American Horror Story (2016): My Roanoke Nightmare – Chapter 5

American Horror Story (2016): My Roanoke Nightmare – Chapter 3

american-horror-story-2016-3

American Horror Story - 6ª Temporada
Original:American Horror Story - Season 6
Ano:2016•País:EUA
Direção:Jennifer Lynch
Roteiro:James Wong
Produção:James Wong, Ryan Murphy, Brad Falchuk, Ned Martel
Elenco:Kathy Bates, Sarah Paulson, Cuba Gooding Jr., Lily Rabe, André Holland, Angela Bassett, Adina Porter

Enquanto as buscas por Flora (Saniyya Sidney) continuam, os policiais começam a suspeitar de Lee (Angela Bassett/Adina Porter) e seu passado e seu ex-marido, Mason (Charles Malik Whitfield) só vão piorar as coisas. Mas enquanto a família e a polícia seguem nas buscas, as pistas levam a uma fazenda abandonada onde acontecimentos terríveis serão acrescentados à trama de My Roanoke Nightmare. AHS recuperando aspecto bizarro e grotesco que os fãs da série adoram.

Mas o que se destaca em meio ao emaranhado de referências presentes neste capítulo de American Horror Story são as referências, bastante óbvias, a Poltergeist – O Fenômeno (1982). O desaparecimento de Flora e a, cada vez mais provável, falta de uma solução para o caso atrai a figura exótica de Cricket Marlowe (Leslie Jordan), um excêntrico paranormal que diz ser capaz de encontrar a menina, mediante a quantia módica de 25 mil dólares. Lee resolve pagar o pequeno médium que, durante uma sessão, irá descobrir mais sobre o passado que envolve a casa dos Miller. A figura exótica de Cricket  lembra muito a querida Tangina (Zelda Rubinstein) no filme de 1982.

american-horror-story-2016-2

A sessão mediúnica de Cricket desvenda um pouco do passado da região e conecta os espíritos presentes na floresta cerca a casa dos Miller com a colônia desaparecida de Roanoke através do fantasma de Thomasin White (Kathy Bates), conhecida como Açogueira, que foi traída e condenada pelos demais moradores de Roanoke. Banida de sua vila, Thomasin (reconhece o nome, infernauta?) encontra ajuda através de uma misteriosa mulher, vivida por uma irreconhecível Lady Gaga, que parece ser uma feiticeira. Thomasin é libertada e volta para a vila para retomar seu lugar de direito como líder de Roanoke, declarando que a colônia deve se mudar.

Quinhentos anos depois, descobrimos que a colônia não desapareceu. Ela simplesmente se mudou para alguns quilômetros dali, fixando-se onde, meio século depois, seria construída a casa comprada pelos Miller. Quais os motivos que fizeram a colônia se mudar ainda permanecem um mistério que será desvendado aos poucos. Esse jogo de mostrar e esconder tem sido muito bem aproveitado ao longo desta temporada de AHS. Prendendo a atenção de maneira infinitamente superior à usada em AHS: Hotel, já que aqui, os enigmas são suficientemente interessantes para isso.

american-horror-story-2016-1

Para coroar o episódio, a direção de Jennifer Lynch (Encaixotando Helena), filha do cultuado cineasta David Lynch, cai como uma luva neste que é o capítulo mais perturbador de My Roanoke Nightmare até agora. Croatoan, a palavra encontrada pelos ingleses cravada em uma árvore nos arredores do que sobrou de Roanoke, adquire um peso muito maior quando é dita por crianças criadas como porcos.

(Visited 346 times, 1 visits today)
Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

13 comentários em “American Horror Story (2016): My Roanoke Nightmare – Chapter 5

  • 10/12/2016 em 16:04
    Permalink

    Começo prometendo e acabou como uma decepção total… foi tao ruim, tao ruim que fiquei de cara

    Resposta
  • 23/11/2016 em 21:30
    Permalink

    Eu acho AHS um desperdício, em varios sentidos, pois apesar da serie ter varios pontos altos (Trilha sonora, atuações, fotografia, enredo instigante) ela sempre decepciona com um desenvolvimento porco estragando tudo.

    Resposta
    • Rodrigo Ramos
      12/11/2016 em 01:34
      Permalink

      Ainda não! Estou atrasado mas já estou voltando! Aproveitarei o feriadão pra me atualizar!

      Sorry! 🙁

      Resposta
  • 03/11/2016 em 13:03
    Permalink

    Dandy não era o assassino palhaço.. .

    Resposta
    • Rodrigo Ramos
      12/11/2016 em 01:36
      Permalink

      Era sim. Depois do Twisty, é ele quem assume o manto de assassino palhaço.

      Resposta
  • 20/10/2016 em 17:00
    Permalink

    Levando em consideração ao histórico de AHS a tendencia é piorar.

    Resposta
  • 12/10/2016 em 19:13
    Permalink

    Me sinto uma filha pródiga dessa série. Terminei a temporada 4 só por teimosia e a 5 abandonei na metade. Essa temporada tá tendo os melhores momentos iniciais e os personagens são absolutamente críveis! Eu nem ia assistir, mas as críticas do Boca chamaram muito a atenção. Obrigada!

    Resposta
    • 13/10/2016 em 11:42
      Permalink

      Obrigado Tracy!

      Eu havia prometido que abandonaria AHS na terceira temporada, mas a quarta, com um tema que gosto muito, me trouxe de volta. A quinta teve seus bons momentos, mas a história é bastante irregular. Quem salvou AHS no último ano foi o elenco, como sempre, que estava incrível.

      Agora esta sexta, que eu já havia prometido ser a última, tem essa melhora enorme, e acabo ficando curioso pra ver o que vai rolar no ano que vem.

      É como um vício…

      Resposta
  • 23/09/2016 em 02:16
    Permalink

    Abandonei a 5º temporada no 4º episódio. Simplesmente não me interessou aquele exagero estético e de sangue sem uma história com substância. A boa e infalível fórmula de contar uma história com nuances e trazendo personagens críveis, além do modelo de documentário estilo Paranormal Witness no primeiro episódio,que causa estranhamento e curiosidade, me reconquistou.

    Resposta
  • 21/09/2016 em 14:36
    Permalink

    esse episodio foi muito bom , gostei de tudo até agora apesar do Cuba Gooding Jr “interpretar ele mesmo “, como foi mencionado eu gostei por ser um grande fã dele , e as referencias a Bruxa de Blair e a Bruxa foram o que mais gostei, espero que não arrumem explicações chatas para esses fenômenos ao longo da serie e mantenham o mistério!! e estou ansioso para ver Kathy Bates novamente, já que a maravilhosa Jessica Lange não participa mais!! adorei a critica!!

    Resposta
    • Rodrigo Ramos
      22/09/2016 em 01:20
      Permalink

      Obrigado Vitor!

      Gostei muito desse primeiro episódio! Vamos torcer pra manter o ritmo e volte mais vezes para as críticas dos próximos capítulos.

      Abraço!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien