Produção da adaptação americana de Death Note passa para a Netflix

0
(0)
Death Note já ganhou um live action no Japão, sem muito sucesso
Death Note já ganhou um live action no Japão, sem muito sucesso

A adaptação americana do mangá Death Note encontrou mais um obstáculo, mas, dessa vez, parece que será salvo da melhor forma possível. De acordo com o TheWrap, a produção do longa estava prestes a começar quando a Warner Bros. decidiu não dar andamento ao projeto. Vários estúdios se interessaram em tomar a frente da adaptação, mas quem fez a melhor oferta foi a Netflix.

O contrato ainda não foi fechado, mas o serviço de streaming se comprometeu com o diretor Adam Wingard (Você É o Próximo) a fazer o filme se ele entrasse em negociações exclusivas com a Netflix. Fontes informam o TheWrap que estão confiantes que o acordo será fechado, e creditam a Warner e Greg Silverman por levar o projeto até o ponto onde ele está atualmente.

Nat Wolff (Cidades de Papel) foi escolhido como protagonista do longa. Ele interpretará o estudante Light, um jovem que encontra um caderno que lhe permite matar qualquer pessoa apenas ao escrever o nome da vítima nele. Ele então começa uma jornada para livrar o mundo do mal, o que acaba colocando-o sob a mira de um estranho detetive.

Margaret Qualley (The Leftovers) também já havia sido confirmada no elenco de Death Note, e a Netflix pretende fazer uma oferta a Keith Stanfield (Straight Outta Compton: A História do N.W.A.) assim que tiver o filme oficialmente em mãos. O roteiro do filme foi escrito por Jeremy Slater (Quarteto Fantástico).

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

(Visited 137 times, 1 visits today)

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.