A Christmas Horror Story (2015)

A Christmas Horror Story
Original:A Christmas Horror Story
Ano:2015•País:Canadá
Direção:Grant Harvey, Steven Hoban, Brett Sullivan
Roteiro:Jason Filiatrault (não creditado), James Kee, Sarah Larsen, Doug Taylor, Pascal Trottier
Produção:Steven Hoban, Mark Smith
Elenco:William Shatner, George Buza, Rob Archer, Julian Richings, Zoé De Grand Maison, Alex Ozerov, Shannon Kook, Amy Forsyth, Jeff Clarke, Michelle Nolden

Ahhh, o Natal

Uma data mágica onde o amor e a fraternidade andam de mãos dadas e as ruas e casas brilham encantadoramente com uma infinidade de cores e cantos natalinos. As mesas estão repletas de guloseimas e convidados e tudo isso coexiste em completa harmonia para que a Noite Feliz seja lembrada para sempre. O que poderia faltar para que o Natal ficasse mais interessante?

Talvez uns assassinatos inexplicáveis, mutantes transmorfos, almas atormentadas, espíritos vingativos e duendes-assistentes-zumbis…

A Christmas Horror Story é uma deliciosa antologia dirigida por Grant Harvey, Steven Hoban e Brett Sullivan. Estreou em 20 de julho de 2015 no Festival Internacional de Cinema da Fantasia e teve um lançamento limitado em 2 de outubro de 2015, juntamente com um lançamento via VOD. A trama narra a história de Dangerous Dan (interpretado por nada menos que William “Kirk” Shatner), um DJ de rádio que apresenta um programa natalino na estação de rádio da pacata cidade de Bailey Downs. Durante sua transmissão, uma série de quatro histórias nos é apresentada:

Na primeira história, três adolescentes do ensino médio Dylan (Shannon Kook), Ben (Alex Ozerov) e Molly Simon (Zoé De Grand Maison), com a ajuda da namorada de Dylan, Caprice (Amy Forsyth) decidem invadir uma escola (que antigamente costumava ser um convento) para investigar dois assassinatos ocorridos no porão no ano anterior.

Na segunda história conhecemos Scott (Adrian Holmes) um policial, mas isso não o impede de entrar em propriedades privadas com sua família para cortar ilegalmente uma árvore de Natal para sua família. Durante a caminhada, o filho de Scott, Will (Orion John), perambula e está perdido. Ele e sua esposa Kim (Olunike Adeliyi) conseguem encontrar Will dentro de uma árvore e estão felizes por encontrá-lo. Essa alegria é de curta duração após Will começar a agir estranhamente.

Na terceira história voltamos a Caprice e seu irmão encapetado Duncan (Percy Hynes White), que estão viajando com seus pais para visitar sua tia idosa Etta (Corrine Conley). Durante sua visita, Etta lhes fala sobre a criatura mitológica Krampus (Rob Archer), que assusta Caprice – especialmente depois que Duncan, intencionalmente apronta uma das suas na tentativa de irritar o cuidador de Etta, Gerhardt (o fabuloso Julian Richings). Conscientes de que eles estavam sendo caçados por Krampus porque agiam mal, os membros da família se refugiam em uma igreja onde eles confessaram seus pecados com a crença de que Krampus os deixaria se assim o fizerem.

Enquanto se prepara para mais uma noite de Natal, Papai Noel (George Buza) descobre que todos os seus duendes se tornaram zumbis depois que um dos duendes infectados morre devido a um ataque de raiva. Cabe ao bom velhinho iniciar um banho de sangue em sua fábrica de sonhos e descobrir quem está por trás deste terrível plano de destruir o Natal. Esta quarta história fecha o arco da antologia, mas o verdadeiro desfecho do filme é tão incrível que seria uma maldade citar qualquer coisa sem estragar o filme.

O que faz A Christmas Horror Story tão diferente de seus pares é que não há uma história maçante na mistura. Claro, nem todas as histórias compartilham o mesmo entusiasmo, gore ou humor, mas não houve nenhum segmento específico que eu desejei que simplesmente acabasse com misericórdia para que possamos chegar a um mais interessante. O modo como as histórias são mixadas (num esquema totalmente não-linear) deram um charme todo especial para o filme e, deste modo, fica mais fácil para que possamos conhecer e entender melhor os personagens sem interromper todo o aspecto da trama. A trilha sonora produzida por Alex Khaskin (em especial a faixa “It’s Christmas Eve”, que é uma das coisas mais lindas que já ouvi) nos transporta de um lugar mágico e fofinho ao mais cruel dos pesadelos num piscar de olhos. Rob Archer como o mitológico Krampus ficou fabuloso sob a maquiagem de Russell Cate (Cubo1997, Despertar de um Pesadelo,1996) e David Scott (Jason X, 2001, Resident Evil 4: Recomeço2010).

Em suma, A Christmas Horror Story é um presentão de Natal pra você que quer assistir um filme de terror com a família sem que os próprios o tratem como o “esquisitão gore” que adora horrorizar os parentes todo final de ano.

(Visited 150 times, 1 visits today)
Iam Godoy

Iam Godoy

Editor-chefe do site Gore Boulevard e um dos membros fundadores do grupo Ravens House Brasil. Assina também as colunas Sangue Tôsko e Sangria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien