Lenda do Papa-Figo no horror nacional Carniçal

0
(0)

Carniçal (2014)

Felipe é um garoto de vida dupla, cuja relação com uma mulher mais velha não tem aprovação da mãe, uma mulher amarga. Com a chegada de um bando de ciganas, um segredo virá à tona trazendo um desfecho irreversível.

Essa é a sinopse do novo horror nacional de Rubens Mello, cineasta com grande dedicação ao gênero com diversos trabalhos como os excelentes curtas A História de Lia e Vermibus. Agora, ele traz em Carniçal a lenda por trás do Ghoul ou Papa-Figo, monstro da mitologia árabe antiga que habita e reside em cemitérios e outros locais inacessíveis. O elenco traz a experiência de José Mojica Marins, além dos talentosos Victor Fernandes, Lenny Dark e Eliana Sotero.

Carniçal (2014) (2)

Papa-Figo é uma figura lendária do folclore brasileiro, conhecida principalmente na Bahia. Há relatos em que ele se parece com uma pessoa normal; para outros, teria unhas de ave de rapina, e orelhas e dentes de vampiro. Ele matava meninos e meninas mentirosos para chupar-lhes o sangue e comer-lhes o fígado (daí o nome, corruptela de papa-fígado). Isso porque ele sofria de uma doença rara (para alguns, o mal de Hansen, o que explicaria sua aparência grotesca), e acreditava que sangue e fígado de crianças o curariam. O mal de Hansen (também chamado de lepra) foi uma doença que matou muita gente no início do século 20, talvez daí venha a lenda. Outros relatos dão conta de que pessoas acometidas do mal de Chagas eram confundidas com o papa-figo, por causa do inchaço em algumas partes do corpo e no fígado.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

(Visited 348 times, 1 visits today)

Marcelo Milici

Professor e crítico de cinema há vinte anos, fundou o site Boca do Inferno, uma das principais referências do gênero fantástico no Brasil. Foi colunista do site Omelete, articulista da revista Amazing e jurado dos festivais Cinefantasy, Espantomania, SP Terror e do sarau da Casa das Rosas. Possui publicações em diversas antologias como “Terra Morta”, Arquivos do Mal”, “Galáxias Ocultas”, “A Hora Morta” e “Insanidade”, além de composições poéticas no livro “A Sociedade dos Poetas Vivos”. É um dos autores da enciclopédia “Medo de Palhaço”, lançado pela editora Évora.

5 thoughts on “Lenda do Papa-Figo no horror nacional Carniçal

  • 19/09/2014 em 21:54
    Permalink

    O talentoso artista Thierry Durieux , fotógrafo no curta “Vermibus” está finalizado o trabalho de correção e coloração do curta “CARNIÇAL” da Catarse Coletiva,.

    Resposta
    • 13/06/2014 em 12:51
      Permalink

      Vai rolar uma pré mês que vem… ainda não tenho maiores informações.
      🙂

      Resposta
  • 08/06/2014 em 07:23
    Permalink

    quando e onde será a apresetação desta obra prima .parabéns.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.