Monstros Marinhos (2009)

Monstros Marinhos (2009) (2)

Monstros Marinhos
Original:Mega Shark vs. Giant Octopus
Ano:2009•País:EUA
Direção:Jack Perez
Roteiro:Jack Perez
Produção:David Michael Latt
Elenco:Lorenzo Lamas, Debbie Gibson, Vic Chao, Jonathan Nation, Mark Hengst, Michael Teh, Sean Lawlor, Dustin Harnish, Stephen Blackehart

É fácil fazer um filme ruim, mas muito difícil fazer um “bom filme ruim“. Essa bomba da produtora The Asylum é a prova disso. Tudo bem, não dá para esperar nada de um filme cujo título original é “Mega Tubarão contra Polvo Gigante“. Mas, como fã de trash movies, no mínimo eu esperava me divertir com tamanha estupidez. Não foi o que aconteceu: os animais do título aparecem dois ou três minutos o filme inteiro (se chega a isso), e o combate anunciado dura uns 20 segundos. Tudo com aquela péssima qualidade de computação gráfica que já é a marca registrada da produtora picareta (responsável por cópias bagaceiras de blockbusters de Hollywood, como Transmorphers). Podia ser divertido? Podia. Mas não é.

As raras cenas engraçadas – como o tubarão gigante “voando” para abocanhar um avião – são rápidas e separadas por 20 minutos de blablabla e asneiras diversas. E como os monstros gigantes quase não aparecem, o filme fica ancorado em seus protagonistas humanos, que não têm cenas suficientemente divertidas para manter o interesse (que saudade da ruindade inocente dos filmes do Ed Wood!). E por mais que seja engraçado ver os protagonistas Deborah Gibson e Lorenzo Lamas com cara de “O que eu estou fazendo aqui? Preciso demitir meu agente“, eles nem ao menos são famosos o suficiente para valer a piada (diferente, por exemplo, de Bruce Davison, que apareceu em outra bomba da The Asylum, Titanic 2).

Monstros Marinhos (2009) (1)

Às vezes até parece que os caras estão levando o filme mais a sério do que deveriam, ao invés de avacalhar geral. Por isso, acredito que Monstros Marinhos ficaria muito melhor como um curta bagaceiro, ou trailer falso estilo “Grindhouse“, do que como o longa chato que é. O que não impediu os produtores de fazer uma espécie de continuação, Mega Shark vs Crocosaurus (!!!), dirigido pelo filho do Fred Olen Ray (!!!), e que parece ser tão pavoroso quanto o original – dessa vez com um crocodilo gigante no lugar do polvo gigante.

(Visited 516 times, 1 visits today)
Felipe M. Guerra

Felipe M. Guerra

Jornalista por profissão e Cineasta por paixão. Diretor da saga "Entrei em Pânico...", entre muitos outros. Escreve para o Blog Filmes para Doidos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien