Quarenta Caixões (2016)

Quarenta Caixões
Original:Quarenta Caixões
Ano:2016•País:Argentina
Páginas:48• Autor:Rodolfo Santullo, Jok•Editora: Jambô Editora

Em maio de 1897, o autor irlandês Bram Stoker publicava o romance que se tornaria a história definitiva sobre vampiros: Drácula. Contado no formato epistolar, através de cartas e recortes de jornais, o romance começa com o jovem Jonathan Harker visitando o Conde Drácula para auxiliá-lo em uma transação imobiliária. Harker acaba preso no castelo do sinistro conde e tempos depois, um misterioso navio chamado Deméter chega ao porto de Whitby apenas com seu capitão morto amarrado ao leme. Em seu interior, apenas a estranha carga: quarenta caixas de terra.

Embora Drácula tenha se tornado um dos personagens mais conhecidos da cultura popular e do horror, muito graças às inúmeras versões cinematográficas da história de Bram Stoker, poucas destas podem ser consideradas realmente fiéis ao livro original. A história contada através de cartas, praticamente em primeira pessoa, permite que o leitor acompanhe os fatos pela ótica do personagem principal, mas deixa muitos acontecimentos em aberto, como por exemplo, o que aconteceu com a tripulação do Deméter.

E é a partir deste conceito que o escritor e editor uruguaio, Rodolfo Santullo, e o quadrinista argentino Jok partem para preencher as lacunas e lançar uma luz aos mistérios que envolvem a chegada do Conde Drácula à Inglaterra naquela tempestuosa noite de 8 de agosto. A falta de informações sobre estes acontecimentos no romance original permite que Santullo exercite a imaginação, criando uma ótima história de horror marítimo que, mesmo conhecendo o fatídico destino da tripulação do Deméter, prende a atenção em cada quadrinho.

A narrativa e diagramação ao estilo dos quadrinhos europeus criam quadros mais estreitos que transmitem muito bem o clima claustrofóbico dos porões do navio, potencializando a sensação de horror. Boa parte disso se deve à espetacular arte de Jok com sua bela paleta de cores e seus jogos de luz e sombra, aliada à narrativa eficiente de Santullo, entrega uma das melhores histórias de horror publicadas por aqui no ano passado.

Uma das poucas ressalvas se deve ao formato. Este tipo de narrativa e arte seriam muito melhor valorizadas num formato maior.

A Jambô Editora, conhecida por aqui por sua linha voltada ao RPG e fantasia, agora começa a se embrenhar pelos quadrinhos de terror trazendo para o Brasil uma ótima história, diferente daquilo que estamos acostumados a ver no mercado. Ficamos na torcida para que a dupla Santullo e Jok continue sendo publicada por aqui. Uma HQ que merece figurar nas coleções dos apreciadores não só do bom horror, mas de bons quadrinhos.

(Visited 38 times, 1 visits today)
Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien