Silk – O Primeiro Espírito Capturado (2006)

Silk (2006) (1)

Silk - O Primeiro Espírito Capturado
Original:Gui si
Ano:2006•País:Taiwan
Direção:Chao-Bin Su
Roteiro:Chao-Bin Su
Produção:Ming Tu
Elenco:Chen Chang, Yôsuke Eguchi, Kar Yan Lam, Barbie Hsu, Bo-lin Chen, Janine Chun-Ning Chang, Fang Wan, Kuan-Po Chen Chi Chin Ma, Leon Dai, Kevin S. Smith

Aumentando ainda mais as estatísticas de filmes orientais de horror que estão sendo exibidos nos cinemas brasileiros em circuito comercial (depois de Visões, Espíritos – A Morte Está Ao Seu Lado, Assombração e Almas Reencarnadas, além de vários outros que foram lançados diretamente no mercado de vídeo), no dia 19/01/07 foi a vez de Silk – O Primeiro Espírito Capturado (Silk / Guisi, 2006), escrito e dirigido por Chao-Bin Su, vindo diretamente de Taiwan para as nossas telas gigantes, um fato que deve ser prestigiado pelo apreciador de cinema de horror em geral e principalmente aquele produzido na Ásia.

E é claro que os responsáveis pela escolha dos títulos nacionais não poderiam perder a oportunidade de mostrarem sua incrível incompetência colocando um enorme e completamente desnecessário subtítulo no filme, que na verdade faz parte de uma tagline promocional.

Na história, um grupo de pesquisadores, liderado por Hashimoto (Yosuke Eguchi), um cientista diabético que tem deficiência em uma das pernas, está trabalhando num projeto secreto financiado pelo governo de Taiwan. Eles descobriram um poderoso dispositivo (chamado de Esponja de Menger) capaz de eliminar o efeito da gravidade, um objeto misterioso que conseguiu capturar a energia de um fantasma de uma criança, e que também num formato líquido e pulverizado nos olhos, permite a visualização de espectros.

Silk (2006) (2)

O espírito do garoto, isolado num apartamento vazio, fala algumas frases incompreensíveis, obrigando os pesquisadores a convocar o policial Tung (Chen Chang), especialista na leitura de lábios, para monitorar suas ações e tentar descobrir a mensagem do garoto, investigando sua origem, os motivos de sua morte trágica, o local onde foi enterrado e todos os mistérios que envolvem sua existência como um fantasma errante.

Silk traz todos aqueles elementos característicos dos filmes orientais com fantasmas perturbados, não faltando as tradicionais cenas macabras de sustos e mortes, os fantasmas ameaçadores de um garoto e uma mulher com longos cabelos negros, e as vítimas com expressões faciais de horror em estado absoluto.

Silk (2006) (3)

O destaque maior fica com o suspense crescente na investigação do policial sobre as origens do menino fantasma, com a revelação progressiva de detalhes surpreendentes, e da proposta de estabelecer teorias sobre a existência de fantasmas. Apesar de uma suposta saturação com histórias muito similares entre si em incontáveis filmes com espíritos atormentados produzidos no Oriente (Japão, China, Hong Kong, Taiwan, Tailândia, Coréia do Sul), ainda assim é inegável constatar que esses filmes conseguem manter um interesse especial em suas tramas, como é o caso novamente de Silk, que mesmo podendo ser considerado um filme sem grandes novidades, garante quase duas horas de diversão e bons momentos de tensão em frente à tela.

(Visited 661 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

Um comentário em “Silk – O Primeiro Espírito Capturado (2006)

  • 15/11/2017 em 20:10
    Permalink

    NA hora que começou o fantasminha comendo uma maçã fantasma eu já tirei o filme kkkkk

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *