Podcast

Ouija Podcast #06 – Stephen King

No sexto episódio falamos sobre a vida e obra do mestre do horror!

Ouija Podcast Episódio 06Nada como uma ocasião especial para fazer as coisas acontecerem!

Enquanto alguns episódios demoraram meses para sair, desta vez abrimos uma exceção e lançamos nosso podcast antes dos 15 dias estabelecidos. A ocasião? O grande mestre Stephen King completa 68 aninhos de vida!

E para comemorar, reunimos Filipe Falcão, Ivo Costa, Luana Damião e eu, Rodrigo Ramos, para falar um pouco da vida e da obra do mestre. Assim como em seus livros, o infernauta vai encontrar um pouco de tudo neste podcast. Falamos dos livros, dos contos, das adaptações, demos sugestões e lemos os comentários que vocês deixaram no nosso Twitter e Facebook.

Portanto aperte o play e comemore com a gente!


powered by podcast garden

Para baixar, clique com o botão direito AQUI e salve o episódio.

Assine o nosso feed!

Siga-nos no Soundcloud.

E agora também no iTunes!

Leia também:

Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

14 Comentários

  1. Infelizmente ao tentar baixar o podcast, aparece como “Nenhum arquivo” D=

  2. Leoni Correia

    Que projeto legal.

    Gosto muito de filme/literatura de terror e sempre senti falta de um podcast sobre esse assunto.

    Existem outros,mas a maioria é sobre blockbusters e filmes mais comerciais, e o podcast de vocês veio preencher essa lacuna.

    Desejo todo o sucesso.

  3. Joana França

    Stephen king é um gênio.É um dos maiores escritores ficcionais da história na minha opinião.
    Li há cerca de um ano atrás, “Sob a Redoma” e o cara não parou no tempo, trazendo à vida mais um livro delicioso.
    Dos livros que li, fico com “A Dança da Morte”, “A Coisa” e o “O iluminado”, das coletâneas de contos, gostei do “Sombras da noite.”
    Infelizmente muitos dos filmes produzidos não fazem jus a sua obra.

    • Olha aí! Mais um fã do mestre comentando por aqui. Espero que tenha gostado do podcast e que tenha feito jus ao trabalho do King!

  4. R

    Fico feliz com um projeto assim, e parabéns pelo site. Em relação a King e os contos, gosto do começo, amo o meio dos contos mas em relação aos finais sempre me deixou apático nunca consegui realmente gosta dos finais dos contos. Mas não sou louco para não gosta de toda a obra do Stephen King.

  5. R.R

    Parabéns pelo projeto sempre gostei do formato o pessoal conversando sobre um assunto que você gosta é sempre muito bom. Mas eu sempre tive um problema com os contos do King, o começo sempre achei bom, o meio acho fantástico perfeito para mim mas o final sempre me fez fica apático nunca consegui senti muita coisa.

    • Olá R.R.

      Eu confesso que também tenho uma coisa contra os finais do King. Até por isso, como disse no podcast, prefiro os contos mais curtos do que aqueles calhamaços enormes que ele escreve.

      Que bom que gostou do nosso podcast.

      Fica de olho que dia 15/10 tem episódio novo no ar!

      Abraços!

  6. Augusto Ganzert

    Olá, pessoal. Tudo bem?
    Eu acompanho o site de vocês desde 2008. Sempre lia os artigos de vocês e procurava assistir aos filmes mais indicados, especialmente os filmes de lobisomem. Estou muito feliz que resolveram criar e seguir com o podcast. Espero que vocês prosperem com isso. Reparei que o Boca do Inferno é parceiro do site Filmes e Games. Eu acompanho o podcast deles desde 2013. E desde lá eu comento, elogio, crítico, e sugiro filmes para eles falarem. Eles são ótimos. Eu estou aqui para sugerir apenas que convidassem algum membro de lá para participar do Ouija. Acho que seria muito interessante, já que eles também tem afinidade com filmes de terror, em especial dos anos 80.
    Obrigado e até mais.

    • Olá Augusto!

      Leitor das antigas então? Espero que esteja gostando das novidades que estamos trazendo para o site e que continue a nos acompanhar por mais um longo tempo. Estamos aí pra ficar!

      Vou dar uma sondada no podcast do Filmes e Games, de repente dá pra gente fazer um bem bolado!

      Abraço!

  7. Murilo

    Parabens, pessoal
    Adorei as musicas de trilha sonora bem sincronizadas, a interação do pessoal com seus conhecimentos e analises das obras incriveis do mestre KING
    Senti a falta de falar de alguns contos menos conhecidos do Sombras da Noite, mas, vou esperar uma sessão de literatura aqui no site para os contos Primavera Vermelha, Salem’s Lot, Eu sei do que precisa e outros contos q fizeram esse livro uma obra prima

    Obrigado por me responderem, me abordando melhor sobre Comboio do terror (caminhões) e seu remake. Tenho q confessar q possuo um guilty pleasure pelo filme por conta do conto! É o enredo da antologia q eu mais li <3
    Achei uma pena nenhum do pessoal defender o Cemiterio maldito 2, poxa ele é demais em questão de seguir a linha sobrenatural e dar sustos legítimos no publico. Enfim, de qualquer forma, vou esperar um podcast de John Carpenter, Wes craven, outras lendas do horror moderno

    • Olá Murilo!

      Obrigado pelos parabéns! Todo mundo se esforçou pra fazer um podcast à altura do grande mestre King e saber que os fãs do escritor gostaram do nosso programa é muito bom!

      Também gosto muito da história que deu origem ao Comboio do Terror e acho que daria um filme legal, como comentei no podcast, se ela fosse tratada como algo mais apocalíptico na linha de Exterminador do Futuro, com as máquinas dominando o planeta e nós humanos fugindo dos carros que tanto adoramos. Seria, ao menos, curioso de se ver.

      As sugestões de temas já foram anotadas aqui e quanto a um podcast sobre o Craven, fizemos uma edição especial no nosso primeiro hangout ao vivo falando sobre a filmografia dele na semana em que ele nos deixou. Dá uma conferida aqui e nos diga o que achou:

      https://www.youtube.com/watch?v=hOLCPEeRo54

      Abraços!

  8. Comecei a ouvir o podcast essa semana, e estou achando excelente!

    Primeiro, só queria falar de uma coisa que me incomoda no logo, é que pelo nome estar em vermelho e mesmo sem usar a mesma fonte, acabo me lembrando do horrível The Ouija Experiment 2. E tb queria sugeria que os núemros dos episódios saiam já no nome de cada arquivo.

    Bom, queria fazer breves comentários sobre todos os episódios que vc fizeram até o momento:

    Sobre os remakes, queria só comentar que, um dos piores remakes, no meu entender, é O Grito. Talvez porque eu ame tanto o Ju On: The Grudge, o qual considero um filme fenomenal. O Grito fez uma maçaroca de cenas, perde todo o clima que foi ricamente construído pelo original e, mesmo tentando explicar tudo naquela mania de imbecilizar o expectador, acaba confundindo muito mais. Tive que explicar muita coisa para quem não tinha visto o original, porque a droga do filme passa uma sensação bem errada de tempo e de como a maldição funciona na casa. Enfim, se desse, eu passava o dia escrevendo mal sobre esse remake!

    Sobre os melhores filmes de todos os tempos, concordo com quase tudo que foi citado. Somente queria levantar mais a bola do Massacre da Serra Elétrica, um dos pouquíssimos filmes que realmente me deram medo dentre todos os filmes que já vi. Assisti em casa, sozinha, no escuro. Tentei botar o volume bem alto, mas os efeitos sonoros são tão sensacionais que eu não aguentava ouvir e, aflita, acabava abaixando o som e depois me obrigava a aumentar de novo, numa eterna briga com o controle remoto. O remake é ok, mas entre tudo o que vcs falaram, acrescento que foi decepcionante transformarem o doido de pedra do Leatherface numa releitura do Jason ou do Michel Meyers. Também sou fã acalorada de Os Inocentes, um dos melhores filmes de todos os tempos! Ah, e defendendo o Freddy, no primeiro A Hora do Pesadelo, como vcs falaram, via-se o sarcasmo no pouco tempo de cena que ele teve, mas ele ficou galhofa mesmo nas sequências.

    Sobre os trash, eu tenho uma tolerância maior com o termo e, por isso, acabo abrindo mais o leque. Vcs ficaram revoltados com Evil Dead ser considerado trash, mas eu acho que ele é sim um filme trash pela coleção de falhas de sequência e roteiro, pelos efeitos tosqueira (e maravilhosos, mesmo assim) e pela atuação canastrona. Entretanto, nada disso diminui o significado que o filme tem para o gênero e concordo que a cena da namorada possuída é uma das coisas mais sensacionais que o terror já produziu. Apesar disso tudo, meu carinho mora com a sequência, que é mais galhofa e, ainda assim, mais redondinha. Amo loucamente o Ash trocando a mão dele pela motosserra. Enfim, vejo Evil Dead como um trash que atingiu o status de clássico/cult.

    Por enquanto é isso, pois ainda não terminei de ouvir tudo.

    Abraços!

    • Oi Thalita!

      Antes de mais nada! Que delícia de comentário!!! É pra isso que sempre quisemos ter o podcast! Continue ouvindo, participando, sugerindo e criticando!

      Agora vamos por partes, como diria Jack…

      O nosso nome foi dado por um infernauta lá no começo do programa e o logo foi pensado pra manter uma unidade com o logo do site. Se você prestar atenção, verá que até a fonte é a mesma… Mas nada impede que ele mude no futuro… Quem sabe?

      O Grito é meu filme oriental de horror favorito e o remake é realmente decepcionante. O impacto do filme original se perdeu em meio a tanta explicação e cenas óbvias do remake. Lamentável!

      Também sou fãzão do Massacre da Serra Elétrica (que na verdade é uma moto-serra! me arrependo de ter perdido a deixa de zoar isso no podcast) e Leatherface é mau, feio, cruel e um dos maiores vilões do cinema! Prefiro ignorar as origens e explicações que deram pra ele ser desse jeito. Não precisa! Quanto a Os Inocentes… Fui eu quem escolheu ele pro Top 5 né? Então já sabe tudo o que penso dessa belezinha de filme!

      Evil Dead tem seus defeitos, mas ele é tão bom que a gente releva e talvez por isso não o consideramos um trash, mas sim um filme “plenamente completo” com algumas falhas… Já quanto ao termo trash… dessa vez vou discordar! Mas não é culpa do termo, é culpa da galera que usa pra diminuir o gênero terror pra algo “fuleiro” que nós todos sabemos que não é!

      É isso! Assine nosso Feed e acompanhe as novidades!

      Ah! Chegou a ouvir o “It’s Alive” especial do Craven que fizemos no Youtube? Passa lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *