A Contrapartida (2019)

A Contrapartida
Original:
Ano:2019•País:Brasil
Autor:Uranio Bonoldi •Editora: Valentina

Na vida, temos de fazer escolhas a todo momento. O que comer no café da manhã? Qual roupa vestir para ir ao trabalho hoje? Muitas dessas escolhas, claro, são banais, mas há momentos em que esbarramos em escolhas que podem mudar nossas vidas, e é preciso arcar com as consequências. É o que acontece com Octávio Albuquerque, ou Tavinho, o protagonista de A Contrapartida, thriller de suspense que marca a estreia como escritor de Uranio Bonoldi.

A história de Tavinho é contada de forma não-linear – um formato bem acertado – que nos vai revelando a trama aos poucos, conforme o que precisamos saber a cada momento. O livro começa com Tavinho abandonando dois corpos em uma trilha escondida em um parque de São Paulo, sem maiores explicações, para logo em seguida levar o leitor de volta aos 13 anos do personagem, época em que vivia com sua mãe, Cristina, e a governanta Iaúna, uma mulher indígena que veio morar em um bairro de classe média alta fugindo de garimpeiros na Amazônia, a convite de Cristina (ainda que trazê-la para se tornar uma governanta em tempo integral seja um tanto duvidoso). O pai de Tavinho foi morto durante um assalto mal esclarecido quando o menino tinha apenas 4 anos.

Ainda que seja um garoto privilegiado, rodeado por pessoas que se importam muito com ele, Tavinho tem um problema: vai mal na escola e periga repetir de ano por não ser capaz de memorizar as matérias na escola. Iaúna, que nutre um amor incondicional pelo menino, decide ajudá-lo através de um sinistro ritual típico de sua tribo, os Moxiruna, e é justamente essa a escolha, sobre seguir ou não o ritual, que definirá os rumos da vida de Tavinho.

A Contrapartida nos faz acompanhar a história de uma vida inteira, uma vez que acompanhamos Tavinho dos 4 aos 26 anos, mesmo que fora de ordem. Bonoldi opta por revelar ao leitor muito sobre Cristina e Iaúna também, cobrindo anos das vidas das duas mulheres, que acabaram se tornando melhores amigas, ainda que vindas de culturas completamente diferentes. Isso nos faz nos aproximarmos mais das personagens e nos identificarmos com alguns aspectos de suas personalidades. Este formato também permite ao leitor perceber as mudanças pelas quais Tavinho passa ao longo da vida, ponto esse que, em alguns momentos, poderia ser mais bem explorado pelo autor. Incomoda um pouco o fato de que o menino, mesmo sabendo de uma perturbadora verdade sobre o elixir que o ajuda a se tornar um homem bem-sucedido, parece ser muito pouco afetado por isso, parecendo ignorar completamente a origem do poderoso chá.

Chama atenção também a sofrida trajetória de Iaúna, que viveu uma tragédia na selva e veio parar na cidade grande. De natureza tranquila e pacífica, é interessante descobrir como ela consegue os ingredientes de que precisa para o preparo do ritual, apresentando um aspecto de sua personalidade que fica muito bem guardado. Por outro lado, a facilidade com que ela consegue atrair pessoas de que precisa para o ritual, usando de artimanhas e armadilhas, parece fácil demais. Vilões comuns que aparecem aos montes ao longo do livro são descritos como realmente maus, homens que botam medo até mesmo na polícia, caem fácil demais no conto da velhinha que sempre tem algo valioso a oferecer.

Com toques macabros, A Contrapartida é um interessante primeiro trabalho de Bonoldi. Há, sim, algumas passagens em que o autor se alonga mais do que o necessário (a viagem em família para esquiar não acrescenta muito à história) e se aprofunda pouco em pontos que poderiam ser mais explorados, porém o enredo é envolvente e faz o leitor querer saber como o protagonista chegou à situação que abre o primeiro capítulo, com os dois corpos – coisa que só será revelada mais tarde na história.

A Contrapartida é um lançamento da Editora Valentina e já está disponível nas livrarias! Saiba como adquirir seu exemplar, clicando aqui!

(Visited 511 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien