Ridley Scott dá detalhes sobre Alien: Covenant

No longa original, Rapace viveu a Dra. Elizabeth Shaw
No longa original, Rapace viveu a Dra. Elizabeth Shaw

Muito já foi dito sobre a sequência de Prometheus, batizada definitivamente (será?) como Alien: Covenant. Em uma coletiva de imprensa realizada na Austrália, onde acontecerão as filmagens do longa, na semana passada, o diretor Ridley Scott deu mais detalhes sobre o projeto, previsto para chegar aos cinemas americanos no dia 6 de outubro de 2017.

Scott explicou que Covenant continuará de onde Prometheus parou em 2012, e será o primeiro filme de uma trilogia ligada diretamente ao Alien original, de 1979. “Prometheus 1 nasceu de minha frustração com Alien 1”, contou o diretor. “Eu nunca fiz mais porque, normalmente, eu não faço sequências, mas fiquei impressionado porque, com as três [sequências de Alien] que se seguiram, ninguém levantou a questão sobre o alienígena: quem o fez e por que?”.

O novo longa será focado na tripulação da nave Covenant, que confunde um mundo escuro e perigoso com um paraíso inexplorado, cujo único habitante é o “sintético” David, sobrevivente da condenada expedição Prometheus. A sinopse deu a entender que a Dra. Elizabeth Shaw, interpretada por Noomi Rapace e sobrevivente do longa anterior, não estaria na sequência. Scott afirmou que a atriz vai retornar em Covenant em uma “pequena participação”, enquanto Michael Fassbender, que viveu o robô David, terá dois papéis no novo filme. Ele disse ainda que negociações com atores que interpretarão os tripulantes estão avançadas, mas se negou a citar nomes.

Alien: Covenant será gravado na Austrália devido a incentivos criados especialmente para o filme. Se tudo der certo no primeiro longa, a ideia é gravar os próximos também no país. Scott está procurando por “florestas monumentais e rochas monumentais” para gravar Covenant por 16 semanas, a partir de março do ano que vem.

(Visited 27 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *