Ridley Scott quer classificação etária máxima para Alien: Covenant

Alien (1979) (5)
Covenant será ambientado dez anos após os eventos de Prometheus

Depois de ganhar o Globo de Ouro de Melhor Filme, Comédia ou Musical (?) por Perdido em Marte, Ridley Scott seguiu para a Austrália para dar início à produção de Alien: Covenant, a sequência de Prometheus. O diretor revelou mais alguns detalhes sobre a produção, que deixarão os fãs bem animados: a intenção é fazer um filme com classificação etária para maiores, que vai incluir uma cena bem pior que a do chestburster.

“Eu sempre me lembro de estar perto da classificação máxima em Saint Louis quando nós estávamos na pré-estreia [de Alien]”, contou Scott. “Eu não consegui assistir ao filme mais uma vez. Eu cheguei ao limite na cena da cozinha com John Hurt. Naquele momento eu percebi quão assustador era o filme… Tive o senso de responsabilidade de que tinha ido longe demais, porque aquilo era extremo. Eu vou tentar fazer isso de novo neste ano, mas muito pior”.

Alien: Covenant será ambientado dez anos depois de Prometheus e focado na tripulação da nave Covenant, que confunde um mundo escuro e perigoso com um paraíso inexplorado, cujo único habitante é o “sintético” David, sobrevivente da condenada expedição Prometheus. Michael Fassbender, que viveu o robô, terá dois papéis no novo filme.

A Fox lança Alien: Covenant nos cinemas no dia 6 de outubro de 2017. Noomi Rapace, protagonista de Prometheus, deve fazer apenas uma pequena participação no filme. Katherine Waterston (Vício Inerente) interpreta uma personagem chamada Daniels, mas ainda não foram relevados mais detalhes. Jack Paglen (Transcendence) e Michael Green (Lanterna Verde) são os roteiristas.

(Visited 53 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

2 comentários em “Ridley Scott quer classificação etária máxima para Alien: Covenant

  • 16/01/2016 em 15:26
    Permalink

    Eu acharia mais interessante se esse novo filme fosse focado mais no gênero ficção ou fantasia, ao contrário de cenas grotescas que me sugerem que o diretor quer priorizar.
    Também, não gostei da relação com Prometheus, embora tenha achado um filme ok. Esse filme deixou muitas perguntas em aberto, por isso, muitos amigos meus queriam uma continuação. Essas perguntas não deveriam vir de um filme que foi razoável, por isso acho que Prometheus deveria ser desconsiderado.

    Resposta
    • 15/05/2016 em 14:08
      Permalink

      Mas “ALIEN” é um filme de terror… toda a ideia central, é de um filme de HORROR. Uma criatura grotesca que mata um a um os personagens do filme. Mas, como toda ideia que fica popular, as cosias mudam. Depois 4 filmes do Freddy Krueger, por exemplo, ele virou uma espécie de “Comédia”, com “Chucky”, aconteceu a mesma coisa, e com “ALIEN”, ele acabou virando Ação/ficção. Desta vez, eles querem resgatar o que o filme realmente é, um TERROR. Ao o invés de um acampamento, você tem uma nave, ao invés de jovens bêbados, você tem cientistas, e ao invés de Jason, você tem o “Alien”. É um filme de terror cara, nada mais. A Diferença é que se passa no espaço, só isso.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien