Monstros Noturnos (2017)

Monstros Noturnos
Original:
Ano:2017•País:EUA
Páginas:Autor:Steve Niles, Bernie Wrightson•Editora: Mythos Editora

Poucos nomes foram tão importantes para os quadrinhos de horror como Bernie Wrightson. Com uma forte influência dos quadrinhos de horror da EC Comics, e um estilo gótico recheado de sombras, Wrightson estreou profissionalmente na nona arte na edição de número 179 de House of Mistery, da DC Comics, onde, anos depois, daria vida à sua maior criação, o Monstro do Pântano. Alçado ao status de astro dos quadrinhos, Wrightson fez de tudo um pouco, tendo ilustrado super-heróis como Batman, Homem-Aranha e até o Justiceiro, mas foi no horror que ele criou sua obra-prima, a célebre adaptação do clássico Frankenstein, de Mary Shelley.

O álbum, lançado em 1983 pela Marvel Comics, e publicado no Brasil pela Mythos Editora, traz o texto original de Mary Shelley belissimamente ilustrado por um Bernie Wrighson no ápice de sua carreira. Suas composições, enquadramentos, hachuras e sombras impressionam na riqueza de detalhes e na beleza poética de seu estilo gótico marcaram os quadrinhos como uma das mais belas e ricas obras realizadas na nona arte.

Quase trinta anos depois, Bernie Wrightson se uniu ao escritor Steve Niles, criador da série 30 Dias de Noite, para compor uma espécie de continuação à obra clássica do artista. Publicado originalmente pela IDW no formato de minissérie, Frankenstein, Vivo, Vivo! mostra o artista completamente à vontade em terreno familiar. A arte da HQ impressiona a cada virada de página, enchendo os olhos com os detalhes dos vidros e tubos de ensaio de laboratórios sinistros, atrações deformadas de circos de horrores e, principalmente, pela humanidade de seu Frankenstein, atormentado em busca de seu lugar no mundo. O roteiro de Niles consegue envolver o leitor que torce pelo monstro. Como sempre.

Monstros Noturnos abre com outra colaboração entre Niles e Wrightson em O Carniçal. HQ divertidíssima ao estilo “buddy cop” onde um policial envolvido em uma trama sinistra recebe a ajuda de um parceiro improvável, um monstro gigantesco que viaja pelo país resolvendo casos sobrenaturais. O mau-humor da criatura em contraste com a falta de familiaridade d seu parceiro com seu mundo rende interações divertidas que deixam um gostinho de “quero mais”.  O encadernado ainda traz um conto em prosa envolvendo o Carniçal em busca de pistas sobre suas origens e uma excelente entrevista feita por Steve Niles com Wrightson.

Adoraria ver uma série mensal do Carniçal escrita por Niles e ilustrada por Wrightson, mas isso, infelizmente, não será possível, pois Bernie nos deixou em março deste ano devido a um câncer no cérebro.  Sua partida, além de um enorme buraco nos corações de seus milhões de fãs, que nunca será preenchido, deixou Frankenstein, Vivo, Vivo! incompleto. Mesmo com um final em aberto, com o monstro contemplando seu futuro incerto, a Mythos Editora acertou em trazer para o Brasil as derradeiras obras deste mestre do horror.  Monstros Noturnos celebra a vida e a obra de um monstro clássico dos quadrinhos.

Ficou interessado? Compre Monstros Noturnos com desconto clicando AQUI.

(Visited 170 times, 1 visits today)
Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien