Guardiões da Galáxia (2014)

Guardiões da Galáxia (2014) (2)

Guardiões da Galáxia
Original:Guardians of the Galaxy
Ano:2014•País:EUA, UK
Direção:James Gunn
Roteiro:James Gunn, Nicole Perlman, Dan Abnett, Andy Lanning
Produção:Kevin Feige
Elenco:Chris Pratt, Vin Diesel, Bradley Cooper, Zoe Saldana, Dave Bautista, Lee Pace, Michael Rooker, Karen Gillan, Djimon Hounsou, John C. Reilly, Glenn Close, Benicio Del Toro, Laura Haddock

Em 2008 a Marvel deu o pontapé inicial na criação de seu universo cinematográfico ao adaptar para as telonas um personagem de segunda linha, o Homem-de-Ferro, em um arriscado projeto. O filme não só foi um sucesso, como deu início a uma série de outras adaptações interligadas, dando forma àquele que seria considerado um dos melhores filmes de super-heróis de todos os tempos: Os Vingadores.

Com o sucesso de Vingadores, a Marvel fechava sua primeira fase desse universo cinematográfico em franca ascensão. Mas o que viria depois?

O terceiro filme do Homem-de-Ferro não foi dos melhores. Ainda faltava algo no segundo filme do Thor. Capitão América – O Soldado Invernal parecia ser o ponto alto desta segundo fase da Marvel nos cinemas. Mas ainda havia um filme a ser conferido. A adaptação de um grupo de anti-heróis espaciais, bastante obscuro, chamado Guardiões da Galáxia.

Guardiões da Galáxia (2014) (1)

Para isso a “Casa das Ideias” entregou a direção do filme para o relativamente inexperiente James Gunn, cuja maior realização foi ter dirigido o divertido Seres Rastejantes, mas que já é bastante experiente em roteiros (Scooby-Doo e Madrugada dos Mortos estão entre os mais famosos). Gunn também dividiu o roteiro com a estreante Nicole Pearlman.

A suspeita é que teríamos um filme aos moldes de Star Wars, mas qual seria o tom? Os primeiros trailers surpreenderam ao mostrar que o longa teria um tom leve, bastante permeado pela comédia – indo na contramão do que alguns produtores por aí (Hello, DC!!!) acreditam ser o ideal para um filme de super-heróis – , com uma trilha sonora “awesome” e recheado de referências.

Guardiões da Galáxia (2014) (3)

Guardiões da Galáxia conta a história de Peter QuillO Senhor das Estrelas – (Chris Pratt, que está ótimo interpretando a personagem), um terráqueo que foi abduzido ainda criança e criado por um grupo de caçadores-de-recompensas espaciais, que encontra um antigo artefato que o coloca como alvo de ditadores espaciais, caçadores-de-recompensa e da Tropa Nova, uma espécie de policia interplanetária.

Ao tentar entregar o misterioso artefato para seu contratante, Quill é caçado pela assassina Gamora (Zöe Saldaña) e pela dupla de caçadores de recompensas Rocket Raccoon (divertidíssimo na voz de Bradley Cooper) e Groot (voz de Vin Diesel). Capturados pela Tropa Nova, todos são levados para uma terrível prisão espacial, onde encontram Drax, o Destruidor (Dave Bautista, ex-lutador de MMA). Assim nosso grupo está completo!

Guardiões da Galáxia (2014) (4)

Rocket bola um plano de fuga e o grupo parte para o espaço para tentar vender o tal artefato que agora está na mira de Ronan, o Acusador (Lee Pace, ótimo como vilão), que, ao lado de Nebulosa (Karen Gillan) e Gamora, trabalha para Thanos (Josh Brolin) – um dos maiores vilões da Marvel, que em uma curta participação, já mostra a que veio – para localizar todas as joias do infinito, um grupo de pedras de imenso poder, capazes de conquistar a galáxia.

A partir daí (é inevitável lembrar-se das clássicas chamadas da Sessão da Tarde) essa turma do barulho se mete em altas aventuras! E o melhor do filme é justamente a turma formada inicialmente por inimigos que se juntam para sobreviver e que acabam encontrando, entre os mais improváveis seres da galáxia, tudo aquilo que procuravam.

Embora a Marvel tenha repetido aqui o êxito de dividir muito bem as cenas entre diversos personagens como já havia feito em Vingadores, ao falar de Guardiões da Galáxia é impossível não dar destaque a Rocket Racoon e Groot, que, além das melhores piadas, são os mais carismáticos. Bradley Cooper e Vin Diesel merecem o crédito pela ótima dublagem. Tudo bem que Diesel fala literalmente três palavras o filme todo, mas dublou o personagem em diversas línguas para as exibições internacionais em outros idiomas!

Guardiões da Galáxia (2014) (5)

Peter Quill é o que mantém todo o grupo unido, fazendo o tipo Han Solo, mas mais carismático do que fodão. Suas referências oitentistas garantem boas risadas do público mais velho. Drax é do tipo que fala pouco e bate muito e possui bons momentos ao longo do filme. A personagem mais genérica talvez seja Gamora, bastante suavizada para o filme, o que deixou de lado a brutalidade da personagem nos quadrinhos para dar lugar a um possível interesse romântico. Não tenho acompanhado a personagem na Marvel atual, mas me pareceu bem diferente daquela Gamora que vimos na Saga do Infinito, pra citar um exemplo.

No time dos bandidos, é que a estrutura mais lembra Star Wars. Temos o vilão mor que acompanha tudo nos bastidores arquitetando seu plano de conquista, seu fiel seguidor, dividido entre devoção e ódio e seu braço-direito. Lee Pace, que está irreconhecível como o vilão Ronan, o Acusador, possui motivações convincentes, e, embora com uma excelente presença na tela e um visual ameaçador e sinistro, aparece muito pouco. Nebulosa faz uma capanga bastante genérica que não diz muito a que veio além de ser a “filha do chefe”, Thanos, que, com sua pequena ponta, deixa os fãs babando enquanto esperam seu retorno pra valer.

Temos também algumas participações especiais de personalidades como Rob Zombie, Loyd Kaufman, Seth Green e Stan Lee, em sua já clássica aparição, e de personagens cósmicos da Marvel como os Celestiais, Cosmo e até de certo pato mal-humorado.

Muito já se foi falado sobre a trilha sonora, mas é impossível falar do filme sem dar os parabéns à equipe que selecionou um mix realmente incrível de canções pop dos anos 70 e 80 para embalar as aventuras dos Guardiões da Galáxia. A música aqui é quase um personagem e funciona mais como um elemento de cena do que como trilha propriamente dita. O filme em alguns momentos é quase um musical!

Com ação intensa, perseguições e batalhas espaciais deslumbrantes e muitas (boas) piadas, Guardiões da Galáxia possui um tom aventuresco descompromissado que há muito tempo não se via no cinema blockbuster. Parabéns para a Marvel, que mostrou que sabe muito bem o que está fazendo com um pequeno filme improvável que tem se mostrado um sucesso. A certeza era tão grande que o filme acaba com uma promessa de retorno dos Guardiões da Galáxia. Que voltem logo!

(Visited 60 times, 1 visits today)
Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien