O Florista: suspense nacional aborda a homofobia e a justiça com as próprias mãos

O Florista, o primeiro curta-metragem do roteirista e diretor Filipi Silveira, da Cerrado’s Filmes, foi lançado em 2012 e passou por festivais de todo o mundo, incluindo o Festival de Cannes, onde foi exibido no Short Film Corner. Cinco anos depois, o cineasta liberou seu filme no YouTube em um momento bem calculado: dia 28 de junho, o Dia do Orgulho LGBT.

O Florista é um suspense sul-mato-grossense que trata de homofobia, ausência de humanidade e o senso de que cada um pode fazer justiça com as próprias mãos. “Quando foi lançado, o filme tinha o objetivo de levantar questões sociais em um filme de gênero, no caso o suspense”, Silveira que também atua no filme.

O mundo segundo O Florista é como um jardim que possui belas flores e pragas que precisam ser eliminadas. Seguindo essa metáfora, iremos acompanhar uma viagem onde o destino será a mente e as motivações de um intrigante serial killer. Cercado de mistérios, ele alimenta dentro de si sentimentos a favor da moralidade em uma trama repleta de personagens de vida dupla.

Confira o curta na íntegra:

(Visited 41 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien