pelos fãs de slashers teen: Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado (1997) e Lenda Urbana (1998) – ambas tiveram a conclusão numa trilogia, tendo o terceiro exemplar com elementos sobrenaturais. Pode-se definir Eu Estou Esperando por Você como um neto de Pânico, uma mescla dessas duas, mas sem o mesmo impacto de suas inspirações.

Baseado num romance de Lois Duncan, que – pasmem! – também escreveu a obra que inspirou Eu Sei O Que Vocês Fizeram No Verão Passado (1997), o filme foi feito para a TV à base do roteiro de Duane Poole com a direção de Christopher Leitch (de O Garoto do Futuro 2, 1987). Teve um lançamento no Brasil em VHS pela Europa Filmes, discretamente, mas sem deixar de exibir na capa “Do Mesmo autor de Eu Sei…” com a própria disposição dos atores na fronte também remetendo ao longa de Jim Gillespie, protagonizado por Jennifer Love Hewitt e Freddie Prinze Jr..

Eu Estou Esperando por Você (1998) (2)

No enredo, a bela Sarah Zoltanne (Sarah Chalke, de Mate-me Depois, 2001) costuma ter pesadelos em que é uma outra garota (Laura Mennell, a enforcada de 13 Fantasmas, 2001), retirada de sua cama durante a noite e queimada numa fogueira no século XVII. Ela e a mãe, Rosemary (Markie Post, de Quem Vai Ficar Com Mary?, 1998), acabam de se mudar para uma nova casa, em Massachussets, uma morada que mantém os traços de sua existência de mais de trezentos anos (!!). Assim que chegam ao local, sozinha, Sarah recebe alguns telefonemas onde uma voz macabra (Pânico…alguém?) diz o título do filme, mas na tradução certa: “Eu Estive Esperando por Você“.

Na escola, por ser uma garota da Califórnia e usar roupas diferentes, Sarah passa a ser perseguida pelo grupo dos populares, composto por Kyra (Soleil Moon Frye), Eric (Christian Campbell, de Casa do Medo, 2013), Debbie (Maggie Lawson, de Gamer, 2009), Charlie (Chad Cox) e Misty (Julie Patzwald). Seu único ponto de apoio parece ser o também perseguido Charlie (Ben Foster, de Pandorum, 2009), que trabalha numa loja com itens místicos, um assunto que sempre interessou Sarah, com seu pingente e leitura constante. Através dele, ela conhece a lenda por trás de Sarah Lancaster, uma bruxa que teria morado na mesma casa dela e foi morta na fogueira, prometendo voltar para se vingar dos descendentes de seus algozes – no caso, é óbvio, os cinco integrantes do grupo dos populares, numa conveniência própria de um roteiro falho.

Eu Estou Esperando por Você (1998) (3)

Com o passar do tempo, uma pessoa mascarada, com vestimentas de bruxa e garras, passa a apavorar todos os envolvidos, levando à morte Misty, e ameaçando os demais, incluindo a própria mãe de Sarah. É provável que a identidade do mascarado tenha relação com a lenda da bruxa, com a possibilidade de um dos jovens estar em busca de uma vingança pessoal. A partir daí, seguem os clichês do gênero slasher, embora o tal mascarado não seja propriamente um assassino, tendo a garra apenas como uma ameaça.

Eu Estou Esperando por Você (1998) (1)

A inspiração em Pânico é absoluta. Desde as atrapalhadas do mascarado na perseguição de suas vítimas até as referências à cultura pop do gênero, como Arquivo X e Buffy, mencionados, além do mistério em torno da identidade do stalker. Mas, tudo é muito mais raso do que suas fontes, facilitando que o espectador saiba do desfecho bem antes do tempo. Apesar do leve toque sobrenatural, a possibilidade de Sarah ser uma reencarnação da bruxa é apenas superficial, com prioridade para a vingança do mascarado. Ainda assim, como slasher, traz algumas incoerências que dificultam a apreciação do público. Por exemplo, todo o subplot relacionado ao professor de História, Ted (Tom Dugan, de Os Caça-Fantasmas 2, 1989), e o envolvimento com a mãe de Sarah, entre rejeições com o objetivo de dar a ele alguma possibilidade de ser o perseguidor, embora o seu próprio físico impossibilite essa condição.

Eu Estou Esperando por Você (1998) (4)

Eu Estou Esperando por Você ficou bem distante de seus intentos, o que justifica sua obscuridade entre os fãs de slashers teen. Não define o caminho que pretende seguir, estando mais para um Jovens Bruxas em grau menor do que Pânico e Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado.

Leia também:

3 Comentários

  1. Tambem gostei do filme , é um bom filme pra assistir e distrair a cabeça..não tem grandes sustos ,mas tem um clima retro de mistério bem leve ..

  2. Thi MarQs

    Filme muito arrastado, para pouco história. Tinha de tudo pra ser algo na linha dos outros…, mas, pra mim, PECOU E FEIO em muitos quesitos. Um dos piores da SAFRA pós Pânico

  3. Vinnícius

    Até gosto deste filme. Tem aquele bom clima dos filmes teen dos anos 90; uma pena o gore ser quase inexistente e a história não ir para um rumo mais sobrenatural. Mesmo assim, para os fãs de Pânico e Eu Sei… o filme traz uma certa nostalgia daquela época e não é uma perda total.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *