Críticas

The Transfiguration (2016)

The Transfiguration
Original:The Transfiguration
Ano:2016•País:UK
Direção:Michael O'Shea
Roteiro:Michael O'Shea
Produção:Susan Leber
Elenco:Eric Ruffin, Chloe Levine, Jelly Bean, Lloyd Kaufman, Phyillicia Bishop, Andrea Cordaro, Larry Fessenden, Danny Flaherty

The Transfiguration é o trabalho de estreia do diretor Michael O’Shea (um cineasta americano nascido no Brooklyn – NY), que foi aclamado pela crítica no Festival de Cinema de Cannes. Martin (1978) é uma referência inescapável e O’Shea ressuscita muitos elementos do enredo e toques estilísticos do filme de George Romero. Enquanto a trama de Romero se concentra em uma juventude branca alienada em Pittsburgh, The Transfiguration narra a história de um pré-adolescente negro dos guetos nas margens de Nova York que mascara os problemas fantasiando ser um vampiro. O problema ocorre quando a fantasia toma conta da realidade tornando o garoto num assassino frio e cruel.

Há dicas sobre o que aconteceu no passado de Milo para fazê-lo agir dessa maneira, mas ele já é um assassino quando o vemos pela primeira vez – engajado no que parece ser uma cena de felação com um empresário em um banheiro público, mas é realmente um ato de assassinato e vampirismo. Sua atuação doentia só é minimizada ao encontrar Sophie, uma garota problemática que se mudou recentemente para o bairro. O’Shea tem cenas construídas de forma constante, confiando em desempenhos de chillingly naturais e conversas credíveis – mas o enredo é um tanto apertado, com atos aleatórios de violência das gangues (outro aceno para Martin) mostrando que Milo não é incomum em seus assassinatos, apenas atende às necessidades do mito que ele escolheu para envolver sua solidão.

Mais Moonlight do que Twilight, The Transfiguration é um filme de vampiro ambientado nos meados dos anos 2010. Um estudo bem observado de privação social/emocional, mas também um filme de terror emocionante e perturbador. E, sim, é “realista”.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *