Quadrinhos

DarkSide® Books divulga seus lançamentos em quadrinhos

A editora anunciou três títulos que vão do mangá ao underground com o melhor do horror na nona arte.

A DarkSide® Books já havia anunciado que entraria de cabeça no mundo dos quadrinhos com a divulgação do seu selo Tokyo Terror e, posteriormente, com o anúncio da republicação no Brasil de Black Hole de Charles Burns. Sem datas e maiores detalhes, a curiosidade dos leitores só aumentou até que, na semana passada, a editora finalmente apresentou os três primeiros títulos de sua linha de quadrinhos a serem lançados no Brasil nas próximas semanas.

Meu Amigo Dahmer, de Derf Backderf, é a primeira HQ do selo Crime Scene da editora e traz uma história real sobre o famoso psicopata Jeff Dahmer. Será possível identificar os traços de personalidade de um assassino antes mesmo que ele comece a matar? Imagine descobrir que um amigo seu de escola acabou se transformando num dos mais temidos serial killers do século? Essa é a história real que o quadrinista Derf Backderf relata na graphic novel Meu Amigo Dahmer.

Meu Amigo Dahmer traz o perfil do psicopata Jeff Dahmer quando este ainda era um aluno do ensino médio. O autor do livro foi seu colega de turma nos anos 1970, e conviveu com o futuro “canibal de Milwaukee” com uma intimidade que Dahmer talvez só viesse a compartilhar novamente com suas vítimas. Juntos, Derf e Dahmer estudaram para provas, mataram aula, jogaram basquete. Os dois tomaram rumos diferentes, e Derf só voltaria a saber do amigo pelo noticiário, anos depois. Em 1991, os crimes de Jeffrey Dahmer vieram à tona: necrofilia, canibalismo e uma lista de pelo menos 17 mortos, entre homens adultos e garotos. O primeiro assassinato teria acontecido meses após a formatura no colégio. Além de remexer nos seus velhos cadernos e álbuns de fotografia, Derf consultou seus amigos de adolescência, antigos professores, os arquivos do FBI e a cobertura da mídia após a descoberta de seus crimes antes de roteirizar Meu Amigo Dahmer. Muitos tinham histórias do garoto que costumava fingir surtos epilépticos, que exagerava na bebida antes mesmo de ir para a aula e que parecia ter uma fixação em dissecar os animais atropelados que encontrava perto de casa. Mas quem realmente poderia prever os caminhos sombrios pelos quais ele seguiria? Seria possível evitar tamanha tragédia?

Meu Amigo Dahmer, a história (em quadrinhos) antes da história, foi premiada no Festival de Angoulême, França, em 2014, incluída pela revista Time como um dos cinco melhores livros de não ficção de 2012, estará disponível a partir do dia 03 de julho e pode ser adquirida em pré-venda com desconto clicando AQUI.

Fragmentos do Horror, de Junji Ito, o primeiro mangá da editora, inaugurando o selo Tokyo Terror, é uma coleção de histórias curtas, perfeitas para quem quer experimentar o que essa mente tão delirante é capaz de produzir. Entre as nove histórias da coletânea, temos uma mansão velha de madeira que gira sobre seus habitantes. Uma turma de dissecação com um assunto nada comum. Um funeral em que os mortos definitivamente não são postos para descansar. Variando do aterrorizante ao cômico, do erótico para o repugnante, essas histórias apresentam o retorno de Junji Ito há muito aguardado para o mundo do horror.

Junji Ito nasceu em Gifu, no Japão, em 1963. Começou a desenhar como hobby, e só viria se tornar profissional depois dos trinta anos de idade, em 1987. Desde então, tem sido reconhecido como um dos maiores artistas contemporâneos dos mangás de terror. É autor das séries Uzumaki, Tomie, ambas adaptadas para o cinema, e Gyo, transformada em filme de animação. As influências de Ito incluem os artistas de mangá de horror clássico Kazuo Umezu e Hideshi Hino, assim como os autores Yasutaka Tsutsui e H.P. Lovecraft.

Fragmentos do Horror estará disponível a partir do dia 31 de julho e pode ser adquirido em pré-venda com desconto clicando AQUI.

Wytches, de Scott Snyder e Jock, mostra o que acontece quando a família Rook se muda para Litchfield, uma remota cidadezinha de New Hampshire, tentando escapar de uma experiência horrível ao recomeçar do zero. Eles não entendem que algo sinistro vive nas florestas ao redor da cidade. Algo que os observa, esperando apenas por uma oportunidade. Algo muito antigo… e voraz. Você até pode conseguir feitiços e milagres delas, mas, para isso, vai precisar pagar o preço. Pai e filha vão descobrir que recomeçar pode ser bem mais difícil quando há uma conspiração secular que envolve a sua família em curso. Com reviravoltas chocantes e uma arte de arregalar os olhos, capaz de combinar medo e beleza, esta é uma obra sobre bruxas que deve ser levada a sério.

Scott Snyder já provou suas habilidades como roteirista durante seu tempo escrevendo as hqs do Batman, uma das fases do herói mais aclamadas pela crítica e pelo público nos últimos tempos. Para esta série, ele chama o desenhista Jock, que além de também ter trabalhado em Batman, fez artes conceituais para Star Wars — Os Últimos Jedi e o filme ganhador do Oscar Ex_Machina: Instinto Artificial. Com isso, Wytches extrapola a mitologia das bruxas em algo muito mais profundo e amedrontador do que os leitores estão acostumados.

Wytches estará disponível a partir do dia 31 de julho e pode ser adquirido em pré-venda com desconto clicando AQUI.

Leia também:

1 Comentário

  1. Dahmer! JESUS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *