Listas, Televisão

13 séries de terror pra maratonar na Netflix

O Boca do Inferno aproveitou que amanhã é sábado e preparou uma lista com 13 séries de terror para maratonar na Netflix.

netflixoriginalseries

Chegou fim de semana!

E com ele aquela oportunidade única de fazer uma maratona de suas séries favoritas. Portanto, seguindo o sucesso de nossa lista de 13 Filmes de Terror na Netflix para Assombrar Sua Sexta-Feira 13 o Boca do Inferno aproveitou que amanhã é sábado e preparou uma lista com 13 Séries de Terror para Maratonar na Netflix, classificando as posições de acordo com as notas de cada uma das séries no IMDB.

Tranquem as portas, tirem os telefones do gancho (ou desliguem os celulares se puderem) preparem a bebida e os snacks e mergulhem de cabeça no horror em série disponível na Netflix.

13 – Z Nation (2014-)

Z Nation retorna com episódio especial de duas horas

Z Nation retorna com episódio especial de duas horas

A premissa é bem básica: três anos depois uma epidemia zumbi, os últimos sobreviventes devem ser transportados até um laboratório onde seu sangue poderá ser usado para desenvolver uma vacina contra o vírus que transforma pessoas em zumbis. Pessoas comuns jogadas em conflitos com zumbis e outros humanos devem lutar pela sobrevivência da raça humana. Ignore a produção da Asylum e divirta-se com uma série muito mais divertida e despretensiosa do que a “concorrente”.

Nota no IMDB: 6.6/10

12 – Slasher (2015-)

Assassino Mascarado espalhando o terror nas telinhas

A primeira série de TV produzida para o canal de TV a cabo americano especializado em produções de terror canadense, Chiller, é um deleite para aqueles que curtem um bom slasher, como o próprio nome diz. Cheia de referências e homenagens ao gênero, esta série possui o mesmo formato de antologia de American Horror Story, portanto, se você não gostar da primeira temporada, não precisa voltar pra ver como acaba.

Nota no IMDB: 6.6/10

11 – Zoo (2015-)

zoo_logo

A proposta da série baseada no romance de James Patterson e Michael Ledwidge é interessante o suficiente para que você experimente a primeira temporada, disponível atualmente na Netflix: uma série de ataques violentos de animais dos mais variados tipos a seres humanos começam a acontecer ao redor do planeta. Um zoólogo, um guia de safári, uma repórter e um veterinário são convocados pelo serviço de inteligência para descobrirem o que está acontecendo com os animais que estão cada vez mais violentos e organizados. Imagine uma série de zumbis, mas ao invés de zumbis nós temos animais e, ao invés de criaturas burras e instintivas, eles são organizados e inteligentes.

Nota no IMDB: 7.0/10

10 – The Returned (2015-)

Mary Elizabeth Winstead é uma das protagonistas da série

Produzida pelo canal americano A&E, The Returned é um remake da série francesa Les Revenants e mostra uma pequena cidade dos Estados Unidos que tem sua rotina virada de cabeça pra baixo quando alguns moradores locais, presumidamente mortos, voltam à cidade como se nada tivesse acontecido. A série possui mistério e drama na dose certa e bastante equilibrados e vale a conferida. A Netflix também disponibiliza uma série com uma premissa parecida chamada Resurrection e, mais recentemente, The Glitch. Ambas sobre mortos que voltam à vida de maneira inexplicada.

Nota no IMDB: 7.2/10

09 – Hemlock Grove (2013-2015)

Hemlock Grove (2015) (3)

Produzida por Eli Roth, Hemlock Grove foi uma das primeiras séries produzidas exclusivamente para a Netflix, baseada no romance de Brian McGreevy, e mostra bizarros acontecimentos que ocorrem na pequena cidade de Hemlock Grove após o desaparecimento de uma jovem. Tais acontecimentos fazem com que os caminhos de Roman e Peter, dois jovens que na verdade são um vampiro e um lobisomem respectivamente, se cruzem. A série começa muito bem em uma primeira temporada que merece a assistida, mas, infelizmente, a qualidade cai vertiginosamente até a terceira e última temporada.

Nota no IMDB: 7.3/10

08 – Scream  (2015-)

A série estreou na MTV e acabou passando para a Netflix e, assim como a franquia que a originou, tornou-se um dos produtos áudio visuais de horror mais populares do momento. Baseado no clássico Pânico (1996) de Wes Craven, Scream possui todos aqueles defeitos e qualidades de séries de terror feitas para adolescentes. Mas vale a pena assistir, relembrar os velhos tempos do cinema de horror um pouco mais divertido e se divertir pescando todas as referências espalhadas pela série.

Nota no IMDB: 7.3/10

07 – Sleepy Hollow (2013-)

Icahbod Crane (Tom Mison) ressuscita dois séculos depois na pequena cidade de Sleepy Hollow nos EUA e deverá se unir com a força policial local para enfrentar entidades sobrenaturais que, junto com uma antiga sociedade secreta, pretende trazer o apocalipse. A premissa é absurda, mas muito divertida. Principalmente as piadas envolvendo o choque cultural de um recém-ressuscitado e carismático Icahbod e os tempos modernos. Série criada pelos roteiristas do primeiro Star Trek dirigido por J.J. Abrams.

Nota no IMDB: 7.5/10

06 – Contos do Edgar (2013)

Contos do Edgar (2013) (1)

Nosso único representante brasileiro na lista, Contos do Edgar adapta a obra do grande escritor Edgar Allan Poe para os tempos atuais no Brasil. Somos apresentados a Edgar, um funcionário de uma dedetizadora chamada “Nunca Mais” que durante o seu dia a dia de trabalho, se depara com o lado negro das pessoas, cada episódio é um “causo” narrado por Edgar. O resultado é bastante interessante, principalmente nas pequenas adaptações feitas do texto original de Poe para a vida caótica das cidades brasileiras do século XXI. Uma pena que a série não tenha passado da primeira temporada.

Nota no IMDB: 7.8/10

05 – iZombie (2015-)

Baseada nos quadrinhos homônimos criados por Chris Roberson e Michael Allred, para a DC Comics, iZombie mostra o dia a dia de Olivia “Liv” Moore (Rose McIve), a funcionária de um necrotério que, na verdade, é um zumbi. Liv deve consumir periodicamente cérebros humanos para manter sua mente e intelecto intactos. O único problema é que ao fazer isso, Liv absorve parte das memórias e personalidade do falecido, fazendo com que a heroína embarque missões pessoais de vingança, justiça e acerto de contas para que os mortos descansem em paz. A série é procedural, no estilo “caso da semana” e possui um pano de fundo que se desenrola ao longo da temporada. Muito aquém do material original em quadrinhos, mas bastante divertida.

Nota no IMDB: 8.0/10

04 – Bates Motel (2013-)

Quando Bates Motel foi anunciada, os fãs do clássico Psicose (1960) foram à loucura. Afinal, a ideia de contar o passado de Norman Bates (Freddie Highmore) envolvendo sua relação incestuosa com a mãe, Norma (Vera Farmiga), atualizando a história para os tempos atuais parecia absurda. O resultado, porém, é surpreendente e Bates Motel não só traz uma produção impecável, como um elenco excelente interpretando personagens críveis e extremamente humanos com uma história de prender o fôlego com seus ganchos a cada episódio. Uma ótima surpresa!

Nota no IMDB: 8.1/10

03 – American Horror Story (2011-)

American Horror Story (2014) (1)

American Horror Story é uma série no formato de antologia, trazendo a cada temporada uma nova trama e novos personagens, apesar de que a cada ano, pequenas conexões vão aparecendo aqui e ali, mostrando que todas as histórias se passam em um mesmo universo. Criada por Ryan Murphy e Brad Falchuk, os mesmos criadores de Glee, a série possui um tom apelativo e de vídeo clipe, mas apesar da irregularidade na qualidade das temporadas, AHS ainda é uma das séries de horror mais interessantes na TV americana hoje.

Nota no IMDB: 8.2/10

02 – Penny Dreadful (2014-2016)

A proposta ousada de Penny Dreadful, conectar em um universo vitoriano as clássicas histórias de horror da literatura como Drácula, Frankenstein e O Médico e O Monstro, entre outras, e o elenco e produção impecáveis foram, ao mesmo tempo, o sucesso e a ruína de Penny Dreadful. O roteiro e direção requintados acabaram não caindo nas graças de todos e, apesar de sua qualidade inquestionável, a série acabou sendo cancelada em sua terceira temporada por questões de custos. A decisão de cancelamento, tomada durante a produção da série, felizmente permitiu que Penny Dreadful tivesse uma conclusão e não ficasse em aberto para sempre. Uma série que deixou saudades.

Nota no IMDB: 8.2/10

01– Buffy – A Caça-Vampiros (1997-2003)

Buffy (2003)

Buffy Anne Summers (Sarah Michelle Gellar) é uma adolescente escolhida para lutar contra as forças do mal. Após ser treinada por seu Guardião, Buffy deve dividir sua vida de colegial na pacata cidade de Sunnydale – que apesar das aparências, abriga a Boca do Inferno, de onde saem toda a sorte de criaturas das trevas – e sua vida como caçadora de vampiros. A série, criada por Joss Whedon, que depois viria a dirigir o blockbuster Vingadores (2012), é diversão garantida. Impossível não se apaixonar pelas aventuras de Buffy e a gangue Scooby. Recomendadíssimo!

Nota no IMDB: 8.2/10

E você, caro infernauta? Qual série de TV você sugere para uma boa maratona de fim de semana? Deixe suas sugestões aqui nos comentários.

E até a próxima. Neste mesmo horário. Neste mesmo canal.

Leia também:

5 Comentários

  1. Greg_Werwolf

    Penny Dreadful realmente deixou saudades, a ambientação, fotografia, roteiro, atuações, tudo nessa série era excelente, foi realmente uma grande perda o cancelamento.
    Vendo Buffy nessa lista me lembrei do spin-off da série, Angel, era outra série excelente.
    Excelente lista Rodrigo !

    • Rodrigo Ramos Rodrigo Ramos

      Valeu Greg!

      Angel era demais mesmo! Eu adoro o episódio em que ele se transforma num fantoche!

      Lembra?

  2. Rodrigo Ramos Rodrigo Ramos

    Ah! Vale a pena esclarecer…
    A ideia aqui é apresentar séries menos “mainstream” pra galera conhecer mesmo. Então ficaram de fora os medalhões como Stranger Things, The Walking Dead e Black Mirror, por exemplo.

    • Rike

      Como assim? Stranger Things e Black Mirror nem são séries de terror.

      • Rodrigo Ramos Rodrigo Ramos

        Stranger Things dá pra classificar ali em algum lugar no meio-termo, já Black Mirror é ficção científica. Mas aposto que tem quem fosse sugerir que eu colocasse as duas na lista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *