Rasen (1998)

TUDO QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE “RASEN”, MAS TINHA MEDO DE PERGUNTAR

Atenção: SPOILERS – Se não quiser saber TUDO sobre Rasen, pare de ler agora.

– Como Ando e Ryuji podem ter estudado juntos se Ryuji era professor de Matemática, e não médico?
A primeira escolha de Ryuji foi Medicina e, na época da faculdade, ele e Ando eram grandes amigos. Os dois tinha um passatempo em comum: criar enigmas e passar para o outro resolver. Ando descobriu que Ryuji concebia seus enigmas baseado nos números da cadeia de DNA, e começou a resolver facilmente as charadas feitas pelo colega, além de ridicularizá-lo frente aos outros colegas. Isso azedou a amizade dos dois e fez com que Ryuji, magoado, trocasse a faculdade de Medicina pela de Matemática. Ryuji e Ando nunca mais se falaram e só foram se reencontrar no começo de Rasen, quando o cadáver do professor é levado para que seu amigo patologista faça a necropsia.

– O que é a mensagem cifrada encontrada no estômago de Ryuji?
Era uma mensagem de Ryuji para Ando. Ao morrer, Ryuji aliou-se a Sadako em seu grande plano de destruição (veja mais nas perguntas posteriores). Uma parte deste plano envolve o retorno de Sadako ao mundo dos vivos, e isso só poderia ser feito por um “voluntário“. Ryuji escolheu Ando por ser seu antigo amigo. Ele sabia que Ando iria conseguir resolver facilmente sua mensagem cifrada, chegando à solução “DNA – Presente“. A partir daí, Ando passou a fazer o joguinho de Ryuji e Sadako. Ao receber de Yoshino uma cópia da fita amaldiçoada, Ando acreditou ser aquele o presente de Ryuji e a assistiu. Em seguida, já contaminado pelo vírus, fez sexo com Mai, abrindo as portas para o retorno de Sadako.

Rasen (1998) (5)

– Afinal, a maldição de Sadako é um vírus?
Tudo faz parte de um grande plano criado por Sadako. O vírus foi gerado pelos poderes paranormais da menina, através da união de 7 partes do vírus da varíola (uma das únicas doenças que ela contraiu e conhecia na época de infância, antes de ser atirada no poço) e 3 partes do seu próprio DNA. Quando a pessoa assiste a fita amaldiçoada de Sadako, é contaminada pelo vírus através da retina. A partir daí, o vírus se desenvolve no corpo da vítima sem provocar sintomas que alertem a pessoa, além de algumas alucinações (que a fazem ver Sadako, como se fosse um fantasma). O vírus também provoca o surgimento de um tumor, que leva a pessoa à morte ao obstruir seu coração. Neste processo, a pessoa escapa da morte em duas hipóteses: se fizer uma cópia da fita e mostrar para outra pessoa, propagando o vírus, ou fertilizar uma mulher com o DNA de Sadako, criando um clone seu.

– Como Sadako volta ao mundo dos vivos?
No Ringu original, ficamos com a impressão de que Sadako só queria que todos soubessem pelo que ela tinha passado, amaldiçoando as pessoas que assistiam à fita com imagens criadas por ela mesma. Mas esta é apenas uma parte do seu maléfico plano. Na verdade, Sadako nunca quis que ninguém morresse – a morte é um efeito colateral do vírus. O grande plano de Sadako era voltar ao mundo, através do seu DNA contido no vírus. Assim, era preciso que um homem que tivesse visto a fita (e estivesse contaminado com o vírus) fizesse sexo, incubando uma mulher com o DNA de Sadako, e permitindo que ela renascesse e voltasse ao mundo para, então sim, iniciar seu plano de vingança. Com todos os outros amaldiçoados (no filme anterior), Sadako não teve sorte de renascer, ou seja, nem um óvulo foi fertilizado com seu DNA. Como sabe quem viu Ringu, Reiko conseguiu se salvar da maldição fazendo a cópia da fita – uma das formas de eliminar o vírus. E em Rasen, finalmente, Sadako tem a sorte de Ando, contaminado com seu vírus, transar com Mai, propiciando a volta da moça-fantasma – e resultando na morte de Mai, já que Sadako volta com as feições da sua “mãe“. No livro Spiral, ela chega a assumir o nome “Masako” e dizer-se irmã mais velha de Mai para disfarçar, já que o corpo de Mai é encontrado pela polícia.

– E o que é o tal vírus assassino mutante?
É uma mutação do vírus original, muito mais potente. Ela se propaga através da leitura das anotações feitas por Reiko Asakawa sobre a maldição de Sadako! Como Ando destruiu todas as fitas existentes, Sadako teve que encontrar uma outra forma de propagar a contaminação. O novo vírus provoca a morte por sufocamento, deixando manchas ao redor do pescoço das vítimas. Yoshino, o jornalista que encontra as anotações de Reiko, é o primeiro a morrer, e logo em seguida Myashita, o colega de Ando, fica contaminado. O interessante é que todas as vítimas deste novo vírus têm pesadelos com Sadako, vendo as mesmas imagens da fita amaldiçoada, sem que sequer a tenham assistido. No final de Rasen, Ryuji explica a Ando que Sadako quer provocar uma matança em massa ao publicar as anotações de Reiko como livro, espalhando de forma maciça o seu novo vírus e provocando, segundo Ryuji, “mudanças“, ou mutações, na humanidade. “O medo que Sadako sentiu vai se espalhar por todo o mundo“, justifica Ryuji. Quando Ando pede detalhes sobre o que acontecerá, a explicação de Ryuji é interrompida pelo filho do médico. Talvez isso fosse melhor explicado em uma outra continuação, que jamais foi realizada, mas eu acredito que a disseminação em massa do novo vírus acarretará no nascimento de inúmeros clones de Sadako!

– Sadako volta à vida no final; Ryuji e o filho de Ando também! Como isso aconteceu?
Ao aliar-se a Sadako, Ryuji ganhou a oportunidade de renascer a partir do útero da forma humana de Sadako – ou “Masako“, como é batizada no livro de Kôji Suzuki. Para isso, bastava fertilizar um óvulo da renascida Sadako com o DNA de Ryuji, então ainda disponível no hospital onde foi realizada sua necropsia. Para que Ryuji possa renascer, entretanto, Sadako pede que Ando também se alie a ela, realizando a fertilização. Inicialmente, o médico recusa, mas então Sadako lhe explica o porquê da palavra “Presente” na mensagem de Ryuji: caso ele ajude a ressuscitar o professor, também poderá trazer de volta o seu filho morto, através do útero de Sadako (um “presente” de Sadako e Ryuji para ele). Neste caso, bastou o médico utilizar o DNA do filho (contido nos fios de cabelo do garoto, que guardava em casa) e fertilizar Sadako, ressuscitando também o menino. No final, Ando pergunta a Ryuji porque ele não faz o mesmo e ressuscita o falecido Yoichi. Ryuji responde: “Não, eu não posso fazer uma coisa tão horrível, trazê-lo de volta a este mundo… Nós não teremos um mundo tranquilo por um longo, longo tempo“, numa referência, talvez, à vingança que Sadako pretende abater sobre o planeta e à mutação que o novo vírus provocará na humanidade – e que veríamos numa próxima continuação, se o filme não fosse simplesmente descartado pelos produtores.

Rasen (1998)

– Se Rasen é baseado num livro, como é a continuação do livro?
A saga de Ringu começa com o livro homônimo de Kôji Suzuki, lançado em 1991, e passa por Spiral (de onde veio a inspiração para Rasen), de 1995, e pelo terceiro livro, Loop, lançado em 1998. Como Rasen fracassou e foi feita a refilmagem da produção com roteiro original, provavelmente a trama do terceiro livro jamais virará filme, pois continua a história de Spiral e não faria sentido dentro do atual universo cinematográfico de Ringu. A história de Loop é ainda mais “científica” e amalucada do que seu antecessor e mais parece um episódio de Arquivo X misturado com a trama de Matrix. Se passa décadas depois do segundo livro, por volta do ano 2010, quando Kaoru Futami, um jovem estudante de Medicina, perde o pai, vitimado por um novo e indestrutível vírus cancerígeno, que faz suas vítimas vomitarem sangue. O rapaz começa a investigar o surgimento desta misteriosa doença e descobre que o vírus tem conexão com um misterioso laboratório que fica em New Mexico, nos Estados Unidos, e um projeto “top secret” do governo. Através de um cientista que trabalhava com seu pai, Chamado Amano, Kaoru descobre a terrível verdade sobre o “Projeto Loop“: cientistas de todo o mundo recriaram, através de dezenas de supercomputadores interligados, um mundo virtual copiando o real (Matrix, alguém?). Neste mundo virtual, os pesquisadores conseguiram também recriar a vida (virtualmente) e assistir a milhões de anos de evolução passando num flash – dinossauros surgem e morrem, o Homo sapiens se desenvolve, as primeiras civilizações começam a surgir, até os dias atuais, tudo acompanhado pelos cientistas, como se fosse um filme. Então, algo estranho acontece: subitamente, o mundo virtual é abalado quando surge um estranho vírus (o vírus de Sadako), que faz com que toda a humanidade entre em extinção, restando apenas indivíduos com os mesmos genes (os clones de Sadako). Kaoru então passa a acreditar que o Projeto Loop deu um salto no tempo e revelou qual seria o futuro do mundo real, já que o tal vírus espalhou-se também no mundo verdadeiro. Para tentar encontrar uma resposta sobre o vírus e uma possível cura, o médico começa a investigar os arquivos do Projeto Loop, quando é retomada toda a história dos dois primeiros livros e Kaoru fica sabendo da maldição de Sadako. Lá pelas tantas, chegam a fazer até um clone de Ryuji Takayama. No fim, Loop tem bem pouco da história original de Ringu e muito de paranoia científica e futurista. Antes que seja acusado de plágio de Matrix é bom ressaltar que o livro foi lançado meses antes do famoso filme americano. A saga de Ringu rendeu ainda um quarto livro escrito por Kôji Suzuki, Chamado Birthday, com três contos que dão prosseguimento ao universo do escritor: um deles dá mais detalhes sobre o que aconteceu com Mai Takano em Spiral, outro conta a história de Sadako quando ela ainda vivia (no qual se baseou o roteiro do filme Ringu Zero), e o último dá prosseguimento à trama de Loop, mostrando a luta de Kaoru contra o vírus que contaminou sua namorada.

(Visited 1.136 times, 1 visits today)
Felipe M. Guerra

Felipe M. Guerra

Jornalista por profissão e Cineasta por paixão. Diretor da saga "Entrei em Pânico...", entre muitos outros. Escreve para o Blog Filmes para Doidos!

5 comentários em “Rasen (1998)

  • 06/06/2018 em 00:33
    Permalink

    Vamos deixar coisas claras. Os filmes Ringu, nenhum deles é fiel aos livros… Vamos lá. Asakawa não é uma mulher, é um homem. Yoichi não existe no mundo Ringu. A maldição de Sadako é sim um vírus, é um vírus mutado da Varíola. Não existe Sadako saindo de tv e nem ligação após assistir ao vídeo. Ringu dirigido por Nakata, não foi o primeiro. Em 1995 ou 1997 o primeiro filme foi Ringu Kazenban, que é o que mais se aproxima ao livro de Koji Suzuki. Rasen também é um filme que se aproxima do livro. A coleção dos livros são Ring, Spiral (Rasen), Loop (Nunca teve filme sobre), Bassudei (Adaptado como Ringu 0), Koji recentemente lançou um novo livro do universo Ringu, se chama S (Esu). Nenhum dos filmes realmente retrata com fidelidade os poderes e os motivos de Sadako Yamamura, mto mesmo a palhaçada que é a imbecil da Samara Morgan. Os livros de Koji são maravilhosos, se você quiser realmente saber da história da saga Ringu, te digo que os filmes farão muito pouco por você. Ah sim, Takayama não tem relação afetiva nenhuma com Asakawa, eram apenas amigos.

    Resposta
  • 06/06/2018 em 00:30
    Permalink

    Vamos deixar coisas claras. Os filmes Ringu, nenhum deles é fiel aos livros… Vamos lá. Asakawa não é uma mulher, é um homem. Yoichi não existe no mundo Ringu. A maldição de Sadako é sim um vírus, é um vírus mutado da Varíola. Não existe Sadako saindo de tv e nem ligação após assistir ao vídeo. Ringu dirigido por Nakata, não foi o primeiro. Em 1995 ou 1997 o primeiro filme foi Ringu Kazenban, que é o que mais se aproxima ao livro de Koji Suzuki. Rasen também é um filme que se aproxima do livro. A coleção dos livros são Ring, Spiral (Rasen), Loop (Nunca teve filme sobre), Bassudei (Adaptado como Ringu 0), Koji recentemente lançou um novo livro do universo Ringu, se chama S (Esu). Nenhum dos filmes realmente retrata com fidelidade os poderes e os motivos de Sadako Yamamura, mto mesmo a palhaçada que é a imbecil da Samara Morgan. Os livros de Koji são maravilhosos, se você quiser realmente saber da história da saga Ringu, te digo que os filmes farão muito pouco por você.

    Resposta
  • 04/09/2016 em 13:01
    Permalink

    Ring espiral tá disponível na Netflix Brasil agora, eu não fazia ideia da existência desse filme.

    Resposta
    • 04/09/2019 em 18:06
      Permalink

      Droga, vim correndo pra escrever EXATAMENTE ISSO, e seu comentario é de 2016, estamos em 2019…

      Resposta
  • 25/02/2016 em 22:19
    Permalink

    Saiu agora,acho que ano passado, o DVD Ring Espiral, pela Focus Filmes.Lançaram em conjunto com Ring e Ring 2, muito provavelmente devido ao lançamento recente do Sadako 3d 1 e 2 (que também foi lançado em DVD por eles).

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *