Críticas

Banana Motherfucker (2011)

Bananas canibais assassinas que querem se vingar por causa de séculos sofrendo com a repressão humana! Precisa mais?

Banana Motherfucker
Original:Banana Motherfucker
Ano:2011•País:Portugal
Direção:Pedro Florêncio, Fernando Alle
Roteiro:M. Pedro Florêncio
Produção:Fernando Alle, Tiago Augusto, Nuria Leon Bernardo,Pedro Florêncio, Luís Henriques
Elenco:Mário Oliveira, Pedro Florêncio, Luís Henriques, Miguel Plantier

Um grupo de cineastas embarca numa expedição em busca de um cemitério amaldiçoado para realizar o mais temível filme de horror que a Humanidade já presenciou, mas acabam despertando um mal ancestral. Uma criatura tão cruel e maligna que dizimará tanto a equipe quanto toda a raça humana espalhando caos, pânico, carnificina e desespero por onde passar.

Demônios? Zumbis? Espíritos desencarnados procurando por vingança?

Não! O mal desta vez vem na forma de bananas canibais assassinas que querem se vingar por causa de séculos sofrendo com a repressão humana.(?)

Sim…Isso mesmo…Bananas! O curta Banana Motherfucker (2011), dos alucinados diretores portugueses Pedro Florêncio e Fernando Alle, apresenta a mesma fórmula de clássicos como O Ataque dos Tomates Assassinos (1978) e Night of the Living Bread (1990), onde os alimentos se transformam em criaturas sedentas por sangue e carne humana.

Recebido com louvores e ganhando menção honrosa no Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa (MOTELX) o curta apresenta, além de muitas risadas, várias homenagens a filmes clássicos como A Hora do Pesadelo, Tubarão, Evil Dead, Alien, Karate Kid II, Haloween etc. Os efeitos mega-toscos são a cereja do bolo e lembram bastante outras pérolas do cinema trash/bagaceira como Brutal Relax (2010) e Fist of Jesus (2012) onde a violência é tão escrachada que se torna risível.

De acordo com a “equipa”, o curta teve vários problemas engraçados em sua produção.

– Foi filmado ilegalmente em Sintra, o que levava a equipe a interromper vários takes no decorrer da filmagem para fugir dos carros-patrulha da guarda-florestal.

– Os produtores tiveram que explicar que simulavam um incêndio, pois, devido aos berros de um dos atores, a filmagem levou pessoas, bombeiros e até a polícia a pensar que realmente havia gente morrendo no 4º andar de um prédio em Benfica.

– Na cena da fuga de barco, situada na lagoa do Campo Grande, a equipe foi expulsa do local quando o locador dos barcos reparou que estavam emporcalhando todos os barcos com sangue cenográfico.

Por mais absurda que esta ideia seja ela trouxe dezenas de frutos para a produção, enchendo de orgulho a equipe de videomakers que também é responsável por pérolas do besteirol e horror trash como Papá Wrestling (2009) e BLARGHAAAHRGARG (2010). Segue a “listinha” de prêmios e exibições em festivais pelo mundo afora desta maluquice cinematográfica dos nossos patrícios.

PREMIAÇÕES

Montreal HorrorFest, 2012 (CA)
– menção especial “Party Movie of the Year”.
CIM Sueca, 2012 (ES)
– 1º prêmio EX AEQUO
Weekend of Fear, 2012 (DE)
– Melhor curta-metragem.
13th Nevermore Film Festival, 2012 (EUA)
– Prêmio do público – melhor curta-metragem estrangeiro.
Horrorvision – Spanish Horror-Trash Film Festival, 2011 (ES)
– 2º prêmio Monstermania.
Newcastle’s Cutting Edge Film Festival, 2011 (UK)
– O prêmio Cutting Edge.
Buried Alive Film Fest, 2011 (EUA)
– Melhor curta-metragem.
Buenos Aires Rojo Sangre Film Festival, 2011 (AR)
– Menção especial ao melhor e mais ambicioso curta-metragem
Motelx – Lisbon International Horror Film Festival, 2011 (PT)
– Menção especial.

EXIBIÇÕES:

Festival du Cinéma Européen – Courtis Mais Trash, 2013 (FR)
Calgary Underground Film Festival, 2013 (CA)
Festival y a un os dans le potage, 2013 (FR)
International ContraVision Film Festival, 2012 (DE)
23rd San Sebastian Horror and Fantasy Film Festival, 2012 (ES)
Court MétraNge, 2012 (FR)
SITGES 2012 – 45th International Fantastic Film Festival, 2012 (ES)
Budapest Short Film Festival, 2012 (HU)
Fantosfreak Short Film Festival, 2012 (ES)
PUFF – Portugal Underground Film Festival, 2012 (PT)
Fantaspoa – International Fantastic Film Festival of Porto Alegre, 2012 (BR)
TromaDance Film Festival, 2012 (US)
Landshut International Short Film Festival, 2012 (DE)
Paris International Fantastic Film Festival, 2011 (FR)
XVIII Caminhos do Cinema Português, 2011 (PT)
25th Leeds International Film Festival, 2011 (UK)
Phantasticus! – International Festival of Arts and Horror Cinema, 2011 (PT)
Horrorthon Film Festival, 2011 (UK)
Mayhem Horror Film Festival, 2011 (UK)
South African Horrorfest, 2011 (ZA)
Curtas & Vinho Verde, 2011 (PT)
Shortcutz Lisbon – October Competition, 2011 (PT)
Film 4 FrightFest, 2011 (UK)

Ficou curioso? Então não tenha medo de ser devorado pelo “potássio sobrenatural” e confira o curta:

Banana Motherfucker from Tiago Augusto on Vimeo.

Leia também:

5 Comentários

  1. Rodrigo

    Po, muito melhor que muitas super produções.

  2. Ahnoronn

    Se elas são canibais… Elas não deviam… Comer… Bananas? ?
    Enfim… Pela criatividade… Vou assistir ^^

    • Maria Luiza Silveira de Oliveira

      O certo é antropófagas. Mas no final tanto faz!

      • Ahnoronn

        Fato. Mas, valeu os minutinhos. Ri muito ^^
        Sangrento e absurdo, assisti ao acordar e foi muy bom :p

  3. O Melhor curta de 2011 e um dos meus favoritos de todos os tempos !
    ” Banana Motherfucker ” orgulhosamente está na minha coleção , pois é um curta que mescla perfeitamente a comédia , o GORE e as homenagens aos clássicos citados a cima .
    Esse curta é muito foda , impressionante , incrível , obra – prima , extremamente divertido e etc , a minha nota são as 5 caveiras !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *