Entrevistas, Quadrinhos

Exclusivo: Saiba mais sobre o aguardado retorno de Dylan Dog ao Brasil

O Boca do Inferno bateu um papo com Adriano Lorentz, da Editora Lorentz, que está por trás do projeto.

Dylan Dog, o detetive do pesadelo, completou 30 anos em 2016.

Fora das bancas brasileiras há mais de 11 anos, Dylan Dog é um dos personagens mais importantes e queridos da Sergio Bonelli Editore. A importância do personagem é ainda maior entre os fãs do terror, o que garante que o famoso “detetive do pesadelo” tenha um festival de terror com seu nome na Itália.

Dylan Dog completou 30 anos em 2016 e o presente vai pros fãs brasileiros que estão cada vez mais perto de rever o personagem nas bancas brasileiras. A Editora Lorentz está trabalhando para publicar histórias inéditas de Dylan Dog no país e pra sabermos mais sobre o projeto, o Boca do Inferno conversou com Adriano Lorentz, fã do personagem e de histórias de terror que cansou de esperar uma atitude das grandes editoras e resolveu botar a mão na massa para trazer Dylan Dog de volta ao Brasil.

P: Pra começar, gostaria que falasse um pouco sobre a editora.

Na verdade faz 10 anos ou mais que tenho um projeto de montar uma editora para publicar uma revista nacional de terror. Então minha mãe, D. Maria G. Lorentz, ficou responsável pela Editora Lorentz e eu pela divulgação e seleção dos títulos.

P: Então vocês estão estreando no mercado?

Sim.

P: E como foi que surgiu esse projeto de trazer Dylan Dog de volta ao Brasil?

R: Durante a produção desta HQ nacional que falei, começamos a pesquisar os direitos autorais de diversos personagens. Então comecei a pesquisar sobre Dylan Dog. É uma HQ de horror, ia comemorar 30 anos em 2016 e se nenhuma grande editora tivesse interesse, íamos começar com ele. Será meu presente de aniversário para Dylan Dog. Começamos as negociações na metade de 2016 e a HQ nacional de horror acabou ficando pra 2018. É uma pena, mas no Brasil, grandes personagens como Blueberry e Nathan Never não são mais publicados!

P: E como foi essa negociação pra publicar o Detetive do Pesadelo?

R: A Bonelli fez algumas exigências, normais nesse tipo de negociação. Eles foram muito atenciosos e sou só elogios. No final deu tudo certo.

P: Os fãs do personagem estão bastante curiosos. O que você pode nos adiantar sobre este projeto?

R: Em conversas com amigos leitores sempre foi unânime: tem que ser em formato italiano. Então será em formato italiano, trazendo apenas historias inéditas selecionadas entre as mais de 270 existentes na coleção italiana de Dylan Dog. Temos um contrato para três edições que serão lançadas trimestralmente. A primeira já se encontra em fase de tradução e a nossa previsão inicial é lançar em março. No mais tardar, em abril.

P: E você pode adiantar quais são as historias do personagem que estarão nestas três edições?

R: Ainda não posso divulgar, pois estamos em fase de tradução, mas as histórias compreendem o que considero as três fases do personagem. A primeira será dos primeiros dez ou doze anos de Dylan Dog, a seguinte, da metade, perto dos vinte anos e, outra, mais recente, próxima dos 30 anos do personagem.

P: E qual foi o critério de seleção dessas três histórias entre tantas outras do personagem?

R: Avaliamos o que seria interessante e o que os leitores consideram as melhores histórias do personagem. Selecionamos por volta de doze histórias e fomos peneirando, levando em conta as histórias, arte e capa até chegar a estas três.

P: O lançamento será em bancas, livrarias ou lojas especializadas?

R: Estamos fazendo o possível para que seja distribuído nas bancas. Pelo menos nas principais, pois a tiragem será menor que aquela das grandes editoras. Mas o leitor e colecionador de Dylan Dog terá seu exemplar, já que, caso não consiga na banca de sua cidade, enviaremos com frete simbólico de 1 a 2 reais.

P: Falando nisso, qual será o preço das revistas? Há alguma previsão?

R: O preço será de R$ 16,90 para ser acessível. As três edições serão um presente para o Dylan, para mim mesmo e para todos os leitores. Há quanto tempo ele não é mais publicado no Brasil? Uns dez anos ou pouco mais! Espero que os leitores que não conhecem o personagem, mas gostam de terror, possam prestigiar e que os antigos leitores possam matar a saudade.

P: E tem mais algum personagem bonelliano que gostaria de ver por aqui novamente? Ou pela primeira vez?

R: Gostaria de rever Martin Mystére, Dampyr e Nathan Never.

P: E depois do retorno de Dylan Dog, quais os próximos planos e projetos pra editora?

R: Primeiro vamos trazer estas três edições de Dylan Dog e depois vamos publicar um especial nacional de terror.

P: Muito obrigado pela atenção e desejamos toda a sorte e sucesso nessa empreitada. Como fãs do personagem, estamos torcendo!

R: Olha, a alegria de trazer Dylan de volta é tanta e a receptividade está sendo ótima. Com pessoas que entendem a dificuldade e o investimento que estamos fazendo e estão dando apoio. Agradeço o espaço. Dylan Dog e o terror merecem.

Leia também:

3 Comentários

  1. Marcos Henrique

    Gostei
    Espero que venha logo

  2. WOW.Groucho marx de volta

  3. Claudio R.

    Já separei o dinheiro …Dylan Dog li pouca coisa mas gostei muito…uma das mais bacanas hqs de terror que já li.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *