Viagem Maldita X Quadrilha de Sádicos

O QUE VOCÊ NÃO VIU NO CINEMA
(Atenção: contém spoilers sobre Viagem Maldita)

A censura americana (sempre ela) exigiu dois minutos de cortes para o lançamento de Viagem Maldita nos cinemas. Inicialmente, Alexandre Aja ficou furioso e subiu nas tamancas (afinal, era a primeira experiência do sujeito dirigindo um filme nos EUA e também sua primeira encrenca com a censura). Ele deu um discurso enfurecido dizendo que os censores eram burros, que cortaram a violencia mas deixaram seu discurso político crítico anti-Estados Unidos, Dias depois, Aja voltou atrás e assumiu que os cortes foram pequenos e, nem de longe, diminuíram a quantidade de violência e brutalidade de Viagem Maldita. Mesmo assim, os dois minutos ficaram inéditos também nos cinemas brasileiros, e só deram dar as caras no DVD. Confira nas fotos abaixo o que é que ficou de fora da edição exibida nos cinemas:

BIG BOB QUEIMANDO
A versão sem cortes inclui takes alternativos da cena em que Big Bob Carter é incendiado pelos canibais. Aparecem closes do braço dele em chamas, do rosto apavorado da vítima se debatendo e dos seus olhos ficando brancos.

Viagem Maldita (2006) (20)

O ESTUPRO DE BRENDA
Na versão cinematográfica, o ataque até que foi curto. Mas os cerca de 30 segundos cortados mostram Lizard arrancando o pijama da moça, colocando-a de quatro e “mandando ver” na pobre coitada, que grita desesperada. Nada muito explícito (já estava esperando pornografia, né taradão?), mas consegue ser chocante.

Viagem Maldita (2006) (21)

A EXECUÇÃO DE LYNN
A esposa de Doug toma um tiro na cabeça que, na versão para os cinemas, não chega a aparecer: a cena corta da arma disparando para o sangue espirrando na parede. Na versão uncut, podemos ver o clarão do disparo e o buraco de bala aparecendo na testa de Lynn.

Viagem Maldita (2006) (22)

O TERCEIRO TIRO
No auge da fúria, Doug dispara dois tiros de escopeta à queima-roupa em Lizard, na conclusão do filme. Porém, na versão sem cortes, são três disparos: a censura cortou o segundo deles, que praticamente explode o pescoço do vilão.

Viagem Maldita (2006) (23)

(Visited 4.810 times, 1 visits today)
Felipe M. Guerra

Felipe M. Guerra

Jornalista por profissão e Cineasta por paixão. Diretor da saga "Entrei em Pânico...", entre muitos outros. Escreve para o Blog Filmes para Doidos!

7 comentários em “Viagem Maldita X Quadrilha de Sádicos

  • 23/09/2014 em 16:58
    Permalink

    Last House on the Left pode até ser o filme mais brutal que o Craven já dirigiu, mas está longe de ser seu trabalho mais famoso como o sempre exagerado Felipe Guerra afirma no texto.

    Resposta
  • 22/09/2014 em 23:27
    Permalink

    Discordo radicalmente do Felipe quando diz que The Hills Have Eyes e Hostel foram os 2 maiores filmes de horror lançados por aqui no ano de 2006! São dois ótimos filmes, com certeza, mas The Descent foi inquestionavelmente a maior produção do gênero lançada naquele ano.

    Resposta
  • 14/09/2014 em 16:05
    Permalink

    Realmente The Hills Have Eyes é o único filme que o remake é bem melhor que o original. Um dos meus filmes favoritos com certeza.

    Resposta
  • 26/07/2014 em 06:54
    Permalink

    Apesar de ser um remake de um classico e tao bom quanto.

    Resposta
  • 13/03/2014 em 17:36
    Permalink

    apesar do primeiro ser ótimo,o remake supera.

    Resposta
  • 09/03/2014 em 15:59
    Permalink

    Show de bola amo Viagem Maldita!!!!!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *