Críticas, Quadrinhos

B.P.D.P. – Inferno na Terra Vol.1 (2017)

O universo de Hellboy se expande mostrando como o mundo reage após a morte do herói.

B.P.D.P. – Inferno na Terra Vol.1
Original:B.P.D.P. - Hell on Earth
Ano:2017•País:EUA
Páginas:252• Autor:Mike Mignola e John Arcudi•Editora: Editora Mythos

 

Hellboy está morto! Sua batalha com o Dragão do Apocalipse, embora tenha impedido o extermínio da raça humana, resultou na morte do herói e em catástrofes globais ao abrir fendas dimensionais ao redor do planeta por onde inomináveis criaturas demoníacas começam a invadir o planeta. Enquanto se recupera da perda de seu mais importante agente, o B.P.D.P. (Bureau de Pesquisa e Defesa Paranormal) é a última esperança da humanidade. Esta é a premissa de B.P.D.P. – Inferno na Terra, o mais recente encadernado do universo de Hellboy a chegar às livrarias brasileiras pela Mythos Editora.

Escrito por Mike Mignola e John Arcudi, com arte de Guy Davis e cores de Dave Stewart, B.P.D.P. – Inferno na Terra é diferente de tudo que o leitor de Hellboy está acostumado. A abertura da revista mostra um cenário comum com uma viatura policial em gente à uma lavanderia, com pessoas comuns passando. Embora a cena sinalize uma eventual ocorrência sobrenatural, é algo que não costumamos ver nas aventuras de Hellboy. Principalmente aquelas desenhadas por Mike Mignola, com contornos muito mais expressionistas, carregadas de sombras, altos contrastes e cenários minimalistas. Também nos deparamos com a cobertura da mídia e a destruição de grandes centros urbanos, bem diferentes das misteriosas florestas europeias onde as histórias deste universo costumam se passar. Isso dá um peso maior à trama, uma vez que a história trata de como o mundo lida com a perda de seu maior herói frente a um possível apocalipse.

Em menor escala podemos acompanhar os bastidores do Bureau de Pesquisa e Defesa Paranormal e como seus agentes, sobrecarregados e abalados, estão lidando com a situação. O tritão Abe Sapien estrela boa parte das páginas do encadernado em sua cruzada pessoal para reencontrar um agente desaparecido. As motivações do herói ficam subentendidas, pois Abe já perdeu um amigo e não vai perder outro. Por outro lado, na sede do Bureau, podemos acompanhar o arco de Johan Krauss e sua obsessão por ter novamente um corpo físico, as misteriosas maquinações da múmia Panya e toda a burocracia e logística operacional com que os altos comandos do Bureau devem lidar. Em uma passagem interessante, um personagem sugere que os agentes cheguem a um determinado local usando roupas sem o símbolo do B.P.D.P., uma vez que precisam acalmar a população quanto à onda de monstros aparecendo ao redor do mundo.

Embora possua um texto acima da média das aventuras dos personagens, expandindo os conceitos criados por Mignola ao mostrar o ponto de vista das pessoas comuns que habitam este universo, o ponto forte de B.P.D.P. – Inferno na Terra é o trabalho do artista Guy Davis (Sandman – Teatro do Mistério) junto do já tradicional colorista de Hellboy, Dave Stewart. Davis respeita o material original de Mignola, nas proporções dos personagens, monstros e nos cenários mais lúgubres, mas imprime suas características particulares à arte que, aliada às belas cores de Stewart, enche os olhos a cada página de B.P.D.P. – Inferno na Terra. Sua narrativa e enquadramentos não são muito inovadores, mas são bastante competentes. Não é à toa que Davis recebeu um Eisner (o “Oscar” dos quadrinhos americanos) em 2009 por seu trabalho como desenhista das aventuras do B.P.D.P. anteriores a este encadernado.

B.P.D.P. – Inferno na Terra é o primeiro volume desta série de aventuras posteriores à morte de Hellboy e traz as aventuras publicadas em B.R.P.D – Hell On Earth: New World 1 a 5 e uma ótima história curta, que encerra o encadernado, publicada em  B.R.P.D – Hell On Earth: Seatle. A edição ainda traz alguns extras como capas, esboços e um posfácio de Mignola com um acabamento gráfico excelente em capa dura e papel lwc em formato americano (17 x 26 cm). O único, e principal, problema é o já costumeiro preço elevado praticado pela Mythos em seus encadernados. Mas em tempos de crise e com a baixa tiragem de seus materiais, é a única maneira de trazer uma história tão boa de um universo tão rico como este para os leitores brasileiros.

Quer adquirir o seu exemplar com desconto? Clique aqui!

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *