Mistério e claustrofobia na comédia de horror WEREWOLVES WITHIN

5
(3)

Misturar a licantropia com o humor é um terreno para poucos que conseguiram caminhar sem desmerecer o subgênero. Desde o humor levemente sarcástico de Um Lobisomem Americano em Londres, passando pelo quase besteirol de O Garoto do Futuro, o divertido Deu a Louca nos Monstros até alcançar o sensacional Lobos de Arga, há evidências que a mescla já teve bons exemplares. E se a mistura envolver a adaptação de um popular game, podemos esperar algo realmente bom.

Trata-se da adaptação do jogo de realidade virtual da Ubisoft e que encontra-se disponível para o PC e PS4, WEREWOLVES WITHIN, que promove uma investigação sobre a identidade da criatura ao estilo whodunit. De acordo com o cineasta Josh Ruben, em entrevista ao Entertainment Weekly, “Werewolves Within é essencialmente sobre uma cidade dividida cujos moradores ficam bloqueados no chalé local pela neve. O guarda florestal, interpretado por Sam Richardson, e a funcionária dos correios local, Milana Vayntrub, tentam manter a paz enquanto procuram descobrir o que diabos está se escondendo nas sombras, aterrorizando esta cidade.

Realizada pela IFC Films, com previsão de lançamento nos cinemas em 25 de junho e nas plataformas digitais em 2 de julho, WEREWOLVES WITHIN conta com um elenco oriundo de comédias e stand ups como Sam Richardson, que esteve no remake de Caça-Fantasmas.

Com roteiro de Mishna Wolff (nada mais justo), o filme se centra na pequena cidade de Beaverfield, enquanto um gasoduto cria divisões dentro da cidade e uma tempestade de neve prende seus residentes dentro da pousada local, com o guarda florestal recém-chegado Finn e a funcionária dos correios Cecily unindo-se para tentar manter a paz e descobrir a verdade por trás de uma criatura misteriosa que começou a aterrorizar a comunidade.

Confira na postagem as primeiras imagens divulgadas!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.