Odd Thomas em momento violento na nova imagem da adaptação

Longa é baseado em série escrita por Dean Koontz.
Longa é baseado em série escrita por Dean Koontz.

Odd Thomas, adaptação da série escrita por Dean Koontz dirigida por Stephen Sommers (A Múmia) teve divulgada uma nova imagem, na qual Anton Yelchin, que interpreta o personagem-título, aparece em um momento um pouco violento.

Além de Yelchin, Addison Timlin, Willem Dafoe, Nico Tortorella, Patton Oswalt e Gugu Mbatha-Raw estão no elenco de Odd Thomas, que já passou por diversos festivais e foi disponibilizado em DVD em alguns países.

A história acompanha um jovem cozinheiro chamado Odd Thomas, que pode se comunicar com os mortos, um segredo que só sua namorada e o chefe da polícia local conhecem. O jovem também consegue perceber forças maléficas chamadas bodachs, que se alimentam de dor e são um presságio de morte iminente. Quando Odd os vê rodeando um estranho, se encontra em uma corrida contra o tempo para evitar uma catástrofe.

(Visited 43 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

3 comentários em “Odd Thomas em momento violento na nova imagem da adaptação

  • 28/01/2014 em 23:16
    Permalink

    Otimo filme! Yelchin, está muito bem e a história é bem interessante!
    E como sempre sempre as distribuidoras daqui não se mexem, apelamos para os torrets.

    Resposta
  • 24/01/2014 em 12:08
    Permalink

    Divertido entretenimento pipoca este thriller sobrenatural que não dava nada e passei agradavelmente o tempo. Mto melhor q “Kick Ass 2” e “RIPD”. Baseado numa série literária ( “Harry Potter” ??) temos aqui um jovem pacato q tem dons paranormais, tipo um “Constantine” teen, q precisa desbaratinar uma gde e macabra ameaça q se debruça na pequena cidade dele. Com elementos investigativos e bem humorados feito “Scooby Doo” , a obra é agil, muderninha visualmente e bastante cool no seu desenlace. Anton “Checov” Yelchin está perfeito e bem carismático no papel principal q dá nome á pelicula. O genérico Stephen Sommers aqui se redime com sua merdas de “Van Helsing” e “GI Joe” e faz um pipocão simples e descompromissado, q emula muito as matinês oitentistas, sem falar no Willem Defoe como coiadjuvante de luxo. Efeitos bacanas e pegadinha a la “Sexto Sentido” coroam esta grata surpresa, sem gdes expectativas, de baixo orçamento e de duração enxuta. Que venha a sequencia! 9/10

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *